Português | English

Cartas

Tô feliz que teu site tá explodindo

Tô feliz que teu site tá explodindo

-----Original Message----- From: Gilberto J. Coelho Jr. Sent: sexta-feira, 10 de outubro de 2003 16:08 To: contato@caiofabio.com Subject: Contato do Site Mensagem: Olá pastor Caio! Sou eu novamente. Tô feliz que teu site tá explodindo. Sei que são muitos os e-mails que chegam, então nem esquenta se não conseguir responder a este também. É só prá dizer que eu continuo aqui...ou aí...sempre junto. Faço minhas viajens junto com o Abellardo ( só não tenho a Floresta Amazônica, mas tenho as Serras gaúchas, os pampas, etc ). Hoje reli um texto da "mente de Paulo" que fala do espinho na carne e a carne no espinho, e mais uma vez pude ver o quanto é bom ser apenas homem, sem ter que ficar aparentando nada prá ninguém. Isso é liberdade! É melhor ser o pó de Deus, do que uma estrela brilhando suas qualidades próprias. Se estou triste eu choro. Se as circustâncias me permitem virar cambalhota, eu viro. Sem culpa. Sem medo. Meu temor e reverência por Deus, só aumentam. Quando prego, prego a Graça e só prego pela Graça. Sinto que Deus se alegra em me inspirar, ver e ouvir pregar. E o que busco n'Ele é intimidade, para que a Palavra viva em mim, e saia com naturalidade. Sou pecador, Deus sabe, meus amigos sabem, minha família sabe, a igreja sabe, os anjos sabem, o diabo também sabe, mas principalmente "eu" sei. Sou afligido constantemente, e a cada passo sinto a dor de viver neste mundo caido, e fico gemendo junto com a Criação. Mas vivo! Estou vivo, e meu gemido tem resposta do gemido da intercessão do Espírito, que também geme por mim. Como é bom saber que os gemidos serão extintos em breve. Mas até este Dia, vivamos! Tô andando com Ele. Às vezes preciso de um tempo para discernir o que aparece. Não tenho muita rapidez em discernir algumas idéias que surgem no meio cristão. Mas os seus textos dão um empurrão nos pensamentos e a coisa se esclarece. Continuo orando pelo seu pai e sua mãe. Continuo junto, mesmo estando longe. Até quando não sabia nenhuma notícia de vocês eu sofria junto, esperava junto, silenciava junto, orava junto...Quanto mais agora. Deus é bom! Mesmo quando a coisa aperta, Ele é bom! Também reli o seu texto sobre Malaquias. É, a coisa tá apertada,mas Deus continua sendo bom. Ruim para aqueles que confundem a bondade de Deus com desrespeito e indiferença. Deus é bom, não bobo. O homem pensa que zomba de Deus, quando fica plantando espinhos esperando colher uvas. Mas não dá prá zombar de Deus. O que a gente planta a gente colhe, é só chegar o tempo certo que o fruto se manifesta. O texto esclareceu muita coisa sobre o dízimo também. Por mais tranquila que a mente da gente esteja, lá de vez em quando parece que brota uns pensamentos legalistas, e se não forem estipardos, logo crescem e a gente se acostuma com eles. E aí já viu, vai tudo pro brejo. Mas Deus é bom, e até nas nossas deficiências Ele tem tido paciência. E que bom que Ele emprestou um pouco da paciência dele prá ti. Fique por aí. E só saia daí se for para vir para mais perto. Um dia quero ir no ai no Café. Gosto de café, e achei graça quando ouvi o nome pela primeira vez. E dai fechou todas. A graça que eu achei foi de risos. Ri porque ante-vi a Graça que fluiria daí. Queria estar sempre aí. Mas daqui já dá prá sorrir junto com vocês, só em saber que o Vento continua sendo Vento, e livre como sempre foi, apesar do esforço que fizeram e fazem para mantê-lo preso dentro das teorias antigas e das novas ondas evangélicas. Mas um dia vou ter o prazer de te ver e te dar um abração. Mudando drásticamente de assunto, bem que o Abellardo poderia viajar para a época de Davi! Por hoje chega. Vai descansar. Um abraço virtual. Um carinho e respeito real e sincero. n'Ele que sabe tudo, até aquilo que a gente quer escrever e esquece. Não esquenta com essa mania que eu tenho de escrever ás vezes na segunda e ás vezes na terceira pessoa. Tchau! Até mais...