Português | English

Cartas

TENHO UMA AMIGA QUE VIROU ESPÍRITA. O QUE FAÇO?

TENHO UMA AMIGA QUE VIROU ESPÍRITA. O QUE FAÇO?



-----Original Message----- From: TENHO UMA AMIGA QUE VIROU ESPÍRITA. O QUE FAÇO? Sent: sexta-feira, 6 de fevereiro de 2004 13:39 To: contato@caiofabio.com Subject: Contato do Site : Confidencial Mensagem: A paz pastor. Estou com um problema pastor. Tenho uma amiga que se tornou espírita; ela já havia comentado comigo que ia se tornar espírita; e quando ela disse isso, eu disse "acho melhor você escolher outra religião, tudo, menos espiritismo". Ela disse que eu tinha razão, que já andara ouvindo algo sobre o espiritismo. Fiquei aliviado. Mas depois de muito tempo sem nos falarmos pessoalmente, somente por telefone, e de vez em quando, ela me veio com a notícia de que se tornara espírita. Na hora, pastor, sinceridade, não dei conta de falar nada pra ela; fiquei chocado. Mas não quero que minha amiga se perca desta maneira. Não falei nada ainda porque eu tenho algumas dúvidas sobre o espiritismo. O que ele prega? sei que para os "olhos" de quem não vê como nós cristãos, eles pregam a caridade, o amor ao próximo; e assim vai...e se você for nas reuniões deles, eles não vão logo de cara mostrar suas "garrinhas" como verdadeiramente são. Assim, não quero pregar para minha colega...falando asneiras; dando tiro no escuro. Quero uma resposta sucinta e breve; os pontos cruciais. Depois de uma, duas, três reuniões, já é capaz de perceber que os espíritas se envolvem com o Satanás? Sei que isso pode me custar a minha amizade, mas melhor ver minha colega de mal comigo, mas sabendo do que se passa; ou passará nas mãos do espiritismo. Prefiro perder a amizade dela do que vê-la todos os dias iludida por “ele”. E além do mais, terei minha consciência limpa diante de Deus, deixando a semente plantada; e mesmo que ela não aceite de imediato, pelo menos, logo, logo, o Espírito Santo fará o trabalho de crescimento. Pastor, me dê algumas dicas do Espiritismo, para não falar asneiras para ela. No mais, um grande abraço, e fique na paz. ________________________________ Resposta: Meu amado amigo: Deus é Pai! Nós, cristãos, temos essa fixação quanto a impedir as pessoas de fazerem o seu próprio caminho. É óbvio que o espiritismo ensina coisas que se chocam essencialmente e de modo sutil, com a mensagem da Cruz. Além disso, o modo evolutivo da salvação espírita, prescinde da Graça; pois, segundo eles, a salvação é meritória. Nesse particular, fora a invocação dos mortos, a maioria das “crenças cristãs” também andam de modo contrário à Graça; isto porque, cada vez mais, tudo no meio cristão é também meritório; exceto a salvação, e isto apenas na "chegada", visto que, daí pra frente, a “manutenção” da salvação cristã, também é meritória. Daí a gente ouvir tanto sobre "perder a salvação". Ora, uma salvação para ser "perdida", tem que ter sido "achada" por méritos próprios. Desse modo, no que tange a essência do Evangelho, seja caridoso com ela do mesmo modo como você é com os seus amigos evangélicos, que também crêem em uma relação meritória com Deus. Como eu disse numa carta outro dia—creio que ontem—, no meio cristão não há Graça. A salvação a gente ganha de graça, apenas para poder faz jus a ela...por conta própria, e numa luta desgraçada para não “perdê-la”, até o céu chegar. No meio evangélico tudo é meritório. A santificação é um esforço moral, medido pela conformidade do comportamento aos padrões da "igreja". Os dons são uma questão de mérito, de quebrantamento, de "auto-colocação" no lugar em que Deus "pode" abençoar. E quando Jesus voltar, o cara tem que está fazendo como manda um adesivo americano: "Jesus is coming. Look busy!" Portanto, ore por ela; e seja amigo e cheio de Graça. Se o amor não conquistá-la; nada mais o fará, por vias humanas. O que devemos saber é que Deus está trabalhando nela, mesmo no espiritismo. Vejo pessoas todos os dias que se não tivessem passado por onde passaram, jamais teriam chegado onde chegaram. Basta olhar para nós mesmos. Veja por quantos caminhos você andou até chagar a este lugar-hoje. Confie no poder do Espírito. Esses espíritos-zinhos de lá, são bolinho. O Poder é do Espírito Santo, e Ele convence, mesmo que seja em volta de uma mesa branca. Ora, já vi pessoas se converterem ao Evangelho no Vaticano, ouvindo uma homilia do Papa. Dá pra crer? Já vi gente se converter enquanto fazia oferendas aos espíritos. Dá pra crer? Já vi milhares se converterem ouvindo o nome de Jesus, enquanto a mensagem negava o conteúdo do Evangelho. Dá pra crer? Já evangélicos criados no maior legalismo, de repente, abrirem os olhos, e se converterem. Dá pra crer? Ah, isso dá. Então, por que seria diferente com os demais? A presença do Espírito é livre; e Ele visita lugares e pessoas, e em circunstâncias inimagináveis por nós. Deus é livre! Portanto, fique orando e seja amigo. Peça a ela para visitar o site. E saiba: religião por religião—tirando o conteúdo da Palavra, que nem sempre está presente nos cultos cristãos—, o espiritismo é muito mais sedutor, inteligente, e articulado que todos os "sistemas" inventados pelos evangélicos; que são ótimos para quem não pensa, mas significam um assassinato intelectual para seres minimamente capazes de raciocinar. O Espiritismo é uma bela falácia. E quem de lá veio com consciência, sabe disso. Mas a maioria dos crentes que vieram do espiritismo, não vieram do Kardecismo, mas de qualquer outro culto afro-amarindio, e que acabam sendo tratados como espiritismo ou como macumba; o que é tão grotesco para os adeptos, quanto chamar um neo-pentecostal de reformado; e pior: o contrário. Ou chamar um cristão religioso de mulçumano. Neste sentido, nossa pressa em botar tudo no mesmo saco diabólico, acaba por fechar o coração das pessoas; pois, ou elas nos acham mal intencionados por assim procedermos; ou nos acham burros mesmo; portanto, indignos de crédito. Deixe que a sua amiga veja a Graça em você. O Espírito vai falar com ela. Nele, que ama a todos, Caio fev de 2004