Português | English

Cartas

O “PECADO CONTRA O ESPÍRITO” COMO SINTOMA DE ESQUIZOFRENIA!

O “PECADO CONTRA O ESPÍRITO” COMO SINTOMA DE ESQUIZOFRENIA!

 

----- Original Message -----

From: O “PECADO CONTRA O ESPÍRITO” COMO SINTOMA DE ESQUIZOFRENIA!

To: <contato@caiofabio.com>

Sent: Thursday, February 26, 2009 3:21 AM

Subject: Li o site todo, mas ainda estou com a mesma angustia...

 


Olá, primeiramente gostaria de pedir desculpas, porque eu também vendo que o senhor não me respondia achei que o senhor era arrogante, e depois vi sua mensagem no site e fiquei arrependido de ter achado isso do senhor, afinal deve ser impossível responder a tantas cartas, cada uma especificamente para aquela pessoa, com todo amor e dedicação e ainda ter tempo para lazer e trabalho, então, por favor, me perdoe pastor.
Antes de fazer a minha pergunta gostaria de mostrar que realmente pesquisei sobre a minha duvida, mas mesmo depois de tudo que li, todas as perguntas e respostas, ainda sim eu continuo com a minha paranóia segue os links de que eu realmente pesquisei:

http://www.caiofabio.com.br/2009/conteudo.asp?codigo=01201
http://www.caiofabio.com.br/2009/conteudo.asp?codigo=01121
http://www.caiofabio.com/2009/conteudo.asp?codigo=02736

Bom, minha duvida é se pequei ou não contra o Espírito Santo...

Há algum tempinho atrás eu estava muito irritado com Deus, e na época passava uma reportagem no jornal sobre a corrupção política na cidade do Espírito Santo; eu, vendo ela, pensei: "putz ate numa cidade com esse nome da corrupção, aonde esse mundo vai parar"; até que subitamente eu pensei a seguinte coisa: "faz jus ao nome" — tipo nem extremamente irritado com Deus eu falaria uma coisa dessas, e ainda sim eu pensei isso, eu realmente nem sei dizer se eu é que pensei ou se veio do nada, só sei que veio e nem deu pra impedir...
Eu já tive uma passagem similar com essa duvida e doeu muito, mas o próprio Deus me salvou...
O fato é que desde que eu li em Mateus a passagem "aquele que falar contra o Espírito Santo não tem perdão, visto que é réu de pecado eterno" e em Lucas a mesma coisa “aquele que blasfemar contra o Espírito Santo não terá perdão nem nesse mundo, nem no porvir" eu tenho ficado meio paranóico, do tipo achar que qualquer coisa eu blasfemo contra o Espírito Santo, até coisas que eu falo a Deus como "deus é cruel!" ou "deus me odeia" e outras coisas do tipo eu fico meio paranóico (falava na época que estava magoado com Deus por achar ele injusto, mas não vem ao caso, mas caso o senhor queira saber eu explico tudo, mas acho que nessa carta em questão não vem ao caso).
O fato é que há algum tempo eu queria voltar pra Deus mas essa duvida me impede totalmente disso, até atos de fé eu não consigo fazer pra agradar a Deus, visto que se eu blasfemei, eu não tenho perdão mesmo... E ser feliz com essa culpa é impossível, como disse Paulo:  "aquele que crer em Deus só para as coisas terrenas será o mais infeliz dos homens"; e pra piorar todas as orações que eu faço pra Deus e pedidos de ajuda estão sendo ignorados, principalmente essa resposta que eu venho pedido pra ele, e ele não me responde; isso reforça esse sentimento de culpa em mim...

O que eu realmente gostaria de saber é: Responda-me com toda sinceridade, o senhor acredita que Deus considere que eu blasfemei contra ele, naquele pensamento, ou em qualquer das coisas que eu falei com ele quando estava magoado com ele? (mas eu nunca xinguei ele de nada diretamente, só contestei a justiça e amor dele).
E a segunda duvida é o que realmente Jesus quis dizer sobre blasfemar contra o Espírito Santo?

