Sent: Monday, December 20, 2004 4:18 PMSubject: SEM CANUDO NÃO SE RESPIRA?Rev. Caio:Sou autodidata, e passe..." /> Sent: Monday, December 20, 2004 4:18 PMSubject: SEM CANUDO NÃO SE RESPIRA?Rev. Caio:Sou autodidata, e passe..." />
Português | English

Cartas

SEM CANUDO NÃO SE RESPIRA?

SEM CANUDO NÃO SE RESPIRA?

----- Original Message ----- From: "webmaster" To: Sent: Monday, December 20, 2004 4:18 PM Subject: SEM CANUDO NÃO SE RESPIRA? Rev. Caio: Sou autodidata, e passei a minha vida profissional quase toda frustrado, por não conseguir entender o por quê de não termos valor algum pelo que sabemos, mas sim, pelos títulos que possuímos. Na maioria das vezes não conseguimos esses títulos por pura e simples impossibilidade, seja financeira, geográfica, familiar e outras mil... mas somos avaliados por nossos conhecimentos "básicos" e não pelos gerais ou até específicos. Achava que isso só existia no mundo profissional, mas para minha surpresa maior, fui para o mundo religioso e descobri que é a mesma coisa. Para poder "interpretar" a Palavra precisamos ser preparados para líderes com conhecimentos teológicos... e não podemos falar aquilo que o Espírito pede... Isso fere mais ainda!! Onde poderemos falar do amor e dos ensinamentos de Deus?!?! Ele manda falar, mas tem-se que ser douto? Um “indouto” não pode? As enfermidade continuam sendo farisaicas!! Meu espírito chora!! Pois mais uma vez não pude ser ouvido!! Me ajude: _____________________________________________________________________________________ Resposta: Meu amigo querido: Quem é, é; e para esse a hora é Hoje; e ele não espera acontecer! Recebo muitas cartas como a sua. E confesso-lhe que não as consigo entender. Sim, eu posso entender que alguém, por não possuir diploma, não venha a conseguir fazer um concurso público, ou mesmo vir a ser aceito numa empresa para uma área técnica. No entanto, não consigo entender por que os seminários teológicos têm qualquer coisa a ver com a pregação da Palavra. Nem tampouco posso entender porque sem púlpito todo mundo fica sem ter onde pregar. Digo isto por várias razões. Primeiro porque a mundo é a paróquia de todos os que carregam a mensagem do Evangelho. Segundo porque não se requer nenhuma formação especial para que alguém reúna os amigos e lhes anuncie a Palavra. Terceiro porque eu mesmo nunca fui a um seminário como aluno—entrando neles apenas para dar aula ou receber comendas—, e jamais senti qualquer falta de não ter freqüentado as suas classes de aula. Quarto porque não me deram o púlpito para eu pregar. Foi o contrário: porque eu pregava me deram o púlpito. Teologia é coisa muito simples. Infinitamente mais básica e simples que Filosofia ou Psicologia, por exemplo. Ou seja: qualquer um que saiba ler e seja disciplinado, faz quantos cursos de Teologia desejar sozinho. O mesmo se pode dizer de toda e qualquer outra ciência humana (humanidades!). De fato, quem quer pregar, prega. Se nenhuma igreja quisesse me ouvir, que diferença faria? Quantas esquinas há na Terra! Na realidade, a impressão que me dá, é que as pessoas olham para o ministério como um posto, e que tem no púlpito de um templo seu lugar único de validação. O Evangelho mostra que Jesus não sabia letras e não havia estudado. Sua sabedoria não procedia de rabinos ou de professores. E Ele não pediu permissão a ninguém para anunciar o Reino de Deus. Assim foi com todos os profetas e com Paulo, por exemplo. Quando o Evangelho entra na gente com o poder do amor de Deus, toda esquina é um púlpito, cada encontro uma possibilidade de anuncio da Palavra, e todo ser humano é membro da nossa Congregação. Pregadores que só pregam em púlpitos são apenas “oradores sacros”. É isto que você quer ser? Se for, então, faça o curso de “pastor”, e você poderá entrar no mercado dos púlpitos, e, quem sabe, “ganhar uma eleição para pastor de uma grande igreja”, conforme o sonho dos profissionais da oratória sacra. No entanto, se seu desejo é pregar a Palavra, basta abrir a boca, sair de casa, andar entre os homens, visitar as praças, os bares, as esquinas, as festas, o trabalho, e até os antros da terra... Eu acredito que tudo o que é verdadeiro é irreprimível! Não fique zangado com a igreja. Isto porque sua motivação não é muito diferente da dela. Você me provará que não é assim se parar de ficar esmolando chances eclesiásticas e “partir para dentro”, de peito aberto, com a boca ungida, a alma em fogo, o espírito em fé e o corpo em movimento no chão da vida. A chuva não pede ajuda para cair sobre os homens; ela apenas se derrama. Assim é tudo aquilo que é. Receba meu carinho e minhas orações. Ouça-me com bom coração! Nele, que envia a cada um conforme cada um é, Caio