Português | English

Cartas

TENHO 15 ANOS E ESTOU AMEAÇADA DE MORTE!

TENHO 15 ANOS E ESTOU AMEAÇADA DE MORTE!

 

 

 

   

 

 

----- Original Message -----

From: TENHO 15 ANOS E ESTOU AMEAÇADA DE MORTE!

To: contato@caiofabio.com

Sent: Saturday, October 04, 2008 12:23 AM

Subject: Preciso de ajuda!

 

 

Caio, meu pai na fé e irmão em Cristo: Graça e Paz!

 


Tenho apenas quinze anos, mas uma história traumatizante, a meu ver.


Meu pai é pastor, um homem de Deus abençoado, e de quem muito me orgulho.


Minha família é a coisa mais preciosa que existe para mim desde o meu nascimento. Porém, agora, estou sem ela.


Deixe-me explicar:

Há apenas alguns dias estava de carona com um amigo e vi a morte dele acontecer.


Um outro "amigo" estourou a cabeça dele sem dó, com três tiros, a apenas alguns centímetros de meus olhos.

 

Isso se tornou um peso enorme em meu coração, do qual procuro tirar somente lições de vida.

O problema é que fui ameaçada de morte por ter sido testemunha desse crime horrendo.

E meus pais, em uma atitude de proteção e amor, me mandaram para morar em outra região do Brasil.

Sinto-me muito sozinha e sem esperanças, mesmo sabendo que foi Deus quem me colocou aqui.


Minha família era minha base de existência, e agora não sei o que fazer.

Voltar pra lá eu não posso, pois, colocaria em risco minha família e minha vida.


Estou acabada, e meu coração vazio e em ruínas.

Ajude-me querido pastor.

O que fazer agora?

De uma sobrevivente do mundo,

____________________________________

 

 

Resposta:

 

 

Minha filhinha querida: Graça e Paz!

 

 

 

Sua carta me fez orar. Por isso, por você eu oro agora.

 

Senhor! Fortalece a tua filha!

Dá a ela maturidade e certeza do Teu amor!

Concede ao coração dela não temer o homem jamais, ainda que ela se afaste do perigo do caminhar dos homens também sempre.

Mostra-lhe o tempo de voltar.

Enquanto isto dá-lhe toda paz!

Em nome de Jesus,

Amém.

 

 

Você não disse muitas coisas práticas que seriam úteis à minha resposta. Por exemplo: Quanto tempo faz que o assassinato aconteceu? Quem ameaçou você: o rapaz que praticou o crime, a família dele ou amigos? Como surgiram as ameaças? Qual foi o nível de envolvimento da Polícia? Etc.

 

Mas, como não sei, posso apenas dizer o seguinte:

 

Se nunca houve um processo formal contra o assassino, e se já passou algum tempo, provavelmente ele já imagina que você não fará nada contra ele.

 

Mais:

 

Se for assim, espere apenas mais um pouco e volte para casa se seus pais julgarem que você já pode retornar.

 

Eu poderia dizer que não entendi o fato de você ter fugido ao invés de apenas entregar tudo a Policia, mas, aqui é o Brasil, e, responsavelmente, ninguém faria uma menina testemunhar sem proteção ou garantia de haver pelo menos interesse nisso por parte das autoridades locais.

 

Conheço o significado de se ver e não poder dizer sob pena de morrer.

 

Acolhi em casa várias vezes pessoas que estavam ameaçadas de morte. E fiz isso a pedido do Estado, que não tinha como proteger as testemunhas.

 

E mais:

 

Já levei testemunhas de crimes à Polícia no Rio e vi as pessoas ficarem mais vulneráveis do que na rua.

 

Por isto, creia: entendo seus pais.

 

O Salmo 27 nos diz que se entramos na intimidade de Deus [no salmo, algo narrado mediante a linguagem da entrada no intimo do santuário de Deus], então, Ele nos põe sobre uma Rocha, da qual podemos logo ver os nossos inimigos postos abaixo de nós. Daí o autor do Salmo dizer que não mais temia os seus adversários, pois, o Senhor o pusera sobre eles, pondo seus pés na Rocha.

 

Aproveite esse tempo e busque a intimidade de Deus. Sim! Entre nesse lugar intimo no qual existe uma Rocha para se por os pés!

 

Há, todavia, um limite para se fugir. É fácil também receber alguma ameaça e depois viver paranóico o resto da vida. Tome cuidado para isso não aconteça em você e na sua família, pois, seria trágico que o ato de um doido viesse a definir sua vida, que nada tem ou teve a ver com o ocorrido.

 

Espere o ano terminar e veja a possibilidade de você voltar para casa. No entanto, isso tem que ser feito tendo seus pais completamente pacificados quanto ao seu retorno.

 

Também vivi fora de casa um ano na adolescência, por estar ameaçado de morte em Manaus. Mas eu não tinha o álibi da inocência, como é, graças a Deus, o seu caso.

 

Entretanto, sei que para mim não doeu nada se comparado ao que você experimenta, pois, eu sabia a razão de não poder voltar, e sabia que tudo tinha a ver apenas comigo.

 

Aí onde está pode haver algum grupo do Caminho da Graça. Se você me disser onde está, posso ver a possibilidade de aproximar você dos irmãos. Você quer?

 

Peço que você me responda as perguntas que formulei no inicio, e que, assim, me ajude a poder ajudar você com mais elementos práticos para avaliação da situação.

 

Estou orando por você minha filha!

 

Conte comigo. Sou apenas um homenzinho e sou fraco, mas não tenho medo, pois, no amor tenho andado livre.

 

Receba meu amor e um beijo muito carinhoso!

 

 

Nele, que ama você, e que está usando esse tempo para amadurecer a sua vidinha,

 

 

Caio

 

4 de outubro de 2008

Lago Norte

Brasília

DF