Por favor, me explique com todas as letras pra mim nunca mais cair nessa armadilha novamente e carregar uma culpa gigantesca como essa, é horrível... E já tive isso duas vezes.
Mas uma vez me perdoe pastor, mas tudo que pesquisei não foi suficiente e essa culpa ainda não sai de mim, eu te peço com todas as forças que o senhor me ajude a tirar isso de mim e nunca mais me deixe cair nisso novamente, pois isso hoje é a única coisa que esta impedindo eu de voltar pra Deus totalmente...
Obrigado e mais uma vez me perdoe pela visão precipitada que tive do senhor, que Deus te abençoe em tudo o que o senhor fizer.
_____________________________________
Resposta:

 

Meu irmão querido: Graça e Paz!

 

No contexto dos evangelhos pecar contra o Espírito Santo é, sobretudo, saber que Deus está em operação de amor e graça, mas como tal ato divino não nos seja conveniente [como não eram os atos de Jesus convenientes para os fariseus, o saduceus e líderes do Templo] — então, deliberada e conscientemente, por interesse de ver até o amor de Deus morto, desde que nosso poder e controle não sejam perdidos sobre os homens, dizer-se que as obras de Deus são obra do diabo, de Belzebu, conforme nos evangelhos.

Ora, isto e muito mais você já ficou sabendo nos links que leu e me enviou como prova de leitura. Rsrsrs.

Seu problema, portanto, nada tem a ver com questões, pois, as respostas você tem; e mais: tem o “diagnóstico” também, visto que toda hora você mesmo alude a estar “meio paranóico”.
Você sabe que não pecou contra o Espírito Santo! Sim! Você sabe!

Portanto, o que há com você é outra coisa!...

O que é então?

Ora, sua alma está tomada de algo mais profundo e que também altera o seu padrão de pensamentos, sempre levando você ao mesmo tema: o pecado contra o Espírito Santo.

Assim, o problema é mental...

É fixação temática e que surge como resultado de profunda alteração mental.

Você leu os links e sabe que não pecou contra o Espírito. Mas isso não adianta para você; posto que você precise se angustiar com o tema como álibi para sua pulsão inconsciente de se culpar.

Não brinque com o processo, não por causa de Deus, posto que Deus saiba tudo; e mais: Ele sabe que quem sofre com o que você sofre nunca pecará contra o Espírito Santo.

O “processo mental”, no entanto, é totalmente perverso e pode levar você a algo pior; ou seja: a uma esquizofrenia braba.

Assim, nada do que você me disse tem a ver com fé ou falta de fé, mas apenas com ausência de saúde mental e falta de segurança espiritual a fim de lidar com o “processo mental”, sabendo que nada tem a ver com Deus, mas apenas com sua cabecinha.

Pela sua carta dá pra ver que você sabe que o problema é outro, posto que você mesmo já tenha tido essa crise antes e dela tenha saído, como você disse, por ter sido salvo por Deus.

Portanto, você sabe que não nada com Deus que você tem, mas exclusivamente com sua própria cabeça.

Entretanto, quando o “processo” se instala, você esquece tudo e se pune como se fosse verdade.

Desse modo, meu mano, sugiro a você que procure com urgência um Psiquiatra.

Sim! Um Psiquiatra e não um psico-terapeuta; posto que, antes de tudo, você precise de medicação a fim de acalmar a sua mente. Depois, então, o psico-terapeuta será muito útil.

Mas se você não vier a crer no que lhe digo, e insistir no que não é o problema [o suposto pecado contra o Espírito Santo] — então, meu mano, o processo mental se firmará de modo muito negativo, possivelmente iniciando um processo esquizofrênico.

Medicamentos nessa hora são essenciais!

Creia no que lhe disse e procure ajuda médica HOJE.

Espero poder lhe ser útil, mas somente o serei se você se ajudar AGORA.

Receba meu carinho e amor!

 

Nele, que nos chama à paz e à confiança em Seu amor,

 

Caio

26 de fevereiro de 2009

Lago Norte

Brasília

DF