Português | English

Cartas

VOZES SILENCIADAS - reflexões sobre a Guerra!

VOZES SILENCIADAS - reflexões sobre a Guerra!

 

 

 

 

 

----- Original Message -----

From: VOZES SILENCIADAS - reflexões sobre a Guerra!

To: contato@caiofabio.com

Sent: Thursday, January 22, 2009 4:58 PM

Subject: Vozes silenciadas.

 

 
 

Amado Caio,

 

 

Meu nome é Daniel, participo da estação do Caminho no centro do Rio juntamente com os amados irmãos Alexandre Araújo, Luís (paraense); e muitos outros que, como eu, não tivemos ainda o prazer de compartilhar com mais proximidade o teu convívio físico, mas que te ouvem e te lêem constantemente através da web.

 

Escrevo-te no intuito de te enviar um documentário chamado Occupation 101 - Vozes da maioria silenciada compartilhado na internet, e que, portanto, pode ser posto no site, ou em qualquer outro tipo de compartilhamento de reflexões — que aborda as raízes dessa insana guerra na palestina de um ponto de vista inteiramente diferente do que estamos acostumados a ver na mídia, dando ouvidos a vozes silenciadas em Israel e no mundo por defenderem os direitos humanos, denunciarem a desproporção das retaliações, demonstrarem claramente o holocausto e a limpeza étnica promovida na terra em que árabes e judeus conviveram pacificamente durante séculos.

 

Espero que nos sirva de luz sobre os fatos em andamento e nos ajude a fazermos algo para mobilizar os homens e mulheres de boa vontade a encontrarmos juntos uma solução em que a paz e o respeito à vida e a humanidade prevaleça.

 

Shalom.

 

Daniel

 

Eis o link:

 

   http://video.google.com/videoplay?docid=-4059024493735334793

 

________________________________________

 

Resposta:

 

 

Mano amado: Graça e Paz!

 

 

É fácil ver as guerras pela TV e sobre elas emitir uma opinião, ou mesmo escolher lados.

 

No entanto, quando se chega perto, quando se vê os dramas humanos in loco, quando se ouve os lados neutros de cada lado, quando se ouve as pessoas do amor... — logo se vê que lado algum é melhor ou mais vitorioso, se, ao final, o resultado for a morte de crianças, inocentes e gente simples que apenas quer viver.

 

Há governos oficiais de um lado, neste caso, e terroristas de outro; mas, em ambos os lados há gente no meio, gente que não quer estar no meio de nada disso; e que também não vê nas causas da guerra razões para guerra alguma.

 

Aí no Rio estive no meio de uma guerra de muitas faces. De um lado as autoridades e governantes maiores, de outro os grupos organizados para o crime: os bandidos e a policia; de outro lado ainda os moradores dos lugares afetados, as favelas; de outro os bandidos como gente com mãe e filhos; de outro lado os presos e seus carcereiros; de outro ainda a mídia, a classe média, e chamada opinião pública.

 

Eu no meio...

 

Via os dramas de todos os lados.

 

Assim, não era entendido por ninguém!

 

Gerava desconfiança em todos; mas, assim mesmo, prosseguia independente.

 

Nunca vi uma guerra passível de ser explicada, mas apenas entendida nos fenômenos de loucura que a geraram!

 

Os depoimentos do vídeo que você enviou são fortes e bastante ilustrativos de tudo o que se tem tratado sobre o tema.

 

Colarei no site na esperança de que muitos o vejam.

 

 

Receba meu amor!

 

 

Nele, que é o Príncipe da Paz, e não o Senhor da Guerra,

 

 

Caio

23 de janeiro de 2009

Lago Norte

Brasília

DF