Português | English

Cartas

UM VERSO MEU PRA VOCÊ!

UM VERSO MEU PRA VOCÊ!

-----Mensagem original----- De: Edilson Paulo Lima dos Santos Enviada em: quinta-feira, 13 de maio de 2004 20:54 Para: contato@caiofabio.com Assunto: UM VERSO MEU PRA VOCÊ! Mensagem: Poema ao pregador Caio Fábio Trago-lhe um verso urgente como telegrama Um verso completo de alegria Que cantará sobre os telhados Como o grande poeta Neruda o queria. Trago-lhe um verso sem música latente Pois da música pode aflorar emoção. É preciso que soe um verso seco Cuja mensagem seja travo no coração. Trago-lhe um verso duro, cerebral, Tal o comporia João Cabral Desde a velha Olinda e o novo Recife. E no oco deste verso estranho Busco sua amizade e o ganho De degustar as palavras das quais és artífice. Edílson Paulo, em 13.05.04 ___________________________________________________________ Resposta: Meu amado amigo, Edílson: Paz contigo e comigo! Obrigado pelo verso urgente, sem música latente, que não aflora a emoção, mas mexe com a gente. Obrigado pelo verso de alegria, e que embora soe seco, faz aflorar no coração musica sem nostalgia. Obrigado pelo verso para cantar nos telhados, como Jesus disse que seria. Obrigado pelo verso que trás mensagem de Neruda e Cabral, amigos nossos, inimigos do mal. Obrigado pelo verso travo no coração, pois corta a alma, e libera a emoção. Obrigado pelo verso, pela melodia, pela musica, pela canção e pela poesia, que mesmo desejando ser seca, vem molhada de alegria. Nele, Caio