Português | English

Cartas

SAUDAÇÕES CRISTÃS A UM MORTO

SAUDAÇÕES CRISTÃS A UM MORTO

 

 

 

 

 

----- Original Message -----

From: SAUDAÇÕES CRISTÃS A UM MORTO

To: contato@caiofabio.com

Sent: Thursday, August 07, 2008 12:45 AM

Subject: Silêncio

 

Querido Pastor;

Sou muito grata a Deus pela sua vida...

 

Me tornei Cristã em 1977; e foi difícil conciliar minha fé, com minha família( que era marxista) e meu curso, que na época era história; e dentro de uma historiografia materialista (uma forma de interpretação marxista- uma exegese segundo Marx de nossa história), era sôfrego crer, viver; tudo parecia ruir, porque em meu contexto eclesiástico não havia respostas para mim...

 

QUEM ME LIVRARÁ DO CORPO DA IGNORÂNCIA?

 

Graças a Deus que pude ter acesso ao seu ministério e me tornei uma caçadora do Reverendo Caio!

 

Estive em vários congressos para ouvi-lo. Li todos o seus livros e ainda lei-os. Suas mensagens foram como uma laranjada no meu enorme deserto de fé.

 

Hoje meu marido e eu somos sacerdotes de uma igreja aqui na zona Leste, e guardamos nosso compromisso ético que emerge do temor de Deus que presenciei em sua vida.

 

Ninguém poderá apagar seu enorme legado, nem seus erros, nosso erros. O que foi construído, edificado, ainda está aí. Eu sou prova disto. Foi muito bom tê-lo como referencial.

 

Querido irmão oro pelo renascimento pleno de sua voz para escrevermos talvez o último capítulo da história da igreja nesta terra, só entendo seu silêncio como uma toma da de fôlego.


Vou ficando por aqui...

 

Obrigada por tudo o que vi, o que ouvi, o que testifiquei, o que absorvi, o que refleti, o que sempre me fez crescer.

 

Te amamos enormemente...

 

Valeu!

 

_____________________________________________

 

Resposta:

 

Minha amada irmã: Graça e Paz!

 

 

Obrigado por todo o seu carinho!

 

Agora, preciso esclarecer a você algumas coisas:

 

 

1.        Parei e fiquei quieto apenas dois anos e meio. Mas desde 2001 que estou na ativa de Deus para mim. No entanto, só me acha quem procura, pois, de minha parte, “fui para os gentios”. Assim, os “evangélicos judaizados” somente me acharam se me procurarem. Minha cota de serviços ao “templo” está dada.

 

2.        O atual estado do “meu ministério”, com o site [textos, radio e tv na web] e com o Caminho da Graça, considero muito mais frutífero e profundo do que tudo o que fiz, disse ou ensinei antes. Assim, se você diz que lhe fui útil no passado, saiba: poderia ser muito mais útil no Senhor hoje.

 

 

3.        Notei que toda a sua gratidão era a um homem em coma, no mínimo, ou a um morto carente de ressurreição, embora seja capaz de ouvir, de ler e de escrever cartas. Ora, até onde eu saiba nunca estive tão vivo. Ou seja: senti uma espécie de saudade póstuma em você. Quase me senti numa sessão espírita, sendo contatado por uma pessoa que desejava saber como eu estava no “além”.

 

4.        O que não entendi foi o seu “sacerdócio na Zona Leste”. Do que se trata? Afinal, sacerdotes todos somos. Sim! Todos os que são de Cristo são parte de um reino de sacerdotes.

 

 

Peço a você que leia o www.caiofabio.com a fim de ver o que você está perdendo!

 

Sim! Leia, pois, ao ler a sua carta, me senti como quem andava com Cleópas e o outro discípulo, no caminho de Emaús, ouvindo você falar com gratidão de um morto que está vivo em Cristo e para os homens. Pois, suas “últimas notícias” estão com anos, quase uma década de atraso.

 

Eu sei, todavia, que mesmo morto o que Deus me deu falará, posto que não é meu, mas Dele!

 

Receba meu carinho!

 

Nele, em Quem o passado passou, o presente é, e o futuro está guardado no bem,

 

 

Caio

Sete de agosto de 2008

Lago Norte

Brasília

DF