Português | English

Cartas

SOU FÁCIL PROS HOMENS, MAS NÃO QUERO MAIS SER

SOU FÁCIL PROS HOMENS, MAS NÃO QUERO MAIS SER



----- Original Message ----- From: SOU FÁCIL PROS HOMENS, MAS NÃO QUERO MAIS SER To: contato@caiofabio.com Sent: Thursday, March 24, 2005 12:56 PM Bom dia Pastor, Tudo bem? Bom...., Pastor, eu estava lendo uma carta no seu site na qual uma moça falava de sua situação sexual e emocional...; e eu me encontro na mesma situação. Não sei como lidar com o fato "ser fácil". Do fundo do meu coração gostaria de não ser... mas sou; e me apaixono num piscar de olhos...; e sou muito pisada e deixada de lado por conta disso. Me dói muito não ser a mulher que aparento ser... Gostaria de ser forte e decidida, e muito ciente de que não é qualquer homem que poderia chegar perto de mim, como eu tanto falo pras minhas amigas serem. Pastor, eu sei que não existe uma fórmula mágica para deixar de ser uma pessoa e passar a ter um novo comportamento, mas o fato de ser assim... me sufoca, e incomoda muito. Gostaria tanto de me valorizar e não me envolver com tanta facilidade. Se eu tivesse a força do apóstolo Paulo nem me envolver... eu me envolveria. Os momentos da minha vida nos quais estou mais em paz são aqueles nos quais eu não estou envolvida com ninguém... Mas ao mesmo tempo a carência que sinto é horrível. Não consigo ficar nem um ano com uma pessoa, pois, eu a sufoco com tanta carência minha. Se eu não tiver todas as atenções da pessoa viradas pra mim o tempo todo..., não tá bom; sem se falar nas crises de criancice e insegurança que tenho. Lido com isso desde que me envolvi a primeira vez... Sempre fui extremamente dependente dos outros...; e isso me frustra. Pensei zilhôes de vezes antes de escrever para o senhor com medo de que não me entendesse, mas estou tão aflita precisando ouvir algo que me acalme, que resolvi escrever... Não que eu ache que o senhor tenha resposta pra tudo não...; e nem exigiria que tivesse pra mim. Mas é que o considero como meu pastor e tenho muito orgulho disso, apesar de tão pouco tempo de contato. Me senti sozinha durante tanto tempo que agora quero aproveitar o máximo, enquanto tenho sua atenção. Tá vendo como eu sou já estou pondo meus olhos no homem outra vez... e foi isso que me afastou da igreja uma vez. Ao invés de por meus olhos em Deus. O senhor deve estar me achando uma louca com tanto assunto de uma vez só... Pois é assim que me sinto o tempo inteiro... e não queria mais sentir assim. Pastor, me ajude de alguma forma. Saiba que só de ler esse meu desabafo louco já me sinto importante. Muito obrigada por tentar me entender e ajudar. Eu sei quais são meus problemas...,só não sei depositá-los nas mãos de meu Pai e descansar Nele. Só posso pedir que Ele me perdoe por não conseguir descansar Nele e correr para o homem. Pai me perdoe por ser tão fraca,Te amo! Ah! Um beijo Pastor Caio! Também estou aprendendo a amar o senhor. O senhor deve ser muito importante pra Deus. As coisas que Ele faz o senhor ver... Ele só faz pra alguém que é realmente escolhido. Fico feliz pelo senhor, e mesmo eu sendo triste por eu ser assim.... _________________________________________________ Resposta: Querida amiga e filha no Senhor: Graça, Paz e Plenitude de segurança sobre a sua vida! O livro de Cantares manda que não se busque o amor até que ele próprio se levante em nós. Parece estranho, mas é assim! Você pergunta: por que? Parece ser em razão do fato que as pessoas felizes são aquelas que não buscam ser amadas, mas apenas amar em paz. E para amar em paz é preciso que o amor tenha encontrado a pessoa. Quem tem a aflição de ser amada acaba sendo usada, posto que em sua busca, sempre pensa que aquela pessoa pode ser ‘o cara’. E se o “171” for bom de ‘demonstrar amor’, então,... lá se vai mais uma menina..., indo ser usada, pensando que está sendo amada. Acompanho a vida de muita gente há muito tempo, e, raras vezes, vi alguém buscando ser amada encontrar um amor. A maioria acaba apenas experimentando o que você está declarando. E o pior: quanto mais a pessoa se entrega a tal busca, mas carente fica; posto que cada nova frustração apenas aumenta o estado de desejo de ser amada. O que está por trás de tudo isso é insegurança! Carência afetiva e insegurança emocional são a mesma coisa dentro do coração! A pessoa quer que alguém, em algum lugar, a queira mais que tudo... Parece que se não existir alguém para quem a pessoa seja tudo, nada faz sentido na vida. É na esteira desse sentir