Português | English

Cartas

NÃO ME MOTIVO A TRANSAR...

NÃO ME MOTIVO A TRANSAR...

-----Original Message----- From: NÃO ME MOTIVO A TRANSAR... Sent: terça-feira, 10 de fevereiro de 2004 10:39 To: contato@caiofabio.com Subject: NÃO SEI O QUE FAÇO...l Mensagem: Prezado Pastor, Tenho 36 anos e 9 anos de casado. Como vivi minha vida todas, até aos 26 anos sem a pratica do sexo, me faz falta, porém não me importo se ficar muito tempo sem fazer. E isto que vem acontecendo comigo em meu casamento...não procuro minha esposa com freqüência e acho que não tenho mais aquele prazer inicial com ela. Sinto desejos por outras mulheres, nada especifico, desde que seja atraente. Enfim, tenho um lindo filho de 6 anos e vivo nesta área de aparência. Não sei se amo ou não minha esposa; não sei se o caminho é separar; também não tenho coragem. Sinceramente não sei como reagir...não tive muitos relacionamentos antes de casar...porém enjoava com o passar do tempo. Sou uma pessoa com muita dificuldade de tomar decisão, inconstante emocionalmente, apesar de ter sido sempre líder nos esportes, na escola, universidade, igreja...porém sem colo, sem chão, vulnerável emocionalmente. Desculpas pastor, sei que só depende de mim para resolver isto...só não sei como.............. *************************************************** Resposta: Meu amado irmão: Constância e alegria sobre você! Está claro que você não é gay. Afinal, quando você sente desejos, é sempre por mulheres. Seu problema é outro, e tem a ver com Preguiça. Você é preguiçoso e acomodado emocionalmente. Quer “colo”... Há muitas pessoas como você. Gente que pensa que até pra ter prazer dá trabalho. Aliás, conheço vários homens que sofrem desse mal. Já vi rapazes ótimos, e que viviam bem sem namorada e sem sexo. Mas a “igreja” insistia na “normalidade”. Homem com mais de 25 ou 30 anos, para ser “normal”, tem que casar—reza a “igreja”; digo reza porque é uma repetição...uma reza...se não casar...é gay. Então o cara vai e casa...e fica assim...sem vontade...sem ânimo...e achando que o problema é da mulher ou que enjoou dela. Que nada. É preguiça. É vontade de chupeta...e de mamãe, que ama a gente e a gente não tem que transar com ela. Qualquer mulher logo estará sendo objeto de sua canseira... Hoje você deseja as outras apenas porque elas não param e ficam...você as deseja de passagem...tem preguiça de desejá-las efetivamente. Ora, se é assim com as “novidades”, que dizer da coitada que fica aí esperando você? Creio que você ama a sua esposa. Mas também penso que você sofre de um infantilismo emocional que precisa ser tratado. E na base de tudo isto está a sua preguiça. Meu querido, amar dá muito trabalho...e demanda dedicação, entrega, atenção, etc... Sexo também é algo que se aprende. Tem gente que nasce sabendo e gostando. Outros precisam aprender. E você é um desses que tem que usar a energia do esporte para praticar esse, que é o mais gostoso esporte. Você tem que suar a camisa! Ora, eu noto que a maioria das reclamações das mulheres tem a ver com essa preguiça sexual dos homens. Mesmo os que fazem sempre querem um “fast-food”, não um jantar à portuguesa ou à francesa...que dura muito tempo...e que se degusta bem devagar. Leia aqui no site a Carta “Pastor, o que posso fazer com minha mulher na cama”...e depois de praticar me escreva. Vença essa preguiça. Você não sabe o que está perdendo! Sua esposa me agradecerá...e amará você! Um beijão. Nele, que nos ensina a viver, Caio