Português | English

Cartas

VOLTO OU NÃO VOLTO?

VOLTO OU NÃO VOLTO?

 

 

 

 

 

 

 

 

----- Original Message -----

From: VOLTO OU NÃO VOLTO?

To: contato@caiofabio.com

Sent: Tuesday, March 04, 2008 2:32 PM

Subject: Leia por favor

 

Caio, tudo bem?

 

Há algum tempo te escrevi. Falei sobre alguns problemas no meu segundo casamento. Pois bem, me separei. Logo depois soube através de um agiota, isso mesmo, um agiota, que minha ex estava totalmente enrolada e mais...saindo com um cara que parava o carro na minha casa todos os dias.

 

Mesmo sabendo que levava o título de corno nas rodas do bairro, paguei a dívida com o tal. Perguntei a ela a verdade...ela enrolou e disse que realmente estava saindo com um cara, mas que não havia acontecido "nada". Eu não acredito devido às mentiras que margearam nossos 7 anos de relacionamento.

 

Depois deste fato, ela me pediu para voltar... A principio em nome dos meus dois filhos, de 2 e 6 anos, seria legal...mas...não confio nela...estou preso a pensamentos e idéias...ela não me passa confiança...

 

Depois que me separei, comecei a sair com uma amiga...hoje meu coração está em conflito...partir para uma nova relação ou tentar esquecer e proporcionar um lar para os meus filhos.

 

Amigo, estou confuso, me sinto estranho...me ajude....

______________________________________________________

 

Resposta:

 

 

Meu querido amigo: Graça e Paz!

 

 

Não posso dizer a você o que fazer. Mas o melhor, se você quer paz, é ouvir a voz do coração.

 

Entretanto, o que lhe digo é que LEGAL MESMO era se ela não mentisse, não se envolvesse com agiotas, e nem tivesse um homem saindo com ela para fazerem “nada”.

 

Sim! O LEGAL MESMO era que você tivesse encontrado a mulher certa já na 1ª vez!

 

Mas, infelizmente, não foi assim.

 

O que é básico numa relação é confiança. Sem confiança não se constrói nada a dois.

 

Veja se entre vocês existe amor, verdade, lealdade, confiança, respeito, carinho, amizade, e sinceridade — e, havendo, fique com ela; porém, não havendo, decida: ou fica sem lembrar do que não esquece e se dedica a ela e, obviamente, às filhas, mesmo não havendo casamento de verdade entre vocês; ou, então, se não dá pra ficar sem a existência do que faz um casamento, seja responsável com suas filhas, e não as abandone ou delas se distancie por nada neste mundo.

 

O mais é com você e Deus!

 

Decida você! Mas busque a Deus!

 

Lamento, todavia, que você esteja tomando essa decisão enquanto já está envolvido com outro alguém.

 

Pergunto: Você se envolvia com pessoas enquanto estava vivendo com sua esposa? Pois, se assim fazia, pergunto: Fora o agiota, em que ela faz diferente de você?

 

No entanto, tais questões são secundarias quando comparadas às decisões que você tem que fazer agora. Todavia, pense no que lhe perguntei, pois, caso você fizesse com ela o que não quer para você, teria sido como sujar a água para depois beber.

 

Silencie e pergunte: Nós temos futuro? Ou será apenas mais uma tentativa movida à CULPA do que seria o LEGAL?

 

Sua dúvida também é perigosa, pois, suas opções são: partir pra uma coisa nova com a amiga ou voltar, pelas filhas, para a ex em quem você não confia.

 

Ora, voltar para quem você não confia é perigoso, mas partir para uma coisa nova em meio a tais circunstancias, é mais perigoso ainda.

 

Lembre disso!

 

Nele, a Quem peço luz para seu espírito,

 

 

Caio

 

05/03/08

Lago Norte

Brasília

DF