que, muitas vezes, uma moça como você vai se dando, e, angustiadamente, tentando prender o cara, como se pressão e sufocação fossem os instrumentos dessa garantia. Conversamos apenas uma vez, e não por mais de três minutos, em pé, num lugar público, com um monte de gente solicitando atenção. Porém, mesmo assim, eu senti exatamente o que você acabou de narrar acerca de você mesma. Sim, vi uma menina bela e simpática, mas que carregava dentro de si uma imensa necessidade de ser amada. Então você pergunta: Como você viu isso? Ora, é que carência vaza, exala odor, se revela no gestual, se expressa nos olhos, explicita-se mesmo quando se tenta escondê-la. Está nos seus olhinhos que você está aflita por um amor, um encontro, um encanto, um romance. O problema é que assim como eu vi isso ao conversar tão rapidamente com você, os homens em geral vêem também; e aqueles que são do tipo que se aproveita, seduzem quem já está seduzida pela sedução. E é assim que se vai de experiência em experiência, e de frustração em frustração... Na realidade, sua questão não é de natureza sexual, em contraste com a confissão compulsiva de muitos aqui no site. Digo isto porque o que você almeja não é sexo pelo sexo, mas amor; e sua grande angustia não é sexual, mas de natureza afetiva e emocional: você quer ser amada, mas do que amar. Ora, aqui está o problema. Sim, é isso que torna a mulher tão facilmente ‘cantável’ quando ela sente como você. Pessoas como você amam ser amadas muito mais do que estar amando. De fato, a ansiedade por ser amada é tão grande, que, depois de um tempo, praticamente não importa por quem. Os sedutores experientes, todavia, lêem isso em seu rosto, vêem isto em seus olhos, e podem até sentir isso em sua pele. Então, ‘chegam’... e você embarca. Fácil. Depois..., como sua questão é ser amada, você fica checando o cara o dia todo, demando carinho e amor de quem só quer sexo. Afinal, você não quer amar. Você quer ser amada, mas eles querem sua beleza e seu prazer. Apenas isto. O resultado é que o cara que chegou não porque amou, mas porque você é jovem, bonita e charmosa, não está a fim de amar ninguém, mas sim de aproveitar uma mulher bonita. Portanto, na hora em que você começa a fazer demandas, ele pensa: “Isso aqui justifica essa chatice?” E responde pra si mesmo que ‘não’; então, ‘dispensa’ você. Mais uma frustração... e que aumentará ainda mais o buraco da alma. O que fazer?—é sua pergunta. Primeiro, saiba que trata-se de algo que se atrela à sua insegurança, conforme você mesma pode verificar. Depois, saiba que quanto mais você se entregar, mais carente ficará, e menos chances terá de ter alguém definitivo. Terceiro, creia que a questão é mais profunda do que apenas carência feminina. De fato, trata-se de uma necessidade ainda mais essencial e profunda. É necessidade de amparo da vida em Deus, e não num homem; muito menos em muitos deles. A imagem que o Evangelho usa para descrever o sentir que você expressou é a do poço. O poço de Jacó. Lembra da historia de Jesus e a Samaritana? (Jo 4). Se você ler o texto verá que tudo ali tem a ver com a metáfora da água e da sede. Além disso, Jesus explica à mulher que sua sucessão de buscas e fracassos afetivos vinha do fato dela buscar amor incondicional e absoluto em homens, e não em Deus. Assim, Ele oferece a ela a ‘água da vida’. Somente quando a gente aprende o nosso significado em Deus é que começa a segurança genuína para ser e viver. Na realidade conheço poucas pessoas que alcançaram esse estado de plenitude em Deus e em si mesmas, de modo a ficarem acima dessa necessidade psicológica, a qual se apresenta como ‘necessidade de um amor’... Mas, de fato, é carência de um significado mais profundo para a vida. Minha mulher, Adriana, é uma mulher muito bela. Ora, antes de nos encontrarmos, durante anos, ela esteve só, após a sua separação conjugal. Eu ando com ela e vejo o nível de assedio que ela sofre dos homens, e sempre sofreu. Basta eu me afastar um pouco, no aeroporto, por exemplo, e logo os ‘abutres’ começam a olhar e rondar. Se ela anda à minha frente na rua por alguma razão, eu vejo os homens parando, olhando insistentemente, ou até dizendo algo. O que eu vejo hoje, estando nós casados, me mostra o quão assediada ela foi todos esses anos, mas sem ter qualquer vontade ou tentação de se amparar em alguma oferta de amor. E por que? Porque ela tem uma vida tão profunda com Deus, e encontrou razão de ser tão mais profunda, que jamais se sentiu carente de nada