Português | English

Cartas

TEMOR E TREMOR--Marcos Gilson (I e II)

TEMOR E TREMOR--Marcos Gilson (I e II)

-----Original Message----- From: Marcos Feitosa Sent: domingo, 18 de abril de 2004 00:24 To: contato@caiofabio.com Subject: De Marcos Gilson Oi Caio, Lamento que meu contato contigo agora se dê neste contexto de muita tristeza. Não quero te dizer e repetir o que muitos já te disseram. Só que choro contigo e que estou orando por ti. Que o nosso bom Deus te conforte do jeito que só Ele sabe. Adoraria entrar em contato contigo. Um abraço apertado. Marcos Gilson ____________________________________________________________ Resposta: Querido amigo, eu é que adoraria rever você! Faz alguns meses que colei uma carta aqui no site perguntando por você. Porém, se obtive alguma resposta, deve ter “caído” nessa caixa preta que é o “inbox” do meu “outlouco”, como diz um amigo também querido. Estes dias me trouxeram forte a memória a sua amizade. Amizade que se fez sem tempo e sem explicação, mas no coração; talvez mais profundamente quando estive em sua casa, ainda nos anos setenta, e você me deu Tremor e Temor, do nosso amigo Kierkgaard; hoje tão próximo de mim e eu dele, em muitas coisas essenciais. Mas foi a partida de meu filho, o Lukas, o que trouxe você de volta, tão forte à memória. É que meu filho estava lendo Kierkgaard e tirando o melhor proveito. Ou seja: ele me disse que tinha ficado claro para ele que por mais racional que desejasse ser, haveria a hora em que ele iria ter que “saltar na fé”. E, para minha alegria renovada, me disse que era isto que ele havia feito: saltado na fé nas mãos de Deus. Então, com a partida dele, fiquei grato a Deus por Kierkgaard, que fica cada dia mais contemporâneo à medida em que o tempo passa. Quase senti o cheiro de sua simples, porém densa e doce biblioteca, lá no Maranhão, quando ainda éramos tão inocentes, eu pastor em Manaus, e você obreiro da ABU, como era; e hoje, também de tão saudosa lembrança! Seu abraço está recebido e agasalhado. Quando desejar falar comigo ligue para 021-25229326, e fale com a Ana Lúcia, minha mana. De fato, só estou escrevendo um número indireto aqui porque não tenho certeza que esta carta o alcançará pelo e-mail (outlouco); portanto, tenho a esperança que você a leia no site. Nele, em quem a vida somente consegue crescer e se tornar mais profunda e simples, Caio ____________________________________________________________ -----Original Message----- From: Marcos Feitosa Sent: sábado, 24 de abril de 2004 20:44 To: contato@caiofabio.com Subject: TEMOR E TREMOR Querido amigo, Que alegria receber teu e-mail. Eu também adoraria te ver. Fiquei emocionado com o que escrevestes a respeito do Lukas. Já não lembrava mais do Tremor e Temor. Mas é isto que acontece quando se dá livros para gente amante da sabedoria. Os tesouros são lidos e um fenômeno maravilhoso acontece; a sabedoria do livro se multiplica, cresce, expande, os galhos se enchem de folhas e dão sombra a muita gente. Me alegro muito ao saber do salto na fé do Lukas. E Lukas está certo mesmo: a fé transcende a razão, mas não a ignora. Mas chega a hora dos limites da razão e onde outra dimensão do conhecimento aparece, graciosa—a fé—; e o melhor é que ela vem sempre cheia da compaixão, como sinal de que nosso Deus ama de maneira completamente amorosa. Nessas Mãos vale a pena saltar! Vou te ligar. Vai ser ótimo conversarmos um pouco. Ouví rumores que virás morar aqui em Recife. É verdade? Parece coisa boa demais par ser verdade. É onde estou morando. Não sei se sabes, estou divorciado, e meu coração fica em constante aperto, pois meus filhos moram em São Luís. Ligo para eles todos os dias. Aqui ensino na Universidade. Ainda não tenho uma igreja fixa. Tenho visitado algumas igrejas...buscando meu lugar. Um abraço apertado e um beijo. NEle, a fonte de toda a graça e misericórdia, O mano, Marcos ____________________________________________________________ Resposta: Amado amigo Marcos, O amor de Deus tem essa capacidade de transformar momentos em história de vida. Ter conhecido você foi uma dessas coisas...pouco tempo...muita Graça! A Razão tem que ser levada até seu ponto de total esgotamento...então...somente a descrença impedirá o salto. Afinal, há tantas evidencias que a própria Razão nos dá de que Deus é amor! Pois, como disse Paulo, “o que de Deus se pode conhecer lhes tem sido revelado por meio das coisas criadas”, Os anos passam...e eu fico apenas mais eu...cada vez mais lógico...cada vez mais místico. Esta é minha síntese Nele! E sabe, mano, eu amo ser quem sou, viver como vivi, e até sofrer o que sofri. No fim, tudo coopera não apenas para o meu bem, mas também para o bem de todos aqueles a quem amo...independentemente das eventuais e humanas separações...que não nos separam nunca daqueles a quem um dia se amou...e apenas se descobriu que se os amava de uma forma diferente. Sim, eu sei que você se divorciou...e como você sabe...eu também. Mas conhecendo você, sei que tal separação não os separará uns dos outros. O que é extraordinário na vida com Deus é que mesmo que “tenha havido grande discordância entre eles”—como foi com Paulo e Barnabé—, a verdadeira consciência sempre acha, à semelhança da água, seu caminho para correr...e continuar fazendo bem a quem ama...mesmo que tenha havido uma aparente separação. “Envia-me Marcos...pois me útil para o ministério”, haveria de dizer bem mais tarde Paulo, acerca daquele que foi o “pomo da discórdia” entre ele e o amigo Barnabé. Há um modo cristão em todas as coisas... Não estou de “mudança” para o Recife. Estou indo todos os meses e posso vir a ficar cada vez mais tempo...ou ir até com mais freqüência. Mas na conjuntura atual...com meus filhos tão órfãos do mano, o papai tem que ficar meio perto da ninhada...ainda que todos sejam “feitos”...adultos. De fato, eu sou aquele mais carente entre eles todos. Uso da paternidade como desculpa...eu sei...pois eu é que me sinto mais forte quando olho os olhos deles, e vejo todo o bem que o Senhor lhes tem feito. Alguns de nossos antigos amigos andam meio “puritanos” por aí. Portanto, a maioria anda pura demais para gostar de coisa doce! Espero vê-lo logo, ou, pelo menos, ouvir a sua voz. Aqui no site você fica sabendo quando estarei aí no Recife. Agora só irei em Junho, mas ficarei uma semana. Receba meu beijão mais que carinhoso. Nele, que faz sementes virarem árvores que dão sombra, Caio