Português | English

Cartas

O QUE EU FAÇO COM MEU DESEJO?

O QUE EU FAÇO COM MEU DESEJO?

-----Original Message----- From: O QUE EU FAÇO COM MEU DESEJO? To: contato@caiofabio.com Subject: MASTURBAÇÃO E DESEJO Mensagem: Graça e Paz do nosso Senhor Jesus, meu irmão. Sabe, a minha história é meio complicada, e, com toda certeza, um assunto que, realmente, me entristece. A verdade é que tive uma infância um pouco desregrada. Isso porque quando estava na faixa de 12 aos 15 anos eu tinha algumas amigas (da mesma idade que eu) que sabiam muitas coisas sobre sexo. Foi com elas que eu aprendi o que era a masturbação e outras coisas. Dessas outras coisas a que me referi, me considero totalmente restaurada, mas tem uma coisa que me persegue desde aquele tempo e não consigo me libertar: a masturbação. Eu amo, verdadeiramente, o meu Senhor, mas com muita freqüência caio nesse pecado. Deus conservou-me a virgindade e engrandeço o seu nome por este motivo. O meu namorado não é mais virgem. Ele perdeu a sua virgindade quando era do mundo, mas mesmo depois que conheceu o Senhor, ele ainda caiu algumas vezes no pecado. Estamos namorando há somente 5 meses e estamos tentando manter um namoro sadio na presença do Senhor, mas algumas vezes, temos nos beijado de maneira mais quente e depois ficamos um para cada lado, com vergonha de Deus, e com vergonha um do outro. Ele é o homem que eu desejo me casar, e vejo que ele também crê que eu seja a mulher de sua vida. Precisamos da sua ajuda, pois sabemos que é o Senhor quem fala através de você, e que é Ele quem nos consola e quem nos mostra onde está o nosso erro e nos restaura com o Seu imenso amor. Ficarei muito grata se puder me pastorear em um momento como este. Um abraço fraternal em Cristo Jesus!!! E desde já, muito obrigada... ____________________________________________________________ Resposta: Minha querida amiga: Paz e Alegria sobre você! Como não entendi qual seja o seu problema—aliás, os seus problemas são o sonho de consumo de todas as meninas—decidi não usar a minha própria imaginação para construir pelo menos umas cinco questões de cada momento, tom, fase e estação de sua carta. Sua carta não faz nenhum pergunta, mas abre muitas questões, de mim para você. Mas não é este o caso agora. Por isto, prefiro apenas dizer o seguinte: SE VOCÊ AMA AO SENHOR DE TODO O SEU CORAÇÃO, E SE SUA QUESTÃO EXISTE DE FATO, ENTÃO APENAS FAÇA O SEGUINTE: AJOELHE-SE AGORA, E DIGA: SENHOR JESUS, EU SEI O QUE É A VERDADE. POR ISSO, MOSTRA-ME O TEU CAMINHO. LIVRA-ME DO AUTO-ENGANO. EU SEI QUE TU SABES O QUE É VERDADE EM MIM. PERDOA-ME POR PERGUNTAR, SE NÃO QUERO SABER. E PERDOA-ME POR PERGUNTAR, SE SEI A RESPOSTA. REVELA-ME A QUESTÃO QUE EU SOU! EM TEU NOME, AMÉM! Bem, agora que você fez isto, creia: Deus vai dizer a você a verdade. Creia e viva por meio dela. E seja grata. Afinal, seu problema é a resposta de oração de muitas meninas espalhadas pela terra. Um grande abraço, Caio