Português | English

Cartas

Misericórdia! Que Unção!

Misericórdia! Que Unção!

-----Original Message----- From: Josué Sent: segunda-feira, 1 de setembro de 2003 To: contato@caiofabio.com Subject: Misericórdia! Que Unção! Unção! Mensagem: Olá, meu irmão: Ontem estive na Primeira Igreja Batista em Nilópolis. MISERICÓRDIA!!!!!!! É só o que posso pedir a Deus diante de tamanha unção e verdade; verdade que dói, mas refrigera, e traz esperança ao ver que ainda existe vida inteligente dentro da Igreja Evangélica. Pastor Caio, que Deus continue a falar pela sua boca. Em breve vou vista-lo no Café. Melhoras da gripe e meu carinho ao seu pai. Um abraço fraternal. ************************* Resposta: Meu querido Josué: Que Deus o abençoe! Fiquei muito feliz de poder estar lá. Pela manhã já havia sido muito abençoado na Catedral. À noite senti muita liberdade no Espírito. De fato, devo confessar que meu espírito está livre como nos primeiros anos—quando comecei, ainda garoto—, só que com a maturidade de um homem que está sendo chamado para ouvir a Palavra de Deus com olhos abertos! Ore por mim, pois, não tenho dúvida, unção faz mal para quem só gosta de religião. O espírito da profecia é o testemunho de Jesus, mas, muitas vezes, o Cristo Ressuscitado assusta—é só ver como ele fica “apavorante” no Apocalipse (1-3). Mas quem quer a Palavra da Verdade, não teme. Sei, no entanto, que para muitos—especialmente os “líderes”—o Evangelho incomoda. Incomodou sempre que foi anunciado sem as adaptações da religião. O que os “cristãos” hoje chamam de “evangelho”, na maior parte das vezes, não suporta o próprio Evangelho. E a “igreja” não agüenta saber o que é a Verdadeira Igreja. Portanto, ore por mim, pois, de fato, estou sem barganhas a fazer. Depois de alguns anos em silencio—quando não anunciar publicamente a Palavra estava infartando a minha alma—, instalou-se em mim um sentido de urgência incontrolável. Peço ao Senhor que me unja sempre e que Sua Palavra seja anunciada com autoridade, e não como fazem os “escribas e fariseus”. Todavia, a mesma “doutrina que maravilha”, é também a mesma que “escandaliza”. Marcos 6 e Lucas 4 nos dão esse “testemunho”. O discípulo não é maior do que o Seu Mestre. Se perseguiram a Ele, por que me deixarão em paz? Mas não é dessa “paz” do conforto humano e dos louvores unânimes que estou à procura. Não me importarei em seu objeto de contradição, desde que a Palavra cresça na consciência de irmãos como você. Receba meu beijo e meu carinho. Veja na Agenda do Site quando estarei no Café. Hoje, dia 8/9/03 ainda estou em Manaus, com meus pais—especialmente porque esta semana meu pai fazer uma nova intervenção de desobstrução de mais uma artéria comprometida em seu coração. Nele, Caio
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com os nossos Termos e Condições de Uso e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
OK