Português | English

Cartas

Pentecoste...por que?

Pentecoste...por que?

-----Original Message----- From: I. V. Sent: sexta-feira, 4 de julho de 2003 23:33 To: contato@caiofabio.com Subject: Pentecoste, por que? Mensagem: Olá, Pr. Caio, Estive no último domingo que o senhor estava falando na Catedral Presbiteriana...e só posso dizer que foi uma bênção! Aliás, quero agradecê-lo por continuar sendo canal de bênção e fortalecimento para minha vida espiritual. Tenho lido alguns livros seus, que muito têm me abençoado. Do domingo 30.3, quando o senhor esteve falando lá também até agora, já li A Árvore das Maldições, Batalha Espiritual, Brincadeira de Gente Grande, e estou lendo As Tábuas de Eva. Mas antes já havia lido o Confissões, e o Nephilim. E tenho na fila de espera, o Enigma da Graça. Isso, entre outros livros seus que já havia lido. Muito obrigada por fazer parte dos meus momentos de revelação de Deus. Cada vez que leio alguma coisa que o senhor escreve, aprendo mais sobre o Senhor, o Seu Amor, e a Sua Graça. Mas estou contatando o senhor porque tenho uma dúvida. Uma amiga acabou de me ligar com uma pergunta: O que eu sabia sobre o Pentecostes e por que o Espírito Santo desceu sobre as pessoas naquele dia...? Disse a ela que o Pentecostes era algo como que o encerramento das festividades da Páscoa; que acontecia 50 dias depois da Páscoa, etc. Mas, por que exatamente nesse dia o Espírito Santo desceu sobre aquelas pessoas que estavam reunidas em Jerusalém...não soube dizer. Há uma explicação para isso? Grata por sua preciosa atenção, e que Deus continue cuidando carinhosamente do senhor...como se vê Ele sempre lhe tem feito bem. I. V. ********************************************************************************************** Resposta: Querida amiga e irmã: receba meu abraço! Se você abrir qualquer comentário bíblico tentarão lhe dar uma resposta. Se o comentário for de linha interpretativa alegórica ou pentecostal...as respostas proliferarão conforme a imaginação do autor. Spielberg seria um ótimo interprete alegórico...pois não lhe falta “imaginação”. Eu seria bom nisso também, pois, Graças à Deus, minha imaginação também não é ruim. Mas prefiro ficar com a essência das coisas...e não partir para a “adivinhação”. O Dia…foi apenas aquele dia…porque aquele foi o Dia que o Espírito desceu. O importante não é a Data. O importante é que o Espírito desceu conforme a Escritura prometera—ver Joel 2: 28 e Atos 2 e 3—, e conforme Jesus prometera: Não vos deixarei órfãos...voltarei para vós outros. Na maioria das vezes os cristãos se preocupam com Datas e esquecem que a única Data que vale diante de Deus é o Dia Chamado Hoje. Hoje é Dia de Pentecoste... Qualquer dia seria dia de Pentecoste—mesmo que a Data fosse outra, ou mesmo numa terça-feira cinzenta, conforme Tiago de Melo—se naquele dia o Espírito tivesse sido “derramado”. Pentecoste é o apelido da data. Mas o dia de Pentecoste é Hoje. Um abração, Caio