Português | English

Cartas

NENHUMA POLÊMICA. SÓ GRATIDÃO!

NENHUMA POLÊMICA. SÓ GRATIDÃO!

-----Original Message----- From: Anderson Almeida Sent: sábado, 10 de julho de 2004 03:02 To: contato@caiofabio.com Subject: CONTATO CORDIAL Amado Pastor Caio, Que a doce paz do Senhor esteja como irmão. Por favor, dedique um pouquinho do seu precioso tempo, a fim de ler essas palavras. São realmente do meu coração. Acredito que meu sono deva estar há quilômetros daqui. Já é madrugada e acabei de ler algumas matérias do site. Que benção para mim!! Na verdade, não quero expor dúvidas, tratar de tema polêmico (talvez o faça noutra oportunidade), mas conversar com aquele que sempre considerei “meu pastor” também. O Caio que me ensinou, nas suas diversas pregações e reflexões do “ PARE E PENSE”, nos sábados de manhã. O Caio que ajudou a me aprofundar no evangelho, na vida cristã, através de inúmeros livretos. O Caio que me mostrou que Pastor é “ser humano” de carne e osso. Sua biografia me fascinou (nada de fixação televisiva), quando a li, se não me falha a memória, em 1997. Naquele ano, estava em Pirassununga, na Igreja do Pastor Heraldo Rocha, que confirmou toda a sua trajetória até aquele momento. Já me sentia íntimo, mesmo sem nunca ter lhe dado um aperto de mão. Um ano mais tarde, percebi que as coisas não iam muito bem contigo (me permita) e passei a orar ainda mais, rogando a DEUS que o abençoasse. Em 1999 enviei diversos fax’s para a Vinde e pedi ao Pastor Marcos Campos que o convidasse para o nosso culto de fomatura, da Academia da Força Aérea. Infelizmente não deu. Hoje relendo Caio Fábio, fico muitíssimo feliz pelo seu restabelecimento pleno. Graças a DEUS!! Sou de Nova Iguaçu-RJ, mas moro em Natal com minha esposa, também carioca. A família crescerá com a chegada do João Pedro, em novembro (nosso primeiro filho). Talvez estaremos indo para bem próximo de suas raízes, lá em Boa Vista. Sou militar e a transferência poderá ocorrer. Passando por Natal, nossa casa estará de portas abertas. Não há dificuldades, pois moramos na Vila dos Oficiais da Base Aérea de Natal, que se confunde com o Aeroporto – é muito perto mesmo. Findo minhas palavras, externando minha admiração e respeito. E reafirmo que Caio Fábio continua sendo o “ meu pastor”. Em Cristo, Anderson da Silva Almeida