Português | English

Cartas

SEM FÉ A GRAÇA É DÊS-GRAÇA!

SEM FÉ A GRAÇA É DÊS-GRAÇA!

 
 
----- Original Message -----
 
From: SEM FÉ A GRAÇA É DÊS-GRAÇA!
 
To: contato@caiofabio.net
 
Sent: Saturday, March 07, 2009 10:56 AM
 
Subject: Do fogo palpável e ardente à Sião...e de Sião ao fogo palpável e ardente..
 

Caio, graça e Paz.


Gostaria de lhe perguntar uma coisa, pois eu não tenho para quem.

Eu tive a consciência da graça de Deus e do que é estar em Cristo. Que em Cristo somos inculpáveis, irrepreensíveis diante do Pai, não por obras, mas pela fé na justificação por Cristo. Mas por errar, acabei por retornar à antiga consciência... Como estou ouvindo neste momento sua mensagem sobre Hebreus 12, pensei que voltei ao fogo palpável e ardente, e à escuridão, e às trevas, e à tempestade...
Seria então que, na verdade, eu nunca tenha chegado realmente à verdadeira justificação pela fé? Visto que ela sempre se vai?
Não se transformou em vida e em certeza absoluta em mim, pois, voltei aos rudimentos pobres novamente...

Eu não agüento mais isso cara...

É muita paranóia acordar e respirar fundo apavorado como se realmente "querendo herdar a bênção, foi rejeitado, pois não achou lugar de arrependimento, embora, com lágrimas, o tivesse buscado."

Sinto que estou indo de volta ao monte Sião desta vez... — hora fé e paz; hora medo e paranóia; hora amor de Deus e certeza; hora não existe Deus e um monte de paranóias...

Peço que me ajude.
Obrigado por esta mensagem em Hebreus12, me mostrou a luz novamente.
Fique com Deus.
___________________________________

Reposta:

 

Mano amado: Graça e Paz!

 

Se você tivesse realmente entendido o que preguei e prego, creia: você não teria chegado ao entendimento errado e paranóico que hoje o assola outra vez...

De fato, o que você está tendo é um retorno psicológico ao padrão culposo, neurótico e paranóico da velha religião.

Os “rudimentos” dos quais Hebreus nos fala não são erros morais e humanos, mas sim decisões de consciência contra o ensino de Jesus.

Ou seja: “os rudimentos” significavam um retorno à Lei e aos cerimonialismos judaicos, em contraposição à liberdade em Cristo.

Crucificar a Jesus a segunda vez”, naquele contexto, é voltar à Lei como agente de salvação e santificação autônomo, como justiça-própria.

Sinto que sua paranóia, entretanto, é mais séria, pois, há sinais de uma recorrência perigosa, e que, em geral, pode fixar um padrão mental psicótico.

Assim, se me escreveu, creia no que lhe digo em nome de Jesus.

Você não é um “Esaú”. Pare com isso. Sua angustia é de alma, não uma persuasão do Espírito de Deus.

Sim! Sua angustia é fruto da doença religiosa da culpa e da justiça-própria.

Mano, muito do que se ensina na Religião acerca de “Deus”, de “Jesus”, da “Bíblia”, etc. — é coisa do diabo.

O Acusador é o diabo.

Jesus é o Advogado.

Você crê que Jesus acuse você?

É claro que não!

Entretanto, saiba que você não precisa nem mesmo do diabo para enlouquecer você.

Sim! Basta a religião e seus infindáveis ecos de culpa e acusação.

Portanto, mano, pare com isso...

Não brinque de enfrentar esses fantasmas, pois, o poder deles está no fato de sua inexistência, o que faz com que você seja o “produtor” deles.

Ora, nesse caso, o perigo é que a coisa toda possa virar doença na mente... em razão da continuidade e da chocadeira que você oferece aos pensamentos negativos.

Assim, creia no que lhe digo e pare já com essa mania de se autojustificar.

Você está salvo, perdoado e justificado em Jesus!

Digo isto exercendo a autoridade de Jesus, a Quem conheço, e de Sua Palavra, que me dá tal autoridade espiritual.

Leia também:

SERÁ QUE PEQUEI CONTRA O ESPÍRITO SANTO?

NÃO SINTO A PRESENÇA DO ESPÍRITO SANTO

DEUS E DEUSES

O CAMINHO DOS JUSTOS QUE NÃO TÊM JUSTIÇA PRÓPRIA!

 

Além disso, leia também os seguintes links:

 

A FOBIA DA MORTE: UM DISCERNIMENTO ESSENCIAL

E O QUE PAULO DIRIA DOS HEBREUS?

QUAL O SIGNIFICADO DE HEBREUS 6:4-6?

O SIGNIFICADO DE CAIR DA GRAÇA

DECAIR DA GRAÇA

EU QUERO VIVER COMO HEBREU

DEIXANDO OS PRINCÍPIOS ELEMENTARES DA DOUTRINA DE CRISTO

O DESCANSO NA GRAÇA

 

Mano, se você me der ouvidos, sei que tudo isto acabará. E não peço que creia em mim, mas no Evangelho, conforme prego, pois, sei que se trata do Evangelho mesmo e não de sua falsificação; e você e todos sabem disso também.

 

Nele, que nos chama à certeza de que nossas certezas não são as certezas que nos garantem a Certeza da Vida, posto que essas venham apenas de nossa Confiança no que Ele fez e Consumou para sempre,

 

Caio

8 de março de 2009

Lago Norte

Brasília

DF