Português | English

Cartas

NA IURD TENHO QUE FICAR CASADO!

NA IURD TENHO QUE FICAR CASADO!

 

 

 

 

 

 

 

 

----- Original Message -----

From: NA IURD TENHO QUE FICAR CASADO!

To: contato@caiofabio.com

Sent: Saturday, October 11, 2008 4:24 AM

Subject: Dúvidas sobre divórcio

 

 

Prezado Caio Fábio, tudo bem?

 

Sou da IURD e já fui obreiro.

 

Casei-me fora da igreja evangélica e em um momento psicológico ruim, porém me casei.

 

Meu casamento tem 10 anos e sou infeliz esse tempo todo. Porem, por acreditar em Deus e nos ensinamentos passados dentro da IURD, carreguei.. E tenho mantido aparência nesse casamento.

 

Mas não estou mais suportando, está realmente complicado... Já até traí minha esposa, pois não me complemento nela...

 

Digo a ela tudo o que ocorre; e ela fala que me ama e que vai lutar...

 

Mas eu não quero mais...

 

Já estivemos para nos separar por 03 vezes e agora está insustentável...

 

Será que sou de Deus?

 

O que senhor acha disso?

 

Aguardo.

 

___________________________________

 

Resposta:

 

 

 

Meu irmão: Graça e Paz!

 

 

 

Se você deseja saber o que o Evangelho ensina sobre Divorcio, leia os seguintes links do meu site:

 

DIVÓRCIO



ENTREVISTA SOBRE DIVÓRCIO - Jornal “A Palavra”



DIVÓRCIO DE PASTORES: uma entrevista para a Enfoque



CAIO, A CRUZ É A SAÍDA PARA EVITAR O DIVÓRCIO!



ADULTÉRIO, DIVÓRCIO E NOVO CASAMENTO...

 

 

Sei que se você ler os links que aí estão você entenderá o que há para ser entendido.

 

Sobre a IURD e o Divórcio, de fato não sei o porquê de você dizer que lá não pode, pois, lá, para os pastores e bispos, pode tudo.

 

Além disso, o Macedo disse à “Veja” em 1990 que na IURD ele não queria saber se um homem de 10 mulheres e uma mulher 10 homens.

 

Também, em uma ocasião, conversando com ele, aludi a tal entrevista, e ele me disse que era assim mesmo!

 

Ora, no Evangelho “não é assim”. O Divórcio é uma possibilidade real, mas não pode haver desamparo de quem depende da pessoa, e, muito menos, dos filhos.

 

Entretanto, ninguém é chamado para suportar casamentos, mas sim para viver em paz e alegria.

 

Manter um casamento de fachada sempre conduz à traição ou à amargura, em razão da outra pessoa nos fazer ficar sem que queiramos.

 

Paulo disse que é “melhor casar do que viver abrasado”, e, assim falando, ele afirmava o casamento como satisfação e genuíno complemento da e para a vida.

 

Eu, no mesmo espírito, digo a você que é melhor se divorciar do que ficar casado em um casamento inexistente, em razão do qual a pessoa se exaspere e passe a ter relações sexuais fora do casamento.

 

Todavia, seja como for, sua esposa tem que ser muito bem tratada e amparada em tudo.

 

Leia os links que lhe recomendei e você entenderá tudo bem melhor!

 

Também me diga onde você mora e verei se há um grupo bom para você freqüentar aí perto.

 

Receba meu carinho e orações por você!

 

 

 

Nele, que nos chama à paz,

 

 

 

Caio

11 de novembro de 2008

Lago Norte

Brasília

DF