Português | English

Cartas

UM POUCO E ME VEREIS OUTRA VEZ

UM POUCO E ME VEREIS OUTRA VEZ

-----Original Message----- From: UM POUCO E ME VEREIS OUTRA VEZ Sent: sábado, 3 de abril de 2004 13:16 To: Caio_Site Subject: Fw: Contato do Site Mensagem: Irmão Caio, Li, hoje 02/04, a principio sem entender muito bem o que lia. A mediada que ia tomando conhecimento do que significava, meu coração era tomado espanto, tristeza e dor. Sou um entre milhares que freqüentemente entra no site. Quando estive aqui pela primeira vez só havia cinco mensagens. Desse dia em diante nunca mais deixei de estar aqui. E nunca escrevI nada. Mas agora, com reverencia a sua dor, pensei em escrever. Meus Deus! Escrever o quê? Oro por você e por sua família! “Um pouco, e já não me vereis; e outra vez um pouco, e ver-me-eis.” A morte não terá força para separá-los. Que essa certeza de vê-lo possa ser um consolo para sua alma ! De um irmão apaixonado pelo senhor e pelo Senhor. MDMM ____________________________________________________________ Resposta: Querido amigo, Obrigado pela doçura de sua cartinha. Há milhares cartas aqui. Estou respondendo bem devagar. Dor? Sim! Desespero? Não! Perda? Sim! Mas não para comparar com o Ganho. A cada dia a dor é diferente. Mas é sempre doce. Minha maneira hoje de me converter ao meu filho, é me alegrar com a alegria dele. O aguilhão da morte foi quebrado na Cruz. Onde está O morte a tua vitória? Onde está ó morte o teu aguilhão? As dores de parto que senti pelo Lukas duraram boa parte dos 22 anos de vidinha dele. Hoje eu me alegro de ter nascido, na casa do meu Pai, um homem. Estou de “resguardo”, mas sinto a alegria de meu filho. Acho que a essa altura já deve ter gente pensando que estou fazendo um processo de “evasão do real”. Não é isto. Sou pé no chão. E acerca de meu amor por ele (s), eu já disse, “entro em qualquer concurso universal de paixão por filhos”. O que me habita não é fuga. Fuga seria se o que eu confesso sobre Jesus não fosse verdade. Porém, “se nossa esperança em Cristo se limitasse apenas a esta vida, seríamos os mais infelizes de todos os homens”, já nos disse Paulo. O interessante é que em Cristo o Real não está disponível aos olhos. O que os olhos vêem, os ouvidos ouvem, e tudo aquilo que sobe ao coração de um homem, não é real, se comparado com o que Deus tem reservado para aqueles que o amam. Estou dizendo isto Hoje. Mas quando Hoje for ano que vem, sei que direi e sentirei a mesma coisa. O que é a vida? O sonho de todo aquele para quem o salmo 23 não é poesia, é habitar na casa do Senhor para todo o sempre. Enquanto isto...a vida na Terra prossegue. E há muitos trabalhos ainda com quais temos que nos ocupar, para o nosso bem, e o de todos. Receba meu beijo muito carinhoso. Nele, em Quem o que é, é, Caio