Português | English

Cartas

Some de One (III):  De evangélica à experiência do “meu Deus

Some de One (III): De evangélica à experiência do “meu Deus

-----Original Message----- From: Some de One (III): De evangélica à experiência do “meu Deus”. Sent: quinta-feira, 28 de agosto de 2003 To: contato@caiofabio.com Subject: Conhecendo a Deus como “meu Deus”. Mensagem: Oi! Pastor Só queria lhe dizer que estou com o coração queimando. Descobri que também só quero ser "humana" sempre, para poder olhar pra cima com a minha consciência, na direção do meu Senhor; e chamá-Lo com muito amor de "Meu Deus". Sempre tive muita dificuldade em sentir Deus atuando na minha vida, porque mesmo antes de nascer já era evangélica. Nunca me senti sem Ele também. Acho que não estou me fazendo entender. Reclamava com o meu pai, quando criança, o fato de nunca ter "levantado a minha mão como um sinal" para aceitar Jesus. Acho que isso me fez falta durante algum tempo. De uns anos pra cá me livrei disso. Sei que não preciso disso. Às vezes leio algumas coisas que me fazem o coração arder ao perceber porque é que estou aqui neste mundo caído. Obrigada Pastor! Deus deixou você me abençoar e me impulsiona a orar por você, abençoando você também. Isso é tão bom! Somos irmãos, e Jesus habita dentro desses corações queimados e ardentes. Viu... não é lindo!? Jesus é lindo! Eu estou feliz! Um beijão, Some de One ************************************************** Resposta: Minha querida amiga: Quem tinha que levantar a mão, levantou, na Cruz, em nosso favor. A Graça não é leilão. O sinal não é levantar a mão. Deus vê quem abre o coração. Quem levantou a mão um dia, que permaneça com ela erguida. Quem nunca levantou, que permaneça com a mão erguida também. Levantar a mão num culto, é um gesto. Ficar com a mão levantada, é uma disposição que só se mostra como sinal na própria vida. Aproveite essa maravilhosa vida! Ele é o seu Deus! Toda alegria é pouca! Um abração, Caio