Português | English

Cartas

SERÁ QUE TUDO O VEM DO ORIENTE É DO DIABO?

SERÁ QUE TUDO O VEM DO ORIENTE É DO DIABO?



----- Original Message ----- From: SERÁ QUE TUDO O VEM DO ORIENTE É DO DIABO? To: contato@caiofabio.com Sent: Wednesday, October 19, 2005 6:42 PM Subject: Dúvidas a respeito do Evangelho Amigo Caio, tudo blz? Espero poder chamá-lo assim, pois, apesar de não te conhecer pessoalmente, sou um freqüentador assíduo do seu site e me identifico muito com as suas mensagens, tenho muitas delas gravadas no meu computador. Mas vamos ao que interessa. Estou te escrevendo porque já há algum tempo tenho vivido a experiência de ter uma nova visão a respeito de Deus, do Evangelho de Jesus, da Bíblia, da Igreja, do cristianismo e, conseqüentemente, da vida. Uma visão diferente daquela visão cristalizada ainda pregada por muitas igrejas. Quando a minha mãe aceitou a Jesus eu e meus irmãos ainda éramos muito pequenos e ela procurou desde cedo nos educar nos caminhos do Senhor. Nós nos congregávamos numa igreja histórica (nota: ele disse o nome, e eu conheço bem), a mais antiga igreja evangélica do meu estado (já deu pra sentir o peso?); por isso tanto os conceitos cristãos dela como os nossos foram influenciados pelos ensinamentos ali pregados. Hoje eu sou formado em Psicologia (há 2 anos), sou casado (1 ano e meio) e estou em uma outra igreja (1 ano e meio)... Mas os meus questionamentos já me acompanham há mais ou menos uns 4 ou 5 anos. Eles têm sido motivados por algumas leituras que faço a respeito da Gestalt-terapia, da Logoterapia, de Filosofia, pela leitura de alguns autores (Martin Buber, Kierkgaard, Larry Crabb, Caio Fábio, etc...). Ou seja: meus conflitos vêm do fato de ter conhecido algumas pessoas que têm me influenciado com as suas formas de viver a vida. Os meus questionamentos têm me levado a repensar muitas coisas e a procurar analisar a proximidade que elas têm em relação ao verdadeiro Evangelho de Jesus. Sabe Caio, eu sempre ouvi as pessoas falando que tudo o que vem do oriente é contrário à Bíblia, que Psicologia era coisa do diabo, que a Filosofia levava ao ateísmo; será mesmo? Não afirmo que tudo esteja correto, mas me parece que muitos desses princípios estão mais próximos do evangelho do que a maioria dos princípios pregados e vividos dentro das nossas igrejas. Fico me perguntando: será que alguns aspectos das filosofias orientais como o yin-yang, energia vital, acupuntura, medicina tradicional chinesa, artes marciais, entre outros, são tão contrários ao Evangelho que Jesus Cristo pregou? Será que a Psicologia e a Filosofia não podem se acoplar à Palavra de Deus para abençoar as pessoas? Será que tudo o que foi escrito até hoje não vale de nada? Penso também nas leituras e interpretações que fazemos da Bíblia atualmente. A Bíblia foi escrita em grego, hebraico e aramaico, línguas muito antigas, cheias de figuras de linguagem misturadas aos aspectos culturais daquela época. Você é escritor e sabe que tentar traduzir uma obra é um aspecto extremamente difícil, principalmente quando se fala da Bíblia e do fato dela ter sido traduzida em uma época em que a igreja tinha um poder muito forte sobre as pessoas e procurava de todas as formas manipula-las ao seu bel prazer. Portanto, eu fico me perguntando: será que a Bíblia que hoje estamos lendo é realmente uma cópia fiel dos textos originais? Eu lanço essas perguntas a você, Caio. Deus tem falado muito ao meu coração a respeito dessas coisas e eu gostaria de ter oportunidade de ouvi-lo através de você. QUE DEUS TE ABENÇOE MUITO. Fica na Paz. _____________________________________________________ Resposta: Meu amigo querido: Graça e Paz! “Ele é a verdadeira luz que vinda ao mundo ilumina a todo homem!”