Português | English

Cartas

PASTOR, SERÁ QUE NÃO DÁ PRA “ALIVIAR”...E NÃO

PASTOR, SERÁ QUE NÃO DÁ PRA “ALIVIAR”...E NÃO "ABRIR TANTO"?

-----Original Message----- From: PASTOR, SERÁ QUE NÃO DAR PRA “ALIVIAR”...E NÃO ABRIR TANTO? Sent: quarta-feira, 14 de janeiro de 2004 12:30 To: contato@caiofabio.com Subject: FICO COM VERGONHA DA IGREJA, E NÃO QUERO TER Mensagem: Oi pastor Caio Fábio! Em primeiro lugar, perdão por tomar a liberdade em escrever-lhe, já que sou apenas uma desconhecida para o senhor. Mas, achei espaço neste site, e então resolvi fazê-lo. Segundo, quero externar a minha admiração por sua vida e trajetória, tão conhecida do nosso povo. Li seus livros, creio que quase todos. Ouvi suas mensagens, através da TV, em fitas de vídeo ou cassete. Tenho caixas cheias delas. Leio também as coisas que me chegam às mãos, pois como disse, sempre fui admiradora daquilo que escreve e fala. Conheço muito pouco do que lhe aconteceu; apenas o que foi publicado, falado, enfim... Como muitas pessoas, creio que sabe, sofremos com seu sofrimento, oramos... "tem misericórdia, Pai!" Hoje, lendo alguns escritos neste site, meu coração fica apertado e entristeço-me, porque algumas de suas palavras "generalizam" o povo evangélico como um povo alienado, hipócrita, assim como seus líderes, que, segundo o senhor, trata-se da maioria. É muito triste ler isso e imaginar que não há verdade na igreja, no povo, na vida eclesiástica. Será? Eu sou uma pessoa simples, que acredita na oração, no poder de Deus, e que procura, em primeira instância, ver o lado bom das pessoas e da vida, sempre. Não sei se está entendendo o meu desabafo. Nem sei se me faço entender. É que às vezes a vida nos tira a simplicidade e eu não quero isso pra mim. Estou muito aquém de sua sabedoria, de sua oratória, de sua fantástica facilidade em expor aquilo que está no íntimo, e de extrair ensinamentos da Palavra de Deus; mas estarei orando pra que o Senhor Deus faça mais em sua vida, pois penso que as críticas ao sistema de nada valem, a não ser para nos deixar desesperançados. Os desabafos devem ser levados a Deus, que é o único capaz de nos entender, ensinar-nos perdão e derramar paz no coração, refrigério pra alma. Continue firme no propósito de ouvir somente a Deus e dedicar-se à simplicidade do evangelho de Jesus Cristo. Comecei pedindo perdão pela intromissão e termino fazendo o mesmo, sinceramente. Em amor, *************************************************** Resposta: Amada amiga: obrigado pelas orações e pelas palavras! Infelizmente, minha amada amiga, tudo o que digo é verdade, sem exageros para mais, só para menos, pois a coisa é feia mesmo...Se eu falasse para “mais”, então seria insuportável. Infelizmente, também, o que está lhe fazendo mal—ou seja: o que eu digo—, tem sido a salvação de milhares. É claro que as generalizações são apenas acerca de um fenômeno prevalente...e é prevalente...mas há milheres de excessões nessa mar de milhões de regras condizentes com minhas assevarações. Sinto muito que você se sinta mal. Espero que você se acalme e leia tudo com um bom coração, e pensando nos outros... na dor de muitos, da maioria, que não têm com quem falar. Vendo assim você será edificada. Mas, infelizmente, não posso fazer o filme a Vida é Bela a fim de enganar as crianças...a guerra está aí. Um abração. Nele, Caio *************************************************** -----Original Message----- From: EU AQUI OUTRA VEZ... Sent: quinta-feira, 15 de janeiro de 2004 02:19 To: contato@caiofabio.com Subject: FIQUEI PENSANDO... Boa noite pastor! Hoje, após ler sua resposta, o que fiz algumas vezes, pensei muito e me envergonhei. Depois, entrei mais algumas vezes no site "Caio Fabio" e fui lendo e relendo ... Desabafos, cartas, devocionais, enfim... li "um monte"... Fui à igreja... cantamos, oramos e, ao orar, lembrei-me mais uma vez do seu email-resposta. Sabe aquele friozinho que dá por dentro, um arrependimento de ter escrito ou dito o que não deveria por achar que excedeu-se, ultrapassou limites, intrometeu-se??? Perdão mais uma vez! Orei a Deus por mim, pela Igreja de Jesus e pelo senhor. Deus nos abençoe! A Paz! Ps. Ore por mim. sou filha de pastor, esposa de pastor, nora de pastor, cunhada de pastor. Nossa caminhada não é fácil, mas compensa servir ao Senhor Jesus, né? *************************** Resposta: Querida amiga: muita paz! Infelizmente a vida com Deus para uns é freqüência a um templo bem arrumado. Para outros é luta, é angustia, é desejo de mudança, é um clamor à conversão, é desassossego...até que haja conversão de mentes e corações...e a Palavra de Deus prevaleça. Quem me dera ter a opção de só falar de flores....eu teria que catar muito...procurar com lente de aumento...pois aquilo que me prende quando ando, não são pétalas, mas espinhos—a mim e há milhões! A verdade liberta, mas a camuflagem e a alienação apenas nos abismam em buracos mais profundos. A “igreja” ficou assim...como está...porque a verdade foi trocada pelas fachadas e pelas aparências; e estas são o produto dessa mentalidade “A Vida é Bela”...ou da versão cristã de “Poliana Moça”. Leia Mateus 23—isto para não dizer: leia os profetas, os Evangelhos e Paulo—, e você verá que edificação passa pelos porões da realidade; do contrário, não é edificação, é tapeação. Obrigado pelo seu carinho, pela sua reflexão posterior, e pela gentileza de sua segunda carta. Que Deus a guarde de todo mal, e também do mal da alienação. Há muito mais para encorajar a caminhada que as maluquices de “igrejas”. Quem olha para Jesus, ama o Evangelho, e se alegra na Graça, não teme nenhuma verdade, e mantém a fé simples e o coração esperançosamente doce. E, aqui, no site, as pessoas nunca são expostas. Os problemas é que são postos. E tenho a anuência de todos no que publico. Ou seja: não é o site querendo expor a crueza da vida; mas são as pessoas, vivendo em silêncio e dor os seus próprios dramas, dentro da “igreja”, é que escrevem pedindo socorro. Mas de mim não se espere nem mais nem menos. Este site é coerente com toda a minha história, tanto na clareza das respostas, quanto na proteção à identidade dos indivíduos, e de sua privacidade. Receba todo o meu carinho. Nele, que disse que certas coisas ditas no interior da casa seriam proclamadas da varanda, Caio