Português | English

Cartas

PROFECIA, PARAPROFECIA E PARANORMALIDADE!

PROFECIA, PARAPROFECIA E PARANORMALIDADE!

 

 

----- Original Message -----

€From: PROFECIA, PARAPROFECIA E PARANORMALIDADE!

To: contato@caiofabio.com

Sent: Wednesday, February 25, 2009 8:41 AM

Subject: MÉMORIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS

 

 

Prezado Pastor Caio Fábio!

 

Primeiramente, quero agradecer a Deus e ao senhor pelo site. Sei que sabe quão importante ele é, nos dias de hoje. Tenho literalmente comido dele e sei que é Deus que o inspira. Por isso resolvi escrever, desculpe-me, mas é um pouco longo.

Vou fazer como Machado de Assis em Memórias Póstumas de Brás Cubas, ou seja, começar pelo fim:

Quatro meses depois que eu conversei com esse pastor, ele e a esposa vieram em casa e justamente em um final de semana que eu estava sozinha. Foram horas de conversa, ou melhor, eu quase não falei, não sou de abrir o jogo, mas estou até hoje sem entender direito o que foi aquele encontro.

A esposa viu a foto do "ex" e disse: Ele não gosta de você nem você dele, você tem apenas pena. Vá viver a sua vida. Daí começou a enxurrada de revelações. O que eu passara naquela casa, foi me dito: Como ele queria "tomar conta" da casa, e mostrou a cozinha. Como eu olhava no espelho e dizia que estava feia e acabada. Como ele saia de minha casa, suspirando e dizendo, consegui mais uma vez me satisfazer, o pastor disse ainda, que ele, o "ex" tinha algo no estômago ou fígado e o médico disse que não iria mexer, talvez fosse alguma doença "grave".

Bom, disseram tanta coisa que eu nem me lembro direito, porém, nada do que me fora dito era novidade, já estava em minha mente, eram coisas que eu já havia dito para mim ou para ele. Eram as minhas "impressões" dos fatos. Eu dizia que era só sexo que ele queria, aí ele parava de vir em casa. Foi ele que me disse que tinha uma ferida no estômago e que o médico dissera que não mexeria, apenas que ele devesse tomar remédios.

A única coisa que eu gostaria de saber é o quanto nós podemos projetar nos outros nossos pensamentos a fim de os outros os "lerem"?

Daí me lembro do episódio em que Jesus se encontra com a samaritana e desvenda seus "segredos". Foi isso que aconteceu?

...

Minha história não é diferente das demais que tenho lido, mas tentarei fazer um resumo. Não quero resolver o problema, quero enxergá-lo de maneira realista e, simplesmente, viver na paz que excede todo entendimento.

Há mais de quatro anos, conheci um homem casado, daí vieram todas as "desgraças" que o senhor já está cansado de ouvir (ler).

Ele saiu de casa e tentamos ficar juntos, não deu certo, é claro! Vieram as brigas, as demandas, etc.

Mas o que me incomoda, hoje, refletindo sobre meus sentimentos é que eu nunca tive certeza de nada. Eu pensava, na época que o conheci, que eu só saberia ou conseguiria saber se o queria na minha vida, como marido, se ele fosse livre e se tivéssemos um relacionamento "normal", de convivência, como amigos e parentes, etc. E daí, com três meses de "namoro", decidi acabar e o fiz. No dia seguinte, ele me procurou e disse que me queria e iria resolver tudo, pediu para que eu o aguardasse e eu cedi. Foram-se quatro anos de minha vida, muita coisa ruim aconteceu. Descobri nele uma pessoa vingativa, invejosa, egoísta, mesquinha.

Onde ele entra, a discórdia é gerada.

O QUE IMPORTA REALMENTE!

Durante esse tempo, fomos à igreja. Um dia, a igreja lotada, estávamos em um canto quando o pregador, desceu do púlpito e veio falar com ele. Falou muitas coisas, eu ouvi algumas somente, pois me afastei para deixá-lo "a sós" com Deus. Mas o pouco que ouvi, eu já sabia, pois ele me dissera dias antes, que era vontade de se matar. Chorei muito e agradeci a Deus por estar se revelando a ele. De repente, o pastor pegou a minha mão e me fez abraçá-lo pela cintura e disse que o diabo estava tentando nos separar, mas Deus estava renovando a nossa aliança. Daí pirei...... Senti uma profunda tristeza no coração, pois não cri naquilo. Pensei na hora, que aliança se está tudo errado. Achei que o pastor tinha, sim, recebido uma revelação de Deus, para com ele, mas achei que fizera suposições a respeito de nosso relacionamento, e me entristeci. Será que o senhor está me entendendo????

