Português | English

Cartas

PASTOR, O SENHOR FALA EM UM MAL MENOR. O QUE É ISSO?

PASTOR, O SENHOR FALA EM UM MAL MENOR. O QUE É ISSO?

-----Original Message----- From: Raul To: caiofabio@evangelicos.com Subject: O que é um mal menor? Olá, reverendo! Leio tudo, tudinho que você escreve aqui...acho que entendo quase tudo, mas gostaria que você me desse um exemplo bem simples sobre esse negócio de escolher um mal menor. O que acho é que a gente se enrola muito é por aí...e a “igreja” parece que não acredita que nós somos pecadores. Tô certo? ____________________________________________________________ Querido amigo: É melhor engolir um mosquito ou um camelo? Imagine-se num paredão inclinado a uns 45 graus. Você está de sunga. Vai derrapar mesmo...não tem como evitar o escorregão...você já está escorregando...e vê que o paredão todo está crivado de cacos de vidro. Mas lá em baixo há um lago e, se você saltar, você poderá cair direto na água. Há riscos. Você não sabe a profundidade da água. Uma dúvida: será o lago profundo? Uma certeza: se eu escorregar daqui até lá em baixo, passando por todos esses cacos, chegarei completamente esfolado, com ferimentos em todos os lugares...e muita perda de sangue! O que você, instintivamente, fará? 1. Escorregará por todo o trajeto de vidros, esfolando-se? 2. Saltará o mais rápido possível para dentro da água, fazendo o possível para cair sem afetar o pescoço? Responda para você mesmo... Aí a decisão é pessoal! Minha escolha instintiva seria sempre a segunda. No barranco ou no precipício, o nome disso é acidente. Na vida, esses acidentes têm valor moral, ético e são objeto de um juízo. E felizes seríamos se o juízo fosse apenas um doce: Que burro! Mas não, o juízo é Raca: é um sem alma! Então, quando você tem que escolher entre o ótimo e o bom, você é um abençoado. Mas quando você tem que escolher entre morrer ou viver, você á chamado de desgraçado. Mas, eu garanto: se você estiver derrapando no caco de vidro ladeira abaixo, não pense duas vezes: pule na água. Água, é sempre água. Vidro, é sempre vidro. Os outros, são sempre os outros. Mas você, é só você. A vida é sua. E é para Deus que você dará conta dela! Um beijão, Caio