Português | English

Cartas

TESTEMUNHO DE ALÉM MAR...

TESTEMUNHO DE ALÉM MAR...

-----Original Message----- From: Roselia Luis Sent: terça-feira, 8 de junho de 2004 12:17 To: contato@caiofabio.com Subject: TESTEMUNHO DE ALÉM MAR... Olá Reverendo... Esta carta qUE lhe envio é de uma amiga do coração! que não sei porque não lhe escreve, talvez timidez... Bem veja o que ela me escreveu hoje! Isto é pro Reverendo perceber como é querido, e admirado, aqui em Além Mar, por portugueses; pois ela é da gema mesmo.. Um abraço com carinho, Roselia ____________________________________________________________ Segue a carta da Vilma: Então, Rosélia, como vão as manobras? Imagino que terríveis, não? Já estás mais adaptada novamente ao clima e ao horário? Tenho estado para te perguntar: tiveste oportunidade de ir ouvir e ver o Caio? Pensei que serias capaz de aproveitar a tua ida ao Brasil para ir ter com ele. O portal dele é a minha visita diária. Gosto muito de ler os devocionais e as reflexões dele. E tem sido de muita ajuda para mim. Muito mesmo. Acho que nem mesmo ele imagina a dimensão que tem tido o portal dele na vida de muitas pessoas espalhadas por este mundo. Eu tenho enviado muitos artigos a várias pessoas e imprimido outros, para aqueles que não têm internet. Tem-me aberto muito os meus olhos, e tenho aprendido a conhecer melhor a Deus. Puxa, ele é mesmo um homem usado por Deus! O problema é que quando lemos os seus artigos e as suas respostas tão sensatas e coerentes, depois quando ouvimos outros cheios de preconceito, legalismo, tradição, parece que não dá para ouvir mais.. entendes? É como se tivesses experimentado bife do lombo e depois comes da alcatra. Não é mau, mas ao pé de um lombinho!!!! Enfim, acho que tu melhor do que ninguém sabe e compreende o que quero dizer. Tenho levado alguns textos para a Mina também e ela fica maravilhada. Ela já me mostrou vontade até de escrever para o Caio e expor o que ela sente dentro dela também. Já falaste à Mina? Chau e um beijo pra ti!! Vilma ____________________________________________________________ Resposta: Querida amiga Rosélia: beijos para você e o maridão! Amei a carta da Vilma. Diga a ela que pode me escrever e que pode também dizer aos amigos que estejam em necessidade espiritual em Portugal, que também se sintam livres para escrever. Há várias pessoas de Portugal e Angola, bem como da Madeira, São Tomé, Guiné Bissau e Timor Leste que me escrevem. Sem falar de cartas de irmãos em muitos outros países, até da Rússia. Como disse antes, em outra carta, o vinho do Porto que vocês me enviaram virou um vinho eucarístico—ações de graças! Bebo-o aos pouquinhos, especialmente neste pequeno frio que chegou por aqui. Receba todo o meu carinho! Nele, que nos serviu o Vinho Novo, Caio