Português | English

Cartas

TRAUMA DE FILHO DE PASTOR GENTE BOA

TRAUMA DE FILHO DE PASTOR GENTE BOA



Meu prezado Caio! Tenho 20 anos de idade, nasci em um lar cristão, filho de Pastor, assim como você. Já vai pra mais de 10 anos que leio coisas sobre você e sua família. Nesta mensagem quero apenas dizer o quanto aprecio a essência de Deus na sua vida. Quando vi seus filhos nadando no Mar Morto, confesso que me deu vontade de ser um deles. Dou graças a Deus pelo pai que tenho, mas, digo isso com relação a sua experiência pastoral, se pudesse escolher qual Pastor que seria meu pai, iria pedir pra não ser filho de Pastor. Se não tivesse escolha, pediria um Pastor com a sua mentalidade. É muito difícil ser filho de pastor em meio a tantos dogmas religiosos, sem inteireza de coração e sem fidelidade à Palavra. Meu pai é o melhor exemplo de Cristão que eu já presenciei, porque ele é sincero diante de Deus. Mas a religiosidade das pessoas faz com que ele cobre muito dos filhos, entende? Às vezes dá vontade de fazer como os meu irmãos fizeram: ir para outro ministério, ser pastoreado por outra pessoa, mas eu não me vejo em outra comunidade. O lance todo é que a igreja, o corpo de Cristo, está doente, machucado; e pior: parece que tudo caminha pra ruína. Acho que a igreja (Corpo de Cristo) precisa voltar a informalidade, ser clandestina novamente. Os caras daquela época, sem TV, rádio, Internet e outros apetrechos da comunicação, abalaram o mundo. Vivem dizendo por aqui pra que Deus tem um chamado na minha vida e isso requer compromisso com Deus. Eu fico só rindo... Creio que exista a unção pra ensinar, admoestar. Mas título, eu não quero de jeito nenhum... Não quero passar pelo que meu pai tá passando... Até hoje eu sou tido como rebelde, Filho descompromissado...Mas fazer o quê? O e-mail era só pra dizer sobre o quanto eu te admiro, mas acabou tomando outros rumos....hehehh!Glória a Deus pela tua Vida! Caio, lembre-se: Você não deve nada a ninguém, você não precisa se explicar pra ninguém. Apenas exerça o ministério que Deus te confiou, como você já está fazendo... Vou começar a estudar Letras – Português, e pretendo me casar, se for da vontade divina, daqui a 2 anos. Seria muito gratificante se você fizer meu Casamento... Deus te Abençoe! Ahhh... tem outra coisa: "há milhões de peixinhos no fundo do mar e ninguém sabe deles, mas, para Deus, eles têm o seu signifacado, carregam a sua mensagem e refletem a glória do Senhor." (De sua entrevista a VINDE-ECLÉSIA em 99). Outra:"Pode ser que agora Deus queira que eu viva nas regiões abissais, onde um grupo bem menor me perceba, mas consiga ver que a minha vida carrega a graça e a Glória de Deus.(Da mesma entrevista). Deus te Abençoe e você já me cativou (Lembra do Pequeno Príncipe?) Espero que tenha te cativado e a gente possa ser amigos. Nele, que sabe que nós não passamos de peixinhos de grandes validades _____________________________________________ Resposta: Meu querido filho: Que a Graça e a Paz estejam sobre sua vida para sempre! Para ser pastor não se precisa de títulos, mas sim de amor, bom senso, sabedoria, paciência, e muita vontade de ser gente boa de Deus na Terra. O sistema eclesiástico já está falido há muito, mas somente agora as pessoas estão sentindo isso na pele. Seu paizinho, como milhares de outros pastores gente boa, está sob o seqüestro da “igreja”. Encontro toda hora pastores que são bons e sabem o que é bom, mas que não têm coragem de enfrentar o “esquema” com medo de perderem o emprego e a posição de respeito dentro da “igreja”. Por isso, não se torne dependente dos humores de ninguém para pregar a Palavra. Forme-se e traga o seu próprio pão para casa; e, assim, você terá liberdade total para pregar e ensinar conforme a sua consciência em fé. Você disse que o “Corpo de Cristo está doente”. Não! Não está! O Corpo de Cristo vai muito bem. Quem está mal é a “igreja”, a qual não é o Corpo de Cristo, mas apenas um fenômeno humano, como qualquer outro. Portanto, uma das coisas a fazer é não associar nunca mais Corpo de Cristo com “igreja”. No Corpo de Cristo está a Igreja, mas não necessariamente na “igreja” está o Corpo de Cristo. Assim como a vida é mais do que o alimento e o corpo mais que as vestes, assim também a Vida não é a doutrina da “igreja”, e nem o Corpo de Cristo é a “igreja”. Uma das maiores ciladas do diabo foi fazer com que quase todas as gerações cristãs acreditassem que a “igreja” era o Corpo de Cristo. Isso é do diabo! O lugar onde a gente acha e encontra o Corpo de Cristo é no caminho, na vida, nas estradas da existência, e não num lugar e num horário predefinidos. É uma maravilha quando o ajuntamento da “igreja” pode refletir a beleza e a Graça do Corpo de Cristo, mas na maioria das vezes não é assim. No entanto, não desanime. Estude, case, e viva em paz. Use seus dons para a gloria de Deus. Ensine conforme o Evangelho. Veja se você pode ainda ajudar a abrir os olhos de muitos para a realidade do Evangelho. Paulo disse que é obra do diabo (de Satanás) tirar da Igreja a pureza e a simplicidade devidos a Cristo, levando-a para o caminho do legalismo, da astúcia, do comércio da fé e da adulteração da mensagem. Assim, hoje, a “igreja”, infelizmente, é uma grande manifestação do que o diabo pode fazer a um grupo de pessoas que dizem ser de Deus sem conhecer a Graça. O não conhecimento e experiência da Graça de Deus é o que faz com que uma “igreja” se torne enganada como Eva, de acordo com Paulo. A única salvação para a “igreja” seria deixar de lado a si mesma, e, com amor simples e quebrantado, voltar ao primeiro amor, e, sobretudo, a vivencia do Evangelho da Graça, em total simplicidade. Ame seu pai e entenda as limitações dele. E honre-o sendo você mesmo um cristão livre, e que ama o povo de Deus, mas que não tem necessidade de fazer adaptações para poder sobreviver e manter a família. Receba meu carinho e minhas orações! Nele, em Quem o Mar não tem que ser Morto, Caio