Português | English

Cartas

Pastor, minha mulher me traiu e não sei o que fazer...

Pastor, minha mulher me traiu e não sei o que fazer...

Mensagem recebida fora do e-mail de Cartas: Mensagem: Querido e amado irmão Caio Fábio, fico muito feliz de ver um servo de Deus que muito me ajudou no passado entrando novamente em na mídia, porque seu conhecimento dado por Deus é indispensável aos nossos corações. Amado Pastor por favor ajude a aliviar a mente de um servo de Deus, com palavras que creio que serão da parte de Deus. Sofri uma decepção no casamento. Minha esposa me traiu sexualmente no momento mais delicado de minha vida. Eu havia acabado de perder uma grande concorrência; e perdendo vario bens, e me individando muito... Senti que meu mundo acabou... Mas por que motivo pedi que ela ficasse em casa? Pensei muito na nossa filha de 04 anos! Não me imaginava vivendo sem a presença dela em meu dia a dia, pois amo muito minha filha. No começo foi muito difícil,pois a dor era muito grande... Talvez por machismo tenha abafado o caso. Acontece que sinto que desde aquele dia não sou mais amado por minha esposa, e na verdade nunca fui mesmo, porque se fosse ela não me trairia. Acontece que hoje, passado 01 ano, começo a me reerguer, mas ela não me “dá satisfação” de nada, compra o que quer sem me avisar, me trata mal, não cuida de mim, não é carinhosa e não demonstra amor, por mim e minha filha... Sei que não sou o marido perfeito e peço muito a Deus para reverter esta situação, mas sei que Deus só faz o que não podemos fazer; quero dizer: sei que a mudança também tem que partir dela. O meu desejo é que tudo se resolvesse mas vejo hoje a margem da desconfiança que foi criada: é enorme! Minha auto-estima caiu, nosso relacionamento sexual também, sinto que não a satisfaço mais... Além disso, ela trabalha em plantões cuidando de uma paciente, ficando as vezes 03 dias fora de casa. Fica esta desconfiança não sei se ela esta no trabalho ou na rua... Ela não sente falta de sexo ou de carinho... As minhas torturas são: Quero ser feliz e sei que nosso Deus não me fez para sofrer assim... Amo minha filha e a melhor educação e amor seria o que sei que posso dar a ela. Aprendi que Deus repudia o divorcio. Estarei amaldiçoado para sempre, sendo eu o adúltero e ela também? Como me sinto torturado! Congreguei numa igreja histórica 21 anos de minha vida, mas descobri que sempre quis mais de Deus; hoje estou numa igreja pentecostal, onde aprendi a ver Deus de outra forma, para melhor é claro. O problema não esta na igreja mas sim no meio que nos cerca, mas aprendi a depender mais de Deus, e sei que Deus só tem compromisso com quem tem compromisso com Ele. Tenho compromisso com Deus mas quero muito ser feliz, e sei que você é habilitado a falar deste assunto... Como eu preciso de Deus em minha vida! Gostaria de ter uma família equilibrada, mas, às vezes, sinto que isto não será possível com ela ao meu lado. Hoje eu valorizo coisas que para ela não dizem nada; e educo minha filha nesses padrões, respeitando as coisas do Senhor Deus, tendo reverencia nas refeições, orando sempre e odiando o pecado e as facilidades deste mundo, pois aprendi na dor a levar as coisas de Deus a sério. Enfim, ficarei muito grato se obtiver resposta, na minha adolescência (tenho hoje 27 anos),fui muito ajudado pelo aconselhamento da Vinde. Deus esteja a cada tia abençoando o irmão ********************************************* Resposta: Meu amado irmão: Que o amor de Deus o cubra! Serei objetivo. Não entenda minha objetividade como nada além de um urgente desejo de ajuda-lo. 1. Sua esposa não ama você. Tudo o que ela quer é estar longe de você. Até mesmo a filha—que ela possivelmente ame com algum instinto materno—, tem sido tratada sem amor e cuidados. Você e sua mulher não estão mais casados—se é que já estiveram!—, e a continuidade de vocês nesse tipo de relacionamento fará apenas com que toda sorte de doença de alma cresça dentro de sua vida e de sua casa. 2. Não quero falar dos “plantões” dela. Mas sei que mesmo dando plantões de verdade, uma mãe pode cuidar da filha. No mundo moderno até os presos de Bangu dão um jeito de ligar “pra boca”. 3. Sua insistência nessa doença fará você virar um ratinho amargurado, andando sempre em círculos, perdido em sua alma... 4. Separe-se dela com dignidade. Aprenda com José, pai de Jesus, que iria deixar Maria discretamente, a fim de não infama-la. E por que? Porque era homem bom e piedoso! 5. Você tem todas as razões bíblicas e humanas para se separar de sua esposa. Aqui neste site, em Cartas, você lerá uma infinidade de situações iguais à sua. 6. Quanto a Deus “odiar o divórcio” e se você vier a optar pelo divórcio vir a tornar-se adúltero para sempre, devo dizer duas coisas: a) aqui no site você saberá que não é assim—leia os textos, apenas para eu não repetir a mesma coisa que já disse a outros; b)você não a traiu; ela é que traiu você; portanto, você está mais do que livre, especialmente porque ela não quer você. 7. Eu poderia ficar aqui falando do “Divórcio” a fim de “pacificar” o seu coração quanto ao seu exercício. Mas não farei isto. O simples fato de você me escrever sabendo que sou um homem “divorciado” e que casou outra vez, inconscientemente, já diz a você que viver em adultério não é que alguns na “igreja” dizem. Esse assunto é nauseante. E na “igreja” ele é tratado com hipocrisia e mentira. 8. Lamento que você tenha ido para uma “igreja” que não é capaz de ajudar você numa coisa tão básica quanto esta. Isto apenas revela que você está confundindo Deus com “igreja”. A “igreja” é o meio. Deus é Aquele que está acima do meio. Portanto, admita que você está num lugar que é bom para quem não tem uma infelicidade como a sua para carregar. E mais: admita que você está também morrendo de medo de se separar e vir a ser tratado como um crente de segunda categoria para o resto da vida; pois é assim que “igrejas” como a sua, na maioria das vezes, procedem. Então, vamos tirar essa mascara e vamos encarar os fatos. Não deixe que sua preciosa vida seja decidida por um monte de doentes que não têm compromisso com a Graça de Deus e, muito menos, com você. 9. Procure um bom advogado e inicie o processo. Dê a ela todas as condições legais e cristãs nesse divórcio. Mas demande cuidar, você mesmo, de sua própria filha. 10. Estou dizendo tudo isto com vontade de falar muito mais coisa acerca de sua “teologia”, que anda mal das pernas. Sua visão de Deus está toda torta. Seu Deus tem que ser “bancado”, do contrário, o cara tá ferrado. Sinto muito, mas o Deus que conheço em Cristo não é assim. Mas como vi que seu código de área é do Rio, gostaria de pedir que você entrasse no Home do site, na área “Café com Graça”, pegasse o telefone, e desse uma passadinha por lá. Há muito mais a lhe dizer, e num momento como este, sinceramente, não vejo lugar melhor para você estar até que sua alminha seja refeita do que o Café. Depois você vai para onde desejar, porém, irá curado. Depois que as feridas sararem, você encontrará alguém que vai amar e respeitar você. Não tenho nenhuma dúvida acerca disso. Você será feliz. Mas pare a “sangria” agora. Tudo o que digo a você o faço na presença de Deus, com boa consciência e sem nenhum temor diante de nada. Sei que Deus sabe que falo a verdade. Esta é a confiança! Um beijão, Caio