que não fosse de amar de verdade, sem migalhas, sem poços de miragem. Ora, quando uma mulher quer amar e não apenas ser desejada e amada, ela tem tudo para se preservar nesta vida. Quem apenas se interessa por aquilo que ama, não corre o risco de se dar a quem não ama. E saiba: um cara como eu jamais se interessaria por uma mulher que fosse fácil, dessas que se pega e leva. Essas são pra uma noite ou uma semana... talvez uma quinzena ou mês. Mas nada além disso. Assim, quando um homem sério quer uma mulher, ele não quer alguém fácil. Afinal, quem desejará saber pro resto da vida que está casado com uma pessoa que ‘dá mole’? Uma vez que você já sabe o que penso, tenho algumas sugestões a lhe fazer. Uma espécie de ‘dever de casa’. Certo? Você vai identificar essa sua necessidade de ser desejada e amada, e, ‘em cima’ de tal constatação, você confessará a Deus sua carência. Depois, você pedirá a Ele que a ajude a não mais se impressionar com assédios, posto que em você eles são óbvios. Afinal, você é bonita e carente. E, por último, você esvaziará o coração e não mais buscará ser amada. Sim, deixe o coração crescer e amadurecer, de tal modo que homem algum lhe seja sedutor apenas porque confessa que você é linda, gostosa ou coisa do gênero. Afinal, olhe no espelho e você verá que é mesmo. Mas e daí? Você tem, porventura, a obrigação de ‘gastar a beleza’ na feiúra? Desse modo, dê a você mesma o privilegio de amar sem ser por necessidade. ‘Amores de necessidade’ não são amor, mas apenas carência romântica. Por outro lado, não busque o amor. Fique quieta. Quando o amor verdadeiro quiser ‘levantar-se’, saiba, ele se levantará em sua alma. Não tema ficar só, pois, não temer ficar só é o melhor remédio para não ficar só. Quem teme ficar só, fica só. Quem não teme, jamais ficará. Mas se na sua ‘necessidade’ de ser amada você ficar se entregando para a rapaziada, saiba: sempre haverá homem pra se aproveitarem de você, e sempre faltará aquele que ficará de vez. Nós vivemos num mundo que tiraniza esse negocio de ‘não ficar só jamais’. E se o caso tiver a ver com uma menina bonita, mais forte será a tirania. Ora, como no seu caso a tirania de fora coincide com sua carência interior, literalmente é como ‘juntar a fome com a vontade de comer’. E assim você vai onde não quer ir... e volta como quem não gostaria de voltar... Ninguém haverá de valorizar você se você não o fizer por você mesma. Além disso—falo como homem que sou—, os homens querem todas as mulheres bonitas e fáceis apenas para ‘correr uma milha, mas não para tirar um cria’, conforme a moçada fala. O que está lhe acontecendo é como uma espécie de Síndrome de Marilyn Monroe. A mulher é linda, mas não tem ninguém com ela para dormir e dividir a cama. Acaba saindo de casa, pegando um táxi, apenas para ver se o motorista lhe dá alguma atenção. Ora, essa é uma ilustração extrema, mas revela como é que as coisas podem ficar se a carência não der lugar à segurança. Continue freqüentando o Caminho e também lendo o site, (você chegou a pouco tempo tanto num quanto no outro), pois, não tenho nenhuma dúvida de que em pouco tempo você estará infinitamente mais pacificada quanto a isto. Além disso, faça também o exercício de verificar como foi sua vida afetiva na infância e adolescência. Tais carências quase sempre vêm de pouco amor e afetividade na infância; ou, paradoxalmente, do excesso de afetividade. No último caso, a pessoa fica viciada em ter no mundo o mesmo tipo de ‘babação’ que tinha em casa. Bom mesmo é amar e ser amado. Mas se não for assim, e o amor estiver presente em alguém, então, melhor é amar do que ser amado sem amar. Pois amar sem ser amado não gera essa carência desguarnecida. Mas apenas desejar ser amado é o caminho da solidão, e é também o receituário para não encontrar o amor..., mas apenas para se ter muitas experiências vazias, especialmente no caso da mulher. Se você só se der a quem amar de verdade, sem pressa, com tempo de sondar o coração, então, nenhuma cantada impressionará mais você, e nenhum homem a terá até que você de fato o queira e ame. Ora, essa é a grande segurança que uma mulher pode ter nesta vida, e a que mais protege o coração. Receba todo meu carinho. E jamais tenha inibições comigo. Pode contar o que desejar. Tenho filhos mais velhos que você. E também já quis muito mais ser amado que amar, até que aprendi que amar é que é o grande privilegio que a vida nos dá. Nele, em Quem temos a Água que nos salva do poço das miragens, Caio