Português | English

Cartas

O QUE VOCÊ DIZ DA PROPAGANDA SUBLIMINAR?

O QUE VOCÊ DIZ DA PROPAGANDA SUBLIMINAR?

-----Original Message----- From: O QUE VOCÊ DIZ DA PROPAGANDA SUBLIMINAR? Sent: domingo, 29 de fevereiro de 2004 00:06 To: contato@caiofabio.com Subject: O SENHOR PERMITIRÁ QUE NOS CONTROLEM? Mensagem: Saudações Reverendo!! Estive num site, agora há pouco, sobre Mensagem Subliminar. Acredito que o senhor deva conhecer. E o assunto me deixou assustadoramente intrigada. Será que somos tão "manipuláveis" assim?? o senhor acredita nisso? e o pior de tudo: não tem como fugir, porque é algo captado pelo inconsciente e está em todos os lugares, sem percebemos. Se não tem como fugir, como nós cristãos, ficamos diante disso?? Podemos ser a qualquer momento manipulados?? O Senhor permitiria?? Devemos nos preocupar seriamente sobre isso? O que o senhor pensa a respeito? Abraços! **************************** Resposta: Minha querida: Verdade e Lucidez sobre você! As mensagens subliminares existem e tem poder. Quando você aprende a discernir passa a identificar muitas delas. Todavia, as mais subliminares mesmo, a mente não tem como detectar, visto que elas acontecem em “frames” de segundo, em lapsos que a mente não “vê”, mas o inconsciente capta. Minha recomendação é a seguinte: 1. Não se impressione com os sites evangélicos que tratam do assunto. São, em geral, muito alarmistas e apocalipsistas. São daquele tipo que vê tentativa da Disney de fazer todas as criancinhas virarem gays, e que ouvem disco ao contrário...pra ver se há alguma mensagem “satânica”. Esse pessoal é neurótico. Se você pegar até mesmo uma fita com a leitura do Evangelho e tocar ao contrário, você ouvirá frases estranhas. Já fiz isto até com a leitura bíblica, apenas para provar que tais “frases” são aleatórias, e que acontecem em qualquer situação, e não apenas nos discos de Rock. 2. Veja os sites técnicos sobre o assunto. Alguns são equilibrados. Vale aprender como tais técnicas são praticadas...mas não é para ficar assustada. 3. A propaganda subliminar tem poder, mas não tem todo esse poder a ela atribuído. Ela influencia, mas não determina. Você continua a ter mais poder do que qualquer propaganda subliminar, especialmente se você não é boba, e sabe da existência de tais “meios” de indução e manipulação. 4. O Senhor nos adverte quanto a “não ficarmos sobrecarregados com as conseqüências...” de certos comportamentos sociais. O texto é Lucas 21: 34-36. Ou seja: Ele não advertiu apenas contra a prática de certas coisas....mas também quanto a entrega da lucidez ao fluxo inconsciente... Sobretudo, Jesus advertiu acerca das “conseqüências” de tais comportamentos...e que ficam existindo como “massa inconsciente”. Ora, todas essas existências são reais. O Inconsciente Coletivo também é essa “acumulação” de produções humanas, e que se “estocam” de modo invisível num grande banco de dados, emoções, sentimentos e “espíritos” que nos cercam na vida. Quando falo de “espíritos” não estou falando de entes conscientes de si mesmos—que obviamente também existem, mas trata-se de “outro departamento”. Falo sim da cultura invisível, do sentir que se coletiviza sem que as pessoas possam discernir. É aí que a propaganda subliminar tem mais poder...ou tem seu poder. 5. A advertência bíblica é para que se “vigie em todo tempo”...a fim de que não se seja enganado. 6. A Propaganda é sem dúvida um dos “novos demônios”. Ela trabalha a fim de criar necessidades, roubar interesses...os dos concorrentes, e oferecer satisfação pela via do consumo...ou da escolha de algo que “faz falta”, e que não ter significa “estar perdendo”. Quem tem essa consciência não precisa ficar neurótico, mas apenas de olhos bem abertos. Quanto ao mais, não há dúvida de que as próximas duas décadas serão poderosas na manifestação desses meios de indução, manipulação e controle. O Brasil é um país altamente impressionável por tais coisas. Mas a América é o país onde tais manipulações mais estão presentes, até porque a ingenuidade do patriotismo americano ajuda muito a abrir as mentes para as manipulações. Não há nada novo em nada disso. Quem é sábio, sabe; e fica atento; mas não neurótico. Um beijão, Caio