Português | English

Cartas

NÃO TENHO PARA ONDE IR…

NÃO TENHO PARA ONDE IR…



----- Original Message ----- From: NÃO TENHO PARA ONDE IR… To: contato@caiofabio.com Sent: Wednesday, March 30, 2005 4:09 PM Subject: O MEDO, O DESAJUSTE E A COMUNIDADE AMADO PASTOR CAIO, TEU SITE TEM ME FEITO MUITO BEM. O ACESSO FREQUENTEMENTE, E NELE ENCONTREI DESCANSO E A CERTEZA DE QUE TENHO UM IRMÃO DISTANTE, QUE ACREDITA ASSIM COMO EU, NA LOUCURA DA PREGAÇÃO DA GRAÇA. CAIO, TENHO 21 ANOS E 2 DE CONVERTIDO. SOU UM APAIXONADO PELA PESSOA DE JESUS, MAS TENHO TIDO PROBLEMAS COM A INTITUIÇÃO IGREJA. NUNCA FUI FÃ DE NENHUMA DENOMINAÇÃO, APESAR DE FAZER PARTE DE UMA COMUNIDADE CELULAR. QUANDO CHEGUEI NA IGREJA FOI AQUELA FESTA... ENCONTROS, CÉLULAS... E EU TINHA AQUELA SEDE DE PREGAR O EVANGELHO. GANHEI MUITOS AMIGOS, FUI LÍDER, PREGAVA DE MANEIRA APAIXONADA, DEVORAVA A BÍBLIA, LIA MUITO... PORÉM NUNCA FUI UM DOS ENTUSIASTAS DA ‘VISÃO’, FORA QUE COM O TEMPO PASSEI A QUESTIONAR COISAS... COMO A AUTORIDADE ESPIRITUAL, O EXCESSO DE ‘NÃO TOQUES’, O RÓTULO DE DISCÍPÚLO JUNTO COM SUAS CARACTERÍSTICAS SEMPRE RELACIONADAS ÀS ATIVIDADES DA IGREJA... ETC. HOJE ME SINTO SÓ. CONTINUO A FREQÜENTAR ESSA COMUNIDADE, MAS JÁ NÃO PARTICIPO TANTO DAS ATIVIDADES, NEM TENHO TIDO MUITO CONTATO COM OS IRMÃOS. TENHO MEDO DE SAIR DE LÁ. NÃO ESTOU MAIS NO ESPÍRITO DA IGREJA, MEU MODUS VIVENDI NÃO É O DE LÁ, NEM SINTO MAIS TANTO PRAZER NAS REUNIÕES. ME SINTO UM E.T. ALGUÉM DESAJUSTADO, QUE NÃO SE ENQUADROU NOS CONFORMES E QUE É VÍTIMA DISSO. TÔ MUITO CHATEADO... NÃO ME SINTO CULPADO POR NÃO ME ENQUADRAR NA VISÃO. O PROBLEMA É QUE TENHO MEDO DE SAIR. CAIO, TENHO SAUDADES DA PREGAÇÃO DA GRAÇA, CREIO QUE O EVANGELHO É REVOLUCIONÁRIO, É LIBERTADOR E NÃO DEPENDE DOS ESTIGMAS DOS MOVERES, NEM DAS RELIGIÕES, MAS SEI QUE CONGREGAR É IMPORTANTE, MAS TÁ DIFÍCIL FAZER ISSO. UM DOS MOTIVOS QUE ME LEVAM A FICAR SÃO MEUS PAIS. MEU PAI GOSTA DE LÁ, MINHA MÃE NÃO. ELES ESTÃO PASSANDO POR UM PROCESSO MUITO DIFÍCIL EM VIRTUDE DE UMA TRAÍÇÃO DE ALGUNS ANOS, E ISSO ME ABALOU. NÃO VIVO SEM JESUS. POSSO ESTAR MEIO ABATIDO, MAS NÃO DESTRUÍDO. PRECISO DE SABEDORIA. NÃO ME ENQUADRO EM IGREJA NENHUMA. SOU DO TIPO QUESTIONADOR, QUE GOSTA DE INVESTIGAR E NÃO DIZ AMÉM A QUALQUER COISA QUE SE DIZ. MAS TENHO MINHA CONSCIÊNCIA DE FÉ E DESCUBRO PRAZER EM DEUS. SÓ QUERO CONHECER MAIS DE CRISTO DE MANEIRA GENUÍNA E SIMPLES, SEM RÓTULOS, TÍTULOS, PATAMARES OU DEGRAUS. ME AJUDE! UM ABRAÇO! ___________________________________________________________ Resposta: Meu querido irmão na Certeza do Evangelho: Graça e Paz sobre a sua vida! O discípulo acha seus companheiros de jornada onde vai. Onde não há, ele planta; e, freqüentemente colhe os frutos—novos discípulos de Jesus. Se estivéssemos andando com Jesus no caminho, nas trilhas da Palestina, dois mil anos atrás, certamente Ele nos estimularia a ficarmos onde estivéssemos, e a ali não nos preocuparmos com a sinagoga, mas a nos dedicarmos à pregação do Evangelho do Reino. Os primeiros discípulos eram estimulados a ir e pregar. E alguém com dois anos de vida com Jesus, num ministério que durou apenas três anos, já era decano do