—João, o apóstolo, acerca de Jesus, o Verbo Encarnado. Se tudo o que vem do Oriente está errado, então a Estrela estava errada, os Magos estavam errados, Maria e José estavam errados ao aceitarem seus presentes (se fossem “evangélicos” teriam dito: “Está amarrado!”), e Deus estava errado, por ter se revelado, sem Escritura, a uns astrólogos-astrônomos da Pérsia antiga. Certos, nesse caso, estariam os escribas de Herodes, os quais tinham a Bíblia na mão, mas não tinham fé para seguir a Loucura da Estrela. Para mim tudo isso é bobagem. Vejo pérolas em todos os lugares, assim como vejo engano e equivoco. Mas considerando que os do oriente não têm a Escritura nas mãos, sinceramente, acho que pela via da sensibilidade e da consciência desamedrontada, muitos deles fizeram e fazem progressos humanos bem mais acentuados do que a maioria dos cristãos nervosos e culpados do Ocidente. Literalmente, faço como Paulo: “Examino todas as coisas, e tento reter o que é bom!” Isto porque não há verdade e nem real-realidade que não venham de Deus. Assim, minha fonte de verdade nunca são os homens, mas Deus. Por isto, muito pouca atenção dou a quem diz, e muita atenção presto ao que se diz. Faço acupuntura quando preciso, e é ótimo. Vejo coisas boas em todas as formas de psicologia, assim como também descarto muitas bobagens psicológicas. Pratiquei artes marciais, como o Jui-Jitsu, e, ainda hoje, sou “faixa-preta-de-televisão”, pois nada me distrai tanto quanto ver uma lutinha de Mix Martial Arts, ou, comumente chamado de “Vale Tudo”. Leio pensadores orientais e encontro muitas verdades que são genuinamente evangélicas, no sentido não pervertido do termo. Assim como também encontro muitos erros e equívocos. Todavia, me ofende muito menos ver as tolices de quem não tinha porque nem mesmo saber nenhuma verdade, pois não tiveram a atenção da revelação explicita na Escritura e nem tiveram acesso à fé no Jesus Histórico, do que as heresias cristãs, que são abundantes, e que são fruto de perversão e busca de poder e controle humanos contra a Revelação feita em Jesus. Sem falar que em matéria de sensibilidade humana, muitos desses do oriente estão anos luz em relação ao embrutecimento dogmático da alma cristalizada pelas mortas e sistemáticas doutrinas da cristandade. No entanto, posso fazer tais leituras e sempre as fiz, porque meu coração está tomado pelo Evangelho e pela certeza de que Jesus é o Cordeiro Eterno. Desse modo, assim como leio a própria Bíblia a partir de Jesus — e não Jesus a partir da Bíblia —, também olho toda a vida com tais olhos. Assim, com esse filtro da verdade encarnada em Jesus, posso ver tudo, ler tudo, saber tudo, examinar tudo, e não ficar impressionado com nada. Afinal, tudo o que encontro de bom nesses lugares são apenas as variações no dizer daquilo que eu mesmo cri pela revelação do Evangelho. Mas tudo o que cai fora dessa referencia, para fora de minha vida fica para sempre. Quanto às traduções da Bíblia, saiba: nunca na história tivemos acesso a tantas pesquisas de textos originais quanto hoje. Portanto, até mesmo as eventuais corrupções de textos bíblicos, hoje já não existem. O problema, no entanto, nunca foi o texto, se era melhor ou pior... Afinal, para Jesus, essa nunca foi uma questão. Pois, para Ele, a Palavra era um espírito, o qual, sendo discernido, não dependia de letra a letra e nem de palavra a palavra. Digo isto porque tanto Jesus quanto os apóstolos citaram as Escrituras sem nenhuma preocupação literal, dela apreendendo apenas o sentido; ou seja: o espírito. Leia mais o site. Hoje respondi a você, por carinho, o que nele já está dito em dezenas de lugares. Um beijo carinhoso! Nele, em Quem estão ocultos todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento, Caio