Português | English

Cartas

Sou fruto do seu passado!

Sou fruto do seu passado!

-----Original Message----- From: Uma Ovelha Sent: quarta-feira, 30 de julho de 2003 To: caiofabio@evangelicos.com Cc: revcaiofabio@terra.com.br Subject: Sou fruto do seu passado! Olá, Pastor Caio!!!! Apesar de ser membro da Igreja Betânia nunca tive oportunidade de conversar com você e nem de te dizer o quanto as suas mensagens me abençoaram. Na verdade, acho que o meu distanciamento não foi por falta de oportunidade, mas sim de coragem, por conta da minha timidez, que me permitia admirá-lo apenas de longe. Bom, mas isso não importa agora. A timidez é coisa do passado e nunca é tarde para dizer coisas boas para quem se ama, né? Saiba que eu nutro um carinho muito grande por você, pois, reconheço o quanto foi usado por Deus para livrar a minha alma da angústia. Há uns dois domingos passados, o Davi, seu filho, sentou na minha frente na Igreja e eu senti tantas saudades das mensagens que Deus colocava em seus lábios. Como eu fui abençoada naqueles dias!!!!!!!!!!!!!! Continuarei orando por você e pelo seu ministério, ok? Fique sabendo que todo o seu esforço e cansaço do passado (falo do seu ministério), não foi tempo perdido. Eu estou viva, trabalhando para Deus e com muita esperança no futuro. Sou fruto do seu passado! Beijos, Ovelhinha *************************** Resposta: Querida Ovelhinha: Provavelmente eu conheça o seu rosto! Isto porque eu não sou o Bom Pastor. Ele conhece todas as Suas ovelhas! Quando era pastor da Betânia, à semelhança do que acontecera em Manaus, eu lembrava o nome de quase todos os irmãos. Doutor Romeu, meu querido de sempre, bem o lembra! Sou muito bom fisionomista, pela Graça de Deus! Sei que se eu a vir, saberei quem você é. Sobre o Mais, Tudo isto é Nada! Não houve Nada! Houve sim, Nada! Nada, não ouve. Ouve nada... Então, como Nada não ouve, passa a Haver apenas aquilo que se ouve pela surdez. E a surdez cria e re-cria ecos, amplifica-os, assombra-se, aflige-se com eles; sente-se ofendida com os ecos que só existem no interior dos ouvidos que se fecharam para dentro, por estarem apenas abertos para fora. Quem ouve para fora, também tem que ouvir para dentro, se não, o Nada começa a virar Tudo, e a realidade desaparece; até mesmo quem foi deixa de ser; e quem você pensava que conhecia, de súbito, fica cego, pois passou a ver com os ouvidos; enquanto não usou as mãos para pegar, e a boca para simplesmente perguntar. Aí o Nada cresce... E os que se amam, já não se reconhecem! Mas quem já amou há sempre há de reconhecer... Quem um dia amou, nunca mais não amará. Se deixar de amar, é apenas porque nunca amou! Quem um dia se reconheceu irmão em Cristo, nunca vai desconhecer o seu irmão. Quem é, é! E a Betânia é! Pelo menos para mim... Tenho todas as razões do mundo para amar muita gente ali; e também amo a todos os que nunca me deram nenhuma razão para amá-los. Afinal, amor é pura loucura! A Cruz que o diga! Ele me amou!? Vá explicar! Viva seu luto no amor de Deus. Seja cheia de boas obras, e de alegria no Espírito Santo. E lembre: toda genuína alegria é Graça do Espírito Santo em um espírito santificado! Um grande e carinhoso abraço, em você e em todos os que andam na Graça do Amor de Deus. Nele, Caio