caminho; e, portanto, estimulado e espalhar a semente também. O problema é que ficamos tão presos aos esquemas e às convenções; às autoridades e às igrejas de cartório; que nos sentimos desamparados de todos se não estivermos juntos com ‘todos’ os que se dizem o todo; e nos sentimos sempre devedores do ‘cartório’ e de seus ‘oficiais’; ao mesmo tempo em que também nos sentimos quase em pecado—ou mesmo em pecado—, se não concordamos ou nos sentimos bem dentro do esquema da religião oficial. E como somos condicionados ao esquemão, e, tacitamente aceitamos que igreja de verdade é a associação cuja ata foi lavrada em cartório; e como também aceitamos que pastor de verdade é aquele que detém um titulo ou uma escolaridade que lhe tenha auferido tal titularidade;—então, nos sentimos sempre marginalizados se não estamos em acordo com as políticas, convenções, tradições, modos, caricaturas, sacralidades, estereótipos, e mobiliário religioso; e, por tal razão, desautorizamos a nos mesmos de sermos discípulos livres de Jesus, e que não estão ligados a um ‘poste de cimento’ que se auto-intitula de ‘videira verdadeira’, mas sim à Videira Verdadeira mesmo, que é Jesus, na experiência mística da fé. Você é um discípulo. E ser discípulo não é aquela brincadeira de ‘escoteiro eclesiástico’ que ganhou o nome de ‘discipulado’, mas sim o ato de viver e existir em Cristo, buscando andar o caminho conforme o Caminho; e se sabendo semeador da Boa Nova onde vai, com poder dado por Jesus para pregar, ensinar, fazer novos discípulos, se reunir, orar, ministrar as ceia, o batismo e unir pessoas pelo vinculo conjugal; conforme sempre foi, antes de Roma ter tornado a fé simples no Evangelho, numa Babel Institucional, e cujo espírito é mais que presente em toda a cristandade, incluindo os novos ricos do pedaço: os evangélicos, que são emergentes que já chegaram ao poder quando a festa estava terminando; daí o tamanho da volúpia. Portanto, fortaleça-se no Senhor e na força de Seu poder. Pregue a Palavra. Ensine o Evangelho com sua vida e palavras. Faça amigos. Convide-os para reunirem-se com você. Se crerem, batize-os. Se se amarem, parta o pão e compartilhe o vinho com eles. E jamais esqueça que para Jesus igreja é apenas e tão somente o ajuntamento de dois, três, ou mais (tantos quantos queiram...); e que se reúnam em Seu nome, em amor, perdão, alegria e conforme a Graça que gera gratidão e adoração. Comecei a pregar aos 18 anos e aos 21 era pastor de almas. Portanto, não digo a você nada que eu mesmo não tenha provado como verdade, pois foi assim que sempre cri e vivi. Nunca dei importância em meu coração a nada mais do que isso. Pois o resto é vaidade, controle e poder. Alguém com sua vontade interior deve começar a reunir pessoas. E saiba: a preparação vem de Deus; tão somente você se mantenha simples de coração, e amante apenas do Evangelho da Graça de Deus. Sinceramente nem sei porque estou lhe dizendo isso, mas foi como se me fosse impossível não dizê-lo. Receba meu carinho. Fique no site sempre. Ele poderá ser instrumento útil para você nesse caminho de existência. Nele, que faz de cada um de nós Seu movimento na Terra, Caio