Português | English

Cartas

QUEREM ME FAZER DE BÔBO

QUEREM ME FAZER DE BÔBO

-----Original Message----- From: Querem me fazer de bôbo To: contato@caiofabio.com Subject: Freqüentando um Circo Mensagem: Amado pastor Caio, Preciso de sua orientação. Estou me sentindo acuado pela forma em que o líder da minha igreja quer nos discipular (minha esposa e eu). Ele diz que nos ama que temos potencial para liderança, mas ao mesmo tempo nos coloca no paredão por causa das convicções cristã que eu tenho. Quero dar alguns exemplos: 1- Se chega na igreja um desses pregadores “show do milhão”, e com muito carisma arrebata o coração e os bolsos dos irmãos, meu líder vem e me pergunta o que achei. Logicamente digo o que foi péssimo. Então ele diz que eu estou dando voltas pelo deserto, que eu não conheço nada sob autoridade e submissão. 2- Outro dia veio um cara aqui pregando que Deus é ilegal na terra, pois qualquer espírito que não possui corpo é ilegal aqui na terra. Eu questionei com ironia dizendo: então o que vamos fazer com todos esses ilegais que vem aqui na terra sob a ordem de Deus? Bastou essa para fazerem reunião comigo. Me colocam no meio da roda e começam a levantar coisas do meu passado, dizendo que eu digo isso por causa das feridas que eu tive, e não fui curado ainda. Dizem que estou andando em círculos. Usam textos como o de Êxodo onde Miriã ficou leprosa, para me condenarem por causa da minha posição teológica. 3- Sou estudioso da palavra. E sem nenhum sentimento de jactância, sou o que mais tem conhecimento das Escrituras nessa igreja. Nem por isso fico julgando os outros, pois a posição teológica que tenho, eu tenho para mim mesmo. E eles só ficam sabendo porque eles mesmos, como para me testarem, me perguntam. Então vivem me dizendo que a “letra mata” e que eu tenho que parar de estudar a Bíblia (Fiz seminário e hoje sou auto-didata ). Assim eles me humilham na frente de minha esposa ( o pastor e os obreiros ), dizendo que sou radical e que estou perdendo o mover de Deus. Se digo que não gostei me dizem que ficar chateado é sintoma de feridas do passado. Fazem tudo isso, mas ao mesmo tempo não abrem mão de mim, e sempre me querem por perto. Eu não sou rebelde, mas quero saber os limites da submissão na igreja. Pois para eles o ato de discordar do líder é rebelião de quem nunca foi curado. Questionar as posições teológicas da liderança é o mesmo que o pecado de feitiçaria. Os líderes daqui possuem um rolo-compressor que atropela todos as opiniões dos outros. Pregam que o “líder está certo mesmo que ele esteja errado”, um tipo de “imunidade sacerdotal” da qual eles usam e abusam. Me sinto sob a mira de um tribunal de inquisição que usa supostas feridas para me condenar. Isso é submissão? Pelo menos não é isso que vejo na Bíblia. Será que estou errado mesmo e sou obrigado a me alimentar de qualquer porcaria que servem no púlpito? Os líderes são infalíveis? É proibido constestar o líder? Eles se utilizam com habilidade dos textos como a rebelião de Coré, da vara de Arão, da lepra de Miriã (Miriã ficou leprosa por questionar, dizem), Davi e Saul (não tocar no ungido de Deus), e outros mais. Se baseiam também no livro autoridade espiritual de Watchmam Nee para esmagar o direito de pensar dos outros. Pra ele a igreja não presta, os obreiros são uns rebeldes e etc.. e tudo porque as pessoas querem respostas sobre algumas falhas que ele ou eles admitem não ter. O que faço? Sair da igreja sem a benção do pastor é maldição? A unção de Deus somente flui em cadeia de autoridade e submissão? Se eu sair perco a unção? Quem não está debaixo de esmagadora submissão deles está em pecado? Eu acredito que nenhuma dessas coisas existe, mas confesso que tenho medo. Não quero errar por isso preciso de sua direção. Por favor, me responda. Um abraço, Em Cristo *************************** Meu amado irmão: Paz e Paz sobre você! Veja só: até uma homem com a sua lucidez, uma vez condicionado e o sob a lavagem cerebral, fica assim, com medo de idiotices como essas! A coisa é séria, meu irmão! A coisa virou seita. Tim Tones está mais forte do que nunca! Não tema nada disso. Pelo que você me contou você está num desses Hospícios-Circo-Militar chamados de “igreja”. A letra mata, sim. Mas a solução não é deixar de ler a Bíblia. Ao contrário, é lê-la como Palavra. O que mata é esse tal de “mover”, que é a mais maluca justificativa para enfiarem goela à baixo do povo de Deus tudo aquilo que a Palavra rejeita. Como eu gostaria que eles viessem me dizer o que dizem a você! Eles não suportam um único sopro da Palavra da Verdade! Submeter-se à loucura não é sua missão na vida. O que eles estão ensinando é que é coisa de bruxo, de feiticeiros malvados e dominadores, escravizadores pelo medo. Há um bando de pastores que não conhecem a Palavra e não querem que ninguém conheça. Eles preferem os crentes ignorantes. E por que? 1. Eles não conhecem a Palavra. São “pastores de proveta”, feitos no laboratório do fundo do quintal. Por isto, quem conhecer a Palavra lhes é uma ameaça. 2. Se alguém conhece a Palavra no meio deles, suas manipulações ficam mais que evidentes. Somente seres muito ignorantes da Palavra não vêem os abusos que estão sendo cometidos. Portanto, não os tema. Suas maldições não pegam. Leia alguns textos aqui no site—Judas e a Graça Brincalhona, A Maldição de Mirian, e o texto completo de Malaquias, e você os entenderá melhor. Na minha opinião você não tem vocação para ser parte de um Circo. Procure um lugar sério. E não se torne obreiro de Circo. Obreiro de Circo é palhaço, domador, acrobata, contorcionista, mágico, etc... Não me parece que seja o seu caso. Há muitos lugares bons para você estar. Talvez neles não haja show, mas haverá culto. Digo a você: sua unção não é dada por homem algum. Peça para eles fazerem uma “corrente” para ver se retirarão a que Deus colocou sobre mim. Falo isso sem arrogância, mas com ira. Não dá para suportar tanta manipulação. Um beijão, Caio