Português | English

Cartas

SOU GARÇON DE COMIDAS QUE NÃO MAIS COMO...

SOU GARÇON DE COMIDAS QUE NÃO MAIS COMO...

 

----- Original Message -----

From: SOU GARÇON DE COMIDAS QUE NÃO MAIS COMO...

To: contato@caiofabio.com  

Sent: Saturday, September 05, 2009 3:00 PM

Subject:  

 

 

Amado Caio,

 

Com satisfação te digo que suas matérias de reflexão têm sido "máximas" para minha vida espiritual e humana. Essas últimas que me enviaste sobre o "diabo de dentro" será matéria de reflexão para minhas turmas da Faculdade de Teologia. Dou aula de angelologia, hamartiologia, antropologia e soteriologia. E, na verdade, tenho tirado muitas reflexões suas para os alunos quebrarem a cabeça.

O problema é quebrar neles os paradigmas das denominações, mas estou avançando nesta área.

Mas não é só isso que quero dizer-te. Ouço muito a seu respeito do que você foi e fez. Mas para mim o importante é o que é e faz agora. Só te vi três vezes e conversei com você três vezes. Mas o fato é que, durante sua "nova caminhada" eu tenho caminhado paralelamente. Porem ainda envolvido com o "maldito sistema".

Uso uma palavra sua quando deu uma mensagem em 2006... Não agüento mais as "babaquices" do sistema religioso, daqueles que parecem estar fazendo a obra de Deus na sua plenitude, mas estão longe disso. Pelo menos esse é o meu sentimento.

Amado Caio, sou pastor auxiliar em uma igreja forte na minha cidade... E estou envolvido em tantos sistemas, manias, pedição de dinheiro, que me sinto um verdadeiro robô do homem... E estou muito disposto, no coração e na alma, a me despir de tudo isso e viver um novo momento; tipo: "um novo caminho da graça".

Peço que você apenas ore a meu favor a esse respeito.

Estou cansado e esgotado de tanto "nada" ao meu redor.

O Espírito Santo está tão longe de tudo isso...

E a verdade é que eu só posso pregar e ensinar, mas só Deus pode dar o crescimento.

E é isso que tenho na minha alma nos dias de hoje.

Não sei por onde e como começar, só sei que tudo isso tem de mudar em minha vida espiritual e existencial.

Um abraço…

Em Cristo.

____________________________________

Resposta:

 

Mano amado: Graça e Paz!

 

A hora de tomar tais decisões, a melhor hora, é essa, na juventude, enquanto as convicções não ficam amarradas pelas carências pessoais, como sustento da mulher, dos filhos, e da vida que se consegue em conforto, o que nos leva a ficarmos muito mais dependentes, não tanto por nós mesmos, mas em razão dos outros, dos familiares que dependem de nós...

Conheço bem o ambiente no qual você está..., embora na sua denominação hoje em dia cada grupo tenha certa liberdade de expressão, porém, não importando o grupo, o esquemão é sempre o mesmo...

Para começar um grupo do “Caminho da Graça” você tem que estar disposto a apenas pregar... Pregar a Palavra aos que desejam ouvir o Evangelho e só o Evangelho...

Para isto você deve entrar de cabeça no site e lê-lo todo...

Além disso, você deveria iniciar um relacionamento com os mentores do Caminho aí na sua cidade [é só falar e ponho você em contato...], e, andar com eles um pouco; e isto nada tem a ver com deixar de dar aulas ou qualquer outra coisa... Sim, pois enquanto eles quiserem... [o pessoal de sua denominação] você não tem que sair de lugar algum...

O milagre desejável de ver tudo e todos mudarem dentro do esquema, do sistemão, é um milagre..., o qual, infelizmente, até hoje não vi acontecer... Sim, nem em Israel, nem no judaísmo, nem no cristianismo, nem na “igreja”...

O culto às vestes velhas, ao odre velho e às tradições e doutrinas de homens é mais forte na natureza viciada em religião, do que a proposta do vinho novo, da veste nova e do reino de Deus conforme a simplicidade do Evangelho.

Tente tudo o que conseguir... Ao final, porém, você verá que se sua decisão for pra valer, nem eles e nem você agüentarão...

Receba meu amor no Senhor, e minha oração no sentido de que você não desista do Evangelho como mais que um sonho, como o próprio reino de Deus na história.

 

Nele, com amor,

 

Caio

6 de setembro de 2009

Lago Norte

Brasília

DF