Português | English

Cartas

O OUTRO LADO DA MOEDA

O OUTRO LADO DA MOEDA

Amado amigo Levy: Paz e Muita Vida sobre você! Sua carta me fez muito bem. Certas cartas que aqui recebo são contribuições dos que me escrevem a minha própria vida. Sua carta foi uma dessas! Responderei as suas perguntas no corpo de sua carta, onde elas foram feitas, pois não quero responder de sua carta nada mais que aquilo que você perguntou; afinal, para mim ela é um alento, um testemunho de que vale a pena fazer o que estou fazendo, e ministrar por essa via na qual hoje estou ministrando. Volto depois do corpo de sua carta. ***************************** -----Original Message----- From: Levy Borges Sent: quarta-feira, 17 de dezembro de 2003 17:32 To: contato@caiofabio.com Subject: O Outro Lado da Moeda Graça e Paz meu irmão! É uma alegria pra mim ter a oportunidade de comunicar com você. Sou também um dos muitos que já foram alcançados através de alguns de seus testemunhos e palavras da Graça de Deus. Não é uma novidade, mas as palavras da Graça de Deus que estão sendo transmitidas através de você são como uma esperança, nos dias de hoje, de sermos conhecidos não por aquilo que não fazemos, mas por aquilo que habita dentro de nós. Observamos que a "igreja" pouco tem observado o que Paulo realmente queria dizer que a justificação vem pela fé em Jesus , não de obras para que ninguém se glorie... Com certeza, também, as nossas obras não compram o direito de sermos mais "santos" ou "espirituais", pois a Cruz foi, é e será sempre suficiente para refazer o caminho que leva a Deus. E através da Cruz, as nossas obras expressam nossa gratidão por tudo aquilo que foi feito!! Infelizmente, as vezes o termômetro da espiritualidade e santidade está ligado justamente em produzir uma imagem de assíduo freqüentador de igreja. Por outro lado, as palavras de Graça ministradas através de você nos mostram o Outro Lado da Moeda. E Graças a Deus que existe o Outro Lado da Moeda !! Pois o Lado que a igreja insiste em mostrar, na maioria das vezes fala apenas de uma aparência exterior limpa, mesmo ao custo de um peso interior grande, em que o exterior é apenas fruto de regras e limites estabelecidos de um conduta moral aos olhos do próximo. E muitas vezes não convencemos nem a nós mesmos , quanto mais os outros. O que dizer irmão, quando tentamos agradar a Deus através de nossos esforços, ou seja, a competição agora passa a ser quem consegue expressa-se melhor, quem consegue ser visto com um bom irmão; ou seja, anulamos o Sacrifício feito por Jesus, como se nós pudéssemos agradar a Deus com nossa performance. Tenho compartilhado com minha esposa, sobre as palavras da Graça de Deus e o que mais nos deixa impressionados é que nós fomos criados desde criança na igreja, sendo líderes e mais e apenas agora ( depois de 30 anos) podemos visualizar um pouco do que Paulo queria dizer nas cartas as igrejas. Espero e oro a Deus para que consigamos visualizar mais!! Mas, Graças a Deus, que existe o Outro Lado da Moeda!!!! E você é um dos responsáveis, para que a Moeda não pare apenas em um Lado, não seja uma moeda viciada. Você tem sido muito usado por Deus através de suas palavras. Deus te deu um privilégio de ser um vaso nas mãos Dele, não porque você é mais especial do que qualquer um, mas pela Misericórdia e Graça de Deus... Como diz: " Terei Misericórdia de quem Eu quiser".. E Ele teve sobre tua vida!! Permita-me chamá-lo de Mestre, porque creio que mestre não é aquele que induz o discípulo a ser como ele é, mas é aquele que faz o aluno a entender a si próprio dentro Daquele que nos Amou... Gostaria, de como um aluno interessado em sempre aprender mais da vida, registrar algumas perguntas: 1) A revelação dessa Graça de Deus na sua vida começou já com sua conversão ou a medida que em você caminhava com a igreja se percebia essa diferença de posição? Digo Lei X Graça. Resposta: Dou graças a Deus por ter conhecido o reverendo Antônio Elias ainda em minha infância. Foi nele que pela primeira vez vi a diferença entre um homem da Lei e um homem da Graça. Logo depois papai se converteu, e mergulhou de cabeça na leitura da Palavra, discernindo com profundidade o significado da Graça de Deus, conforme o Evangelho. Quando eu vim a me render ao amor de Deus, já havia essa esteira sob meus pés. Tomei a Palavra, mergulhei em sua leitura, e comecei a andar conforme minha consciência discernia. Para mim nunca houve dúvida acerca de em que se fundamentava a minha caminhada. Eu sabia que só era possível andar e crescer na Graça de Deus. Mas sem dúvida tudo isso tem implicado num longo processo. 2) O entendimento desta posição nos faz caminhar dentro da igreja com dois ouvidos, ou seja, com um ouvido se ouve a Lei e desconsidera, e o outro ouve a Graça, e aceita. Não seria isso um ato de "hipocrisia" nossa? Resposta: De fato eu penso que já não se ouve mais da Graça na “igreja” faz tempo. Num certo sentido, na “igreja”, a Graça tem sido apenas um doutrina; em alguns lugares "mais uma doutrina". O que a “igreja” ouve mesmo é a Lei. E o que ela respeita, o faz pelo temor da Lei. No geral a “igreja” ainda não conhece a Graça, nem mesmo a igreja reformada. Uma coisa é conhecer uma "doutrina". Outra completamente diferente é provar aquilo como realidade existencial. 3) Qual é a relação da Dor na formação da Graça? O seu último livro foi escrito após muita Luta e Dor... a pergunta é se a revelação da Graça foi aumentada com a Dor, ou se por outro lado a Graça é que faz aumentar a Dor? O próprio Jesus enfrentou a Dor e transmitiu Graça. Resposta: Neste mundo caído não há conhecimento da Graça sem dor. Há espinhos e abrolhos. Vivemos fora do jardim. Nossa natureza é caída. Sofremos. Nos enganamos. Somos orgulhosos e duros de coração. Sucumbimos com extrema facilidade a muitos ardis, especialmente os que acontecem dentro da religião (é mais fácil pensar que algo é do diabo num bordel, não numa “igreja”). Não é a dor que gera a Graça. É por pura Graça que somos entregues à dor, a fim de que a Graça, outra vez, nos alcance fazendo com que a dor gere e produza algo bom em nós. Isto está presente no ensino apostólico como um todo. Como todo aluno, às vezes as perguntas são básicas, mas não deixam de ser dúvidas... A propósito, você poderia indicar algum local para aquisição do " Enigma da Graça", pois tenho tido dificuldade em acessar a Loja virtual. Resposta: Pode escrever para o Café com Graça (o endereço está no Home do site. cafecomgraca@caiofabio.com ) Lá no Café você será atendido. Por último, gostaria de deixar um abraço virtual. Espero um dia poder abraçá-lo pessoalmente. Em Cristo, que nos revela o Outro Lado da Moeda! Levy P. Borges ***************************** Resposta: Meu amado irmão, será um prazer abraçá-lo em breve. Obrigado pelo carinho, e continue a ler e divulgar o site. Receba meu beijão. Nele, que é o nosso tesouro, Caio