Português | English

Cartas

Um Segundo Infarto

Um Segundo Infarto

16/9/03 Meu pai teve um segundo infarto enquanto se fazia o “procedimento” de implantação de mais dois stents, na tarde de ontem. Ele passa bem. Mas terá que ficar na UTI mais três dias. Como já escrevi antes, estou grato a Deus pelos enfartos. A razão é que sem eles não teríamos conhecido outros quadros que, em razão dessa crise, estão sendo tratados. Deus é bom! Ontem quando tomou conhecimento da situação, ele disse: —Meu filho, não se preocupe. Já estou sentido umas asinhas coçando aqui nas minhas costas. Estou preparado para o vôo. O médico que fez o procedimento estava devastado, não pelas perspectivas, mas pelo amor e o desejo de que aquilo não tivesse acontecido durante o procedimento. Papai virou-se para ele e o consolou de maneira cheia de graça e gratidão. —Que queria que tivesse tido sucesso!—disse ele com muito carinho. —O sucesso é a vida, doutor!—disse eu. Os olhos dele se marejaram. Sofria não pelo risco iminente, mas pela vontade de devolver papai à família com outra notícia. Agora, ele terá mais quatro dias de UTI. Eu, não sairei daqui enquanto ele não estiver bem. Portanto, aos irmãos do Café com Graça, quero informar que só estarei no Rio na semana que vem. Na quarta-feira da próxima semana estarei lá, se Ele quiser. Enquanto isto, peço as orações de todos. Ele vai “partir” alguma hora dessas. Está com quase 77 anos. Um dia partirá...Todos iremos também. E sabemos para onde vamos. Portanto, não há aqui nenhum tipo de desespero. Apenas o amor de quem egoisticamente deseja “um pouquinho mais” da sabedoria que Deus colocou sobre ele. É meu pai. Mas também é o homem mais “homem” que já conheci. E entre os homens de Deus que diviso aqui e ali, nunca encontrei ninguém com a consciência dele em Cristo. Ele está cada dia mais em Deus. Como filho gostaria de curti-lo um pouco mais... Um beijo para todos, Caio