Português | English

Cartas

O ENIGMA DA GRAÇA EM MINHA VIDA!

O ENIGMA DA GRAÇA EM MINHA VIDA!

 

 

 

 

 

----- Original Message -----

From: O ENIGMA DA GRAÇA EM MINHA VIDA!

To: contato@caiofabio.com

Sent: Monday, April 30, 2007 12:07 PM

Subject: O enigma da graça em minha vida

 

 

Ontem acabei de ler “O Enigma da Graça”. Não por coincidência, hoje completo 42 anos. Foi uma viagem ao meu passado. Me vi e vi os ciclos de vida que passei em muitos trechos desse livro.

 

Percebi como sorrateiramente deixei a Graça e deixei-me levar pela minha própria concupiscência para o lado da Teologia Moral de Causa e Efeito.

 

Esta era uma semente em sono profundo, plantada pelos princípios morais da Escola Dominical e pela formação familiar. Veio a germinar, crescer e ficar forte no surgimento dos movimentos pentecostais oriundos das igrejas chamadas “tradicionais” e das “comunidades evangélicas” de jovens “rebeldes”, que a semelhança da música da Elis Regina, queriam viver como os seus pais (julgando, mandando e penalizando — só que de maneira empresarial...).

 

Vi-me nas inúmeras vezes em que clamei a deus (com d minúsculo mesmo), evocando uma resposta (ou exigindo mesmo...) fiado em minhas obras de “santarrice”, fidelidade à causa “dele”, infalibilidade em entregar os dízimos e ofertas, aos sofrimentos pessoais e familiares pelo ”ministério”... E por aí vai. Exigindo meus direitos - segundo alguns líderes, garantido pela bíblia - se eu estivesse “limpo” diante de “deus”. No popular, “cobrando a fatura” espiritual.

 

Tive meus dias de Jó, onde as dificuldades que me alcançavam deixavam inquietos aqueles “amigos de Jó” que conheciam minha sinceridade com relação às coisas que eu pensava serem de Deus. Não foram poucas as vezes em que meu caso era “analisado” com um check-list espiritual, buscando causas. Não houve “ministração de cura e libertação” ou “seminário de quebra de maldição” que revelasse o motivo de alguns fatos na minha vida.

 

Hoje sei que foi somente a soberania de Deus chamando-me a consciência da necessidade da volta ao aprisco da Graça, da qual nunca deveria ter me afastado.

 

Hoje estou consciente que a vida é injusta, pelo fato dela se desenvolver em um mundo caído e carente da glória de Deus. Internalizei que a Graça é o único meio dado por Deus para que eu tenha paz na vida, independente da justiça ou injustiça. Passei a conhecer e aceitar minhas limitações, vivendo conforme aquilo que conquistei (sem deixar de buscar na Graça Dele a realização dos meus sonhos). Sei que oração não é sistema “Lair Ribeiro Gospel” de confissão positiva para ser vitorioso, mas é o que a verdade de minha alma expressa ao meu Senhor, para que venha fortalecimento Dele para enfrentar as dificuldades do cotidiano.

 

Aprendi com meus conflitos expostos à luz da Palavra a ser gente. Gente que não tem medo dos paradoxos de cada mundo pessoal dos que me rodeiam. Sem julgamentos, sem fórmulas, sem orações “fortes”, sem herbalife evangélica que dá o mesmo regime “celular”, como se todos fossem iguais.

 

Tenho visto como Deus é livre para atuar para além do limite da cerca de arame farpado evangélico. Vejo católicos e espíritas mais sensíveis à vida que os crentes, mais atentos a ouvir a Palavra de vida sem preconceitos.

 

Louvo a Deus por ter te dado este PORTAL INVISÍVEL — conforme sua ministração no encontro das estações que ouvi — onde além de mim, milhares de outros têm sido chamados à Graça e outros tantos advertidos do seu equívoco, engano ou de sua safadeza descarada mesmo.

 

Que o Senhor multiplique a extensão do alcance da mensagem colocada por Ele na sua boca !

 

De minha parte conte, além de minhas orações, com o apoio material que puder oferecer.

 

Eliézer

Santo André/SP

_______________________________________________

 

 

Resposta:

 

 

Querido amigo Eliézer: Graça e Paz!

 

 

 

Feliz aniversario meu irmão!

 

 

A existência é o enigma que a Graça abre e explica sem as lógicas da morais fixas.

 

Na Graça a perversidade da existência perde seu ferrão. Retirada a ilusão de que este mundo pode ser bom e justo sempre, fica a paz quando se anda na Graça, e quando nela se tira proveito de tudo para o bem.

 

Na Graça de Deus tudo faz parte... As coisas antes tidas como “alienígenas” se tornam simplesmente parte da Obra do Tapeceiro.

 

Na Graça não há sorte e nem azar.

 

Na Graça só há Graça.

 

Na Graça há o que é, pois somente assim nos tornamos o que devemos ser.

 

Na Graça acabam os jogos com “Deus”.

 

Na Graça apenas se anda em fé, assim como uma ave se deixa levar pelo vento.

 

Na Graça todo torto pode se tornar certo, e todo certo, caso não ande sem justiça própria, pode se tornar errado.

 

Na Graça ficam extintas as falsas perspectivas de conquista pessoal para fora.

 

Na Graça o mundo faz sentido, ainda quando isto não é por nós sentido, pois, logo adiante, bem antes do fim, fica-se sabendo que em toda dor há uma bondade, e que em cada perda há grande lucro.

 

Na Graça a existência tem seu enigma desvelado. Sim! Na Graça tudo passa a fazer sentido no ser, não nas perdidas lógicas das filosofias e das teologias.

 

Grande é minha alegria quando encontro filhos de Deus crescendo na consciência da Graça!

 

Receba meu amor e minha gratidão por sua vida em Deus, por suas orações por mim, e por toda ajuda que você possa dar ao aqui se faz apenas por amor.    

 

Deus o guarde!

 

Ande alegre!

 

 

Nele, que revela significados em tudo quando se anda em fé no Deus de toda Graça,

 

 

Caio

 

01/05/07

Camboriú

Santa Catarina