Português | English

Cartas

MINHA NAMORADA SONHA COM OUTROS

MINHA NAMORADA SONHA COM OUTROS

-----Original Message----- From: MINHA NAMORADA SONHA COM OUTROS Sent: domingo, 14 de dezembro de 2003 21:12 To: contato@caiofabio.com Subject: ISSO ME DEIXA MUITO TRISTE Mensagem: Olá Caio, como vai? Caio, meu problema é bem menor do que o de muitos que escrevem, mas mesmo assim tem me incomodado bastante, e gostaria que você me desse uns conselhos em relação a isso: Sou cristão e estudante de teologia. Namoro uma moça há alguns meses, e estamos muito felizes juntos. Sonhamos em casar e vivermos uma vida feliz. Somos cristãos há alguns anos. A única coisa que tem me deixado triste é que ela tem muitos sonhos noturnos em que ela se relaciona com outros homens (ex-namorado, professor, etc....); e quando ela acorda, continua ainda sentindo as mesmas sensações dos sonhos. Isso a deixa confusa e triste, pois não pode controlar. Ela também fica mal, pois quando me conta os sonho sabe que me entristeço. Comecei a orar por ela, só que gostaria muito que você me ajudasse nisso, pois a amo muito e gostaria ser bênção em sua vida, e junto com Jesus mudar a história dela. Aguardo tua resposta. Um forte abraço e continue a ser a bênção que você é. ****************************** Resposta: Querido e amado irmão: Muita paz sobre você! Sonhos são por sua própria natureza uma produção do inconsciente. Daí nos sonhos não haver auto-censura. Pessoas reportam sonhos que vão de incestos impensáveis à paixões por pessoas impossíveis, sem falar numa infinidade de encontros com pessoas sem rosto. Ora, isto para nos atermos apenas à temática sexual que diz respeito ao problema que você apresentou. Tais produções são conscientemente involuntárias, porém sempre são verdadeiras quanto a apresentar aquilo do que o inconsciente está cheio—seja pela força de impressões, de irresoluções, de repressões ou até de carências. Conheço muita gente que teve sonhos eróticos a vida toda—homens, inclusive, costumam ter polução noturna em tais sonhos—, e que me dizem que deixaram de os ter depois das seguintes resoluções da alma: 1. Quando se liberaram da repressão naquela área. 2. Quando encontraram o amor por alguém e se plenificaram em sua sexualidade. 3. Quando as fantasias do inconsciente foram chamadas pelo nome, e foram tratadas de olho aberto. O fato dela “continuar sentindo as mesmas sensações dos sonhos” quando acorda, revela que ela carrega irresoluções nesta área. O inconsciente ou está expressando a necessidade dela de olhar para as energias sexuais que estão “acumuladas” dentro dela, ou, quem sabe, adverte a ela quanto ao fato que a alma dela não está resoluta em relação a você. Dificilmente uma mulher apaixonada carregará tais pulsões depois de encontrar o amor pelo sexo oposto. Geralmente tais sonhos aparecem como fruto da carência. No caso dela ter tido intimidades sexuais com os outros, e com você não, quem sabe isto pudesse ser uma busca no “arquivo morto” de imagens que componham esse “gap” na vida real. Todavia, dificilmente seria assim. O natural, mesmo quando as coisas acontecem conforme descrevi no parágrafo anterior, é que o inconsciente gera imagens novas, no caso, apresentando a pessoa que faz parte do momento atual como sendo o protagonista das fantasias do inconsciente. O fato dela sonhar com outros, e não com você, pode revelar que o inconsciente dela está gritando que ela está se precipitando, tomando um compromisso com você que não está “bancado” dentro dela por uma resolução de entrega total a você. É claro que tudo isto é “involuntário”. Como ela mesma diz, isso a deixa confusa e triste, pois “não pode controlar”. Nisto reside o mistério dos sonhos—e há muitas formas de sonhos e linguagens neles—, pois eles revelam aquilo do que nosso submundo psicológico está lotado. Minha sugestão é que você peça a ela para me escrever pessoalmente, e que também não faça “censura” de nada ao escrever, pois somente uma descrição do que houve antes, de como foi a vida dela nessa área, o que ela sente de fato por você, e o que ela sente em relação aos sonhos, é o que poderia fazer com que eu fosse menos vago na intenção de ajudá-la. Não há nada do outro mundo nisto. Acontece com gente de todo tipo. Mulheres e homens casados podem ter tais sonhos. Mas em geral eles só acontecem até a “consumação”—no caso: uma fantasia sexual—com pessoas que ainda tenham o inconsciente aberto para tais possibilidades; e, em geral, isto só acontece quando ainda não houve preenchimento da psique em relação ao tema em questão. Dependendo da situação, a pergunta a ser feita também seria: O que tais pessoas significaram para ela? Que papéis tiveram na vida dela? Como ela vê a cada um no sonho? Bem, gostaria de poder dizer coisas mais fáceis e alentadoras. Infelizmente, sendo honesto, por enquanto é apenas isto que tenho a dizer. Além disso, há só mais uma coisa a dizer. Eu me preocupei com a seguinte declaração sua: “Comecei a orar por ela, só que gostaria muito que você me ajudasse nisso, pois a amo muito e gostaria ser bênção em sua vida, e junto com Jesus mudar a história dela.” Casamento não é missão. Já vi muita gente casar para se ajudar, e, depois de um tempo, se arrepender. Se tais coisas não se resolverem dentro dela, talvez a sabedoria mande vocês repensarem o que de fato sentem um pelo outro. O que você não podem é pensar que isso poderá ser resolvido com o casamento. Ao contrário, sem uma solução anterior, no casamento isto pode até mesmo ficar pior, e trazer conseqüências desastrosas. Vou ficar aguardando uma nova comunicação sua, e também dela. Não brigue com ela. O inconsciente não conhece nada que não seja a verdade da alma—para o bem e para o mal. No entanto, quando a alma fala, precisa ser ouvida. Não ouvi-la poderá ser catastrófico. Receba meu beijo e meu carinho. Nele, que conhece a nossa alma e não a despreza, Caio