O "pior" é que isso se repetiu outras vezes, em lugares diferentes, pastores diferentes. Sempre diziam que Deus estava olhando por ele e que as coisas iriam mudar. Tive um que, também saiu do púlpito, e disse que Deus iria mudar a vida dele, não do jeito que ele estava pensando, que Deus estava renovando a nossa aliança, daí ele apontou para mim e disse a ele: Essa mulher é sua intercessora.

As coisas só pioraram. Ele cada vez mais distante e eu cada vez mais louca, brigando, xingando, gritando, com vontade de agredir, totalmente infeliz com a nossa situação e percebendo que ele me provocava de propósito, num jogo demoníaco. Eu sentia que ele queria me ferir de qualquer jeito, porém de maneira sutil e ardilosa, com ar de mansidão e amor e sofrimento, mas alma cheia de maldade. Chorava desesperadamente quando eu o punha para fora de casa, dizia que me amava.

Bom, há um ano ele foi embora e eu fiquei, toda "suja", cheia de ódio, nem sei pelo quê. Fui pedir oração para uma irmã pastora. Ela falou sobre amenidades, procurou ter uma conversar informal, pegou a Bíblia, refletiu um pouco e leu Ezequiel 2 e 3 e disse que eu estava no meio de pessoas muito duras e obstinadas, mas Deus me faria forte, disse que me via no meio de uma ponte de madeira e dois anjos me segurando e que Deus estava me abençoando financeiramente, ele disse que via um cheque do banco Itaú me sendo entregue.

Em outro dia, ela me disse, olhando a foto do meu "ex" que ele tinha a cabeça fraca, dava muito ouvidos para os amigos e valorizava mal, mas ele realmente gostava de mim e ela via uma aliança sobre a foto, que era casamento e que era de Deus. Fiquei mais "arrasada", pois eu queria ouvir que ele era um lobo na pele de um cordeiro e que eu deveria me afastar dele não casar com ele. Eu disse isso a ela. Que ele já era casado, ainda que separado. Ela me disse: Ele teve um casamento muito frustrado e repetiu, ele gosta de você.

Enquanto isso.... Ele saindo com os amigos, com outras..... E eu sabendo, gritando, xingando, tentando fazer da vida dele um inferno, mas eu é que estava no inferno e fazendo coisas terríveis, como o diabo; ainda que falando de Deus.

Em meio ao meu desespero, falei, por telefone, com um pastor, a fim de marcar um dia para ele vir em casa, juntamente com sua esposa. Ele disse que ligaria em outro dia e marcaria, pois naquele dia ele estava com muitos problemas de ordem pessoais desde cedo e estava saindo, já era noite,  para ir ao hospital, ou seja, não era um bom dia para ouvir problemas dos outros. Ele já estava dentro do carro quando disse: O Senhor me disse para orar para você agora e começou. Depois me disse: O Senhor vai abençoar a tua vida financeira e aquele que foi embora vai voltar. (Ele nunca havia me visto e nem sabia o que estava se passando comigo).

BOM, o cheque do Itaú chegou. Minha mãe vendeu uma casa e me deu de presente de aniversário 10%.

Pergunta:

Será que induzi minha mãe a me dar esse dinheiro? Contei a ela sobre a "revelação", mesmo antes de ela ter vendido a casa. Realmente não sei... nada sei.

Durante o ano de 2008, realmente minha vida financeira melhorou, trabalhei muito também, porém, não fiz muita coisa por mim, como pessoa, pois fiquei indo e vindo com aquela pessoa, procurei não brigar mais, me conter, mas o ódio, o rancor já estavam instalados e juntando com o cinismo dele, quase me matou.

Ele, bom ele está montando um apartamento em um bairro distante. Me levou lá há um mês. Fiquei pasmada. Ele pintou a sala das mesmas cores com quais pintou a minha. Encheu de flores, colocou a bíblia na estante, de modo bem visível, o jogo de xadrez, o qual leva para todo o lado, inclusive em uma viagem que fizemos durante o período de mais brigas. Ele me disse que já fora campeão em xadrez durante o período de escola. Nunca jogamos. Tenho a impressão que ele o deixa sempre a mostra para que eu peça para jogar e aí ele me vencer.

