Português | English

Cartas

MINHA MULHER AMA O MUNDO!

MINHA MULHER AMA O MUNDO!

 

 

 

 

 

 

 

----- Original Message -----

From: MINHA MULHER AMA O MUNDO!

To: contato@caiofabio.com

Sent: Thursday, September 11, 2008 10:42 PM

 

 

Olá pr. Caio...

 

 

Vou direto ao assunto, peço que, por favor, me responda, pois estou desesperado...

 

Tenho 25 anos, sou casado há quatro anos com uma mulher que amo muito, sou empresário na minha cidade, e também lidero grupo de jovens da minha igreja, tenho um ministério de adoração, tenho um CD gravado, o qual foi muito aceito por toda a minha cidade e região (pela graça de Deus), tenho casa própria e tenho carro do ano... (só para que pudesse me conhecer).

 

Minha esposa é filha de pastor, e quando nos conhecemos ela liderava grupos na igreja, e etc... Era uma bênção; ela amava muito a obra de Deus... Mas ai começa a minha história com ela... Namoramos quatro anos e depois nos casamos; ela entrou na faculdade e começou ai a mudança de caráter. Ela começou a me desrespeitar em casa e dizer que não era essa vida de igreja que ela queria; ela quer mesmo é formar e ganhar dinheiro, e todas essas bobagens que Jesus repudiou (não tenho nada contra querer ser bem sucedido).

 

O problema é trocar o evangelho por isso!

 

Hoje ela já formou e agora tem uma sede por dinheiro que assusta a qualquer um... já arrumou 4 empregos ao mesmo tempo, não quer nem saber do evangelho, e começou a implicar comigo nas minhas viagens, quando vou ministrar em outras igrejas e em outras cidades, e diz que não queria um marido assim... E começou a me xingar muito; palavrões terríveis; compra excessivamente; não paga em dia as suas contas...

 

Está terrível... Já procurei ajuda de pastores amigos meus de encontros de casais, mas nada parece surtir efeito. Há uns seis meses atrás encontrei o seu site, desde então tenho ficado maravilhado com tudo o que Deus em feito através dessa caminhada, e assinei o VEM VÊ TV, e comecei a acompanhar de perto suas mensagens e livros; e tem me edificado muito.

 

Então ela começou a dizer: “Ó! IDOLATRIA COM ESSE CAIO FÁBIO!”; e sempre fazendo críticas pesadas, tentado me desanimar na minha caminhada (agora mesmo ela passou aqui enquanto escrevia essa carta e repetiu tudo...).

 

Cara, isso machuca demais!...

 

E agora PR Caio, ela parou de fazer sexo comigo. Agora só 1 ou 2 vezes por mês, e quando faz ainda é reclamando... Não diz mais que me ama, trata o cachorro aqui de casa com mais carinho do que a mim.

 

E olha pastor: todos os dias digo a ela que a amo, que ela é linda e tudo mais... Mas está difícil; do jeito que está é muito difícil; a falta de respeito em casa está demais; ela não faz mais comida em casa; se eu quiser que me vire... E o pior é que os pais dela acham isso lindo...

 

Eles, os pais, são pastores também loucos por dinheiro. Estou no meio disso desesperado, não sei o que fazer. Ela já me disse que se eu quiser separar dela, tanto faz pra ela... Disse que não precisa mais de homem pra sustentá-la; e, por último, me disse que eu e um cachorro somos a mesma coisa pra ela, e que ela tinha nojo de mim...

 

 

PR. CAIO: ESTOU FERIDO, ABATIDO, E DESANIMADO...

 

Quero meu casamento restaurado... Mas agora mesmo estou com uma vontade louca de jogar tudo pro ar...

 

Daria minha casa, meu carro, minha empresa, e tudo que eu tenho pra ter paz em meu casamento.

 

Quando saio da empresa o ultimo lugar que eu gostaria de ir era pra casa, porque sei que quando eu chego, até mesmo por causa do sapato que está sujo ou qualquer outra coisa banal, tem confusão a noite inteira...

 

Teria mais um monte de coisas pra te contar a respeito do meu casamento (aqui está um inferno). ESTOU MORRENDO. Oro, faço jejuns, subo ou monte na madrugada, mais parece ninguém ouvir meu grito de socorro... E por ultimo, agora, Pr Caio, comecei a me masturbar muito, com pornografia na internet e até mesmo comprando filmes pornôs... Meu Deus parece que o buraco não tem fim...

 

Ajude-me, por favor, PR. Caio!

_______________________________________

 

Resposta:

 

 

Meu amado irmão: Graça e Paz!

 

 

Quem me dera ter uma solução que fizesse você ter tudo o que deseja: sua mulher e seu casamento em paz e felicidade!

 

Quando se trata do coração do outro, nada há que se possa fazer além do melhor que se possa fazer, mas sem garantias de que o outro responderá a contento.

 

Afinal, o outro é um outro; e, por mais que seja a esposa, ainda assim o que nela existe está para além de seu arbítrio e poder como marido.

 

É mais fácil ressuscitar-se um morto, morto mesmo, sem vontade e sem esperneios, do converter o