Português | English

Cartas

Pastora, traída e sem direito a ser feliz?

Pastora, traída e sem direito a ser feliz?

-----Original Message----- Subject: Suportando uns aos outros (Ajuda) Caríssimo Rev.Caio Fábio, Que a Graça do nosso Senhor Jesus Cristo esteja com o senhor. Sou missionária e estou vivendo uma crise terrível! Atuando na área da família...depois de ter perdoado meu esposo...ele saiu de casa duas vezes...ter refeito a minha vida, me reerguido, pois creio que Deus pediu que eu o perdoasse...e assim o fiz. O coloquei novamente na minha casa, embora ele tenha vendido o nosso apartamento e simplesmente torrado todo o dinheiro com mulheres... Eu o aceitei de volta na casa que recebi de herança. Ele ficou desempregado, durante seis meses e eu carreguei...sem reclamar. Saí vários dias embaixo de chuva, acordando cedo, enquanto ele fazia o que eu queria fazer. Dizia que gostava de ficar em casa cuidando do nosso filho. Detalhe: ele cuidava muito mal, o menino emagreceu horrores, ficava sem banho às vezes... e eu trabalhando... Até que ele arrumou um emprego razoável e então saiu de casa, desprezando todo o meu esforço e resumindo tudo em ingratidão. Agora, eu estou ligada a ele até ele arrumar outra?!?!?! Detalhe: desde a primeira vez que ele saiu de casa que eu sou separada judicialmente dele, pois, tive que fazer isso...caso contrário, ele acabaria com todos os bens de nosso filho. Caso eu tenha que ficar aguardando uma providência divina, ficarei... Mas não acho justo que depois de sofrer tanto com um homem desses...ainda tenha que ficar submissa a ele, até ele arrumar outra pessoa... e se ele não arrumar? E ficar somente de safadeza na rua? Duvido que ele não tenha saído de casa por causa de alguma mulher... e eu tenho que ficar fiel a ele mesmo assim, até ter certeza? Por favor, Rev. Caio Fábio, confio no seu trabalho e no que o senhor pregou tão sabiamente sobre família. Embora tenha acontecido o que aconteceu na sua vida...hoje sei que estamos sujeitos a essas coisas, mas aquilo que nós pregamos permanece para sempre, pois não fomos nós que falamos, mas Deus que falou por nós. Sou missionária da família também, obviamente, não tão conceituada quanto o senhor, mas já vivo uma crise... Afinal, como vou aparecer diante de minhas ovelhinhas, se preguei tanto sobre família e agora acontece isso comigo? Como viver esse dilema? Já tive em crise com Deus, mas como não posso negar a minha fé, pedi perdão ao Senhor, sei que não posso abandoná-lo de forma alguma, ele é o autor e consumador da minha fé. Mas eu fiz tudo o que Ele me mandou, estava no centro da vontade Dele, meu marido aceitou a Jesus, estava inclusive atuante na Obra, até que começou a se afastar, mas este homem nunca foi cabeça do lar, sempre deixou tudo nas minhas costas. E o pior é que se eu não obedecer, ele me derruba fácil, pois sou uma figura pública na minha igreja e comunidade. Ele pode facilmente dar uma de "santo" e me incriminar por estar tocando a minha vida para frente. E agora, o que eu faço, será que depois de tudo que passei...não mereço ser feliz também? ou pelo menos tentar? Desculpa estar te importunando. Graça e Paz. Pastora XYZ *************************************************** Minha querida irmã: Casamento tem que ser um acasalamento de corpo, alma e espírito. Se não for assim...é ajuntamento...e pode até ter tido “papel passado” e “benção eclesiástica”, mas não é casamento...é só um casulo que não faz lagarta virar borboleta! Nesse caso, é apenas um evento social com aprovação em Cartório e Liturgia bonita. Leia neste site, em De Outros...um belo artigo sobre Divórcio e Novo Casamento. É bíblico e moderado. Você tem todo o direito...e agora até o dever...de acabar com essa farsa...para o bem de sua alma, de seu filho e de sua igreja. Seja franca. Comunique a igreja a separação judicial, que já existe. Dê um tempo...não se precipite. E se surgir alguém que você ame, admire, deseje e tenha comunhão de corpo, alma e espírito...case-se se esse for o seu desejo. O milagre de todo o casamento tem que acontecer antes do casamento: amor...e amor que inclui tudo—de Eros a Ágape. Continue sua vida...não deixe que aquilo que pode acontecer a qualquer um—e aqui neste site eu recebo milhares de histórias que fazem a sua ser um conto de ninar— se transforme numa tragédia que parece que só aconteceu a você. Divórcio é um horror! Mas viver assim...como você falou...é infinitamente pior. O que passar disto é legalismo de escribas e fariseus. Assumo responsabilidade diante de Deus pela opinião que acabo de lhe dar, caso a história seja conforme você contou. Receba meu abraço. Em Cristo, Caio