Será que estou ficando louca?????

A sensação que eu tenho é que ele nutre um sentimento tão grande de inferioridade que quer me vencer em tudo. Sempre quer fazer melhor que eu.

Eu tenho pós-graduação e ele nunca leu um livro na vida, apenas fez até o primeiro grau, porém é extremamente inteligente, ágil, disposto, sabe trabalhar manualmente. É comerciante. Tem qualidades que eu realmente admiro e nunca precisei competir com ele, apenas admiro. Fico feliz de as pessoas se darem bem na vida, principalmente por meio do estudo, mas não posso tocar no assunto, que ele fica ressentido.

Agora ele me liga às vezes, tarde da noite. Eu o atendo o mínimo possível e se a ligação for em horário aceitável. Sinto que ele está fazendo de tudo para me desrespeitar como pessoa e como mulher. Procura falar o mínimo da vida, mas continua dizendo que me ama, quando me vê chora, treme, mas está cada vez mais arredio. Creio que esteja com outra, já faz tempo, são os sintomas, não é?

Para mim, hoje, o que importa é Deus na minha vida.

O senhor já escreveu que devemos prestar atenção aos nossos sonhos noturnos.

Eu tive um em que havia parado meu carro no meio do mato e estava fazendo necessidades biológicas, quando um outro carro parou e o homem, de olhos extremamente azuis, disse para eu ir até ele e eu respondi que não podia, pois estava suja, ele me disse: Eu vou te limpar, eu vou te lavar, eu vou te enxugar. Daí já estava em uma rua que parecia o velho oeste, acompanhada de duas meninas, uma de cada lado, cabelos loiros, de doze e quinze anos, olhos bem azuis e aquele homem do carro à minha frente, conversando com todos e eu perguntei: Ele é professor? E uma delas me respondeu: Ele professor, psicólogo, médico.... Aí acordei. E, há pouco tempo, sonhei que estava na igreja com meu "ex" e uma moça entregou uma caixinha para ele. Ele abriu e fechou rapidamente, mas, no sonho, eu vi: Havia 4 alianças. Duas na vertical uma de prata e outra de ouro, bem grossa e reluzente e duas, menores de prata, na horizontal, uma em cima das maiores e a outra embaixo. E o meu "ex" estava sem cabeça.

Senhor Pastor, me ajude.... Às vezes me dá uma vontade de chorar desesperadamente, isso tem me atrapalhado até no meu trabalho.

Será que estou obcecada?

Grande Abraço e que Deus te inspire a ajudar essa alma angustiada, mas querendo ser dele por inteira.

Não quero dizer como Brás Cubas: "Este último capítulo é todo de negativas. Não alcancei a celebridade do emplasto, não fui ministro, não fui califa, não conheci o casamento. Verdade é que, ao lado dessas faltas, coube-me a boa fortuna de não comprar o pão com o suor do meu rosto. Mais; não padeci a morte de Dona Plácida, nem a semi-demência do Quincas Borba. Somadas umas coisas e outras, qualquer pessoa imaginará que não houve míngua nem sobra, e conseguintemente que sai quite com a vida. E imaginará mal; porque ao chegar a este outro lado do mistério, achei-me com um pequeno saldo, que é a derradeira negativa deste capítulo de negativas: - Não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado da nossa miséria.".

 

PS. Tenho 45 anos, solteira, sem filhos.

 

__________________________________

 

Resposta:

 

Minha querida amiga: Graça e Paz!

 

 

O mais importante de sua carta não é acerca do que você me pergunta, mas sim sobre o que é importante para você.

E, nesta carta, o que é importante para você?

Parece-me que o mais importante para você é saber se dá para orientar a vida por profecias ou revelações, embora você tenha medo que muitas delas sejam apenas induções ou sugestões.

Não, não dá para orientar a vida com base em profecias, em sonhos, em visões e em revelações; sejam elas de que naturezas forem; ou seja: se espirituais, se carnais, se vaidosas, se deliberadamente manipuladoras, se para-normais, etc.

Existem profetas que falam do secreto da pessoa, e não posso negar nem na Palavra e nem na vida que eles existam.

Mas, na minha experiência, e não é pouca, devo dizer a você que raramente encontro um profeta genuíno.

A maioria esmagadora não passa no teste da coerência com a Palavra [1º teste], nem de sobriedade com a vida [2º teste], nem de sabedoria no que propõem às pessoas [3º teste], e, nem tampouco, de humildade no dizer [4º teste].

Até mesmo os profetas um dia genuínos, no meio “evangélico”, acabam se corrompendo em razão da pressão que sofrem para “adivinhar e profetizar” para os crentes — ainda pagãos de necessidades de “adivinhação” como condutor da vida.  

Os crentes, na sua busca de fazer todo mistério ser algo “de Deus”, acabam, pela ignorância, não entendendo o fenômeno humano presente em muitas dessas coisas.

A diferença entre o médium, o profeta e o para-normal é que os dois primeiros atribuem os seus extra-sentidos aos espíritos, no primeiro caso, ou a Deus, no segundo caso. Já o para-normal apenas crê que ele mesmo tem um dom ou desenvolvimento mental ou até cerebral que o permite “ler” as impressões dos outros.

Muitos médiuns e profetas são apenas para-normais, mas como existem no ambiente no qual toda coisa extraordinária ou vem de espíritos ou de Deus, então, tudo quanto “leiam” é atribuído a Deus; e mais: não param aí; posto que além do que “lêem” na mente das pessoas, também ousam falar suas próprias palavras e opiniões, em nome de Deus, para a pessoa.

Pesquise aqui no site, no serviço de Pesquisa, sobre as palavras “profeta e profecia”—e você verá que existe muita coisa escrita aqui sobre o tema.

Exemplo do que você tem em abundancia no site:

PROFECIA DE MORTE!

COMO VOCÊ VÊ AS PROFECIAS?

PROFETA ERRADO, PROVOCAÇÃO CERTA?

MACUMBEIRO EVANGÉLICO

DEUS ME ENGANOU!

Ora, existem centenas de textos no site sobre o mesmo tema. Leia-os todos, se puder.

O mesmo digo dos sonhos. Deve-se prestar atenção neles, mas não dirigir a vida por eles.

A vida da gente tem que ser conduzida pela Palavra revelada e pelo bom senso da pessoa conforme o espírito do que o Evangelho revele como caminho de vida.

Somente isto...

O mais é cereja no confeito...

E mais: nenhuma profecia me fará seguir por um caminho, por mais fantástica que ela seja como “revelação”, a menos que apenas conforme o que já está eternamente revelado como caminho de vida no Evangelho.

Quanto às coisas que ainda estão por vir, creia: tanto a profecia como genuína revelação espiritual, como também a para-normalidade, como fenômeno também mental/espiritual — entram no ambiente do futuro [o qual é apenas uma categoria do tempo/espaço, e não um milagre no mundo do espírito] com a mesma sintonia.

O futuro só não é para mim, mas, para Deus, tudo é.

Ora, o futuro não é como é porque seja fixo e esteja escrito de modo determinista [Deus não é determinista, o homem sim]. O futuro só não existe para mim, que vivo no tempo/espaço. Entretanto, de algum modo, quem entra em tal ambiente de não-tempo e não-espaço, seja pela profecia seja pela simples para-normalidade, penetra o que sejam as alternativas e as variáveis possíveis do futuro. Entretanto, muitas vezes, lêem o que em nós já esteja determinado, não porque Deus o tenha determinado, mas sim porque nós já o tenhamos deliberado.

Sobre sua mãe ter lhe dado o dinheiro, creio que ela pode ter lhe dado como uma mãe dá quando tem. No entanto, melhor seria se você não tivesse contado nada a ela; pois, agora, você não saberá se ela deu apenas porque daria ou se deu a fim de agradar a sua expectativa “profética”.

Sobre seu “ex” que nunca vira “ex”, digo:

Creio que você esteja perdendo o seu tempo!...

Quem ama, ama; quem ama, é simples; quem ama, fica; quem ama, não domina e nem prende; quem ama deixa livre; quem ama não trai; quem ama tem prazer em fazer feliz.

Assim, me diga: ele ama você?

Ele gosta é de ter uma mulher dele, para ele, sofrendo de esperar...

Poço até vê-lo decorando a casa para a sua visita!...

E o que rolou lá? Rolou?

Assim, minha querida, você continua se quiser, mas a responsabilidade é somente sua.

Sobre seus sonhos leia aqui no site:

SONHOS CURAM...

Agora é com você!

Receba meu carinho e minhas orações no sentido de que a sua mente, em Deus, seja a sua melhor profecia.

 

Nele, que nos chama a andar apenas confiando e buscando o que é bom,

 

 

Caio

25 de fevereiro de 2009

Lago Norte

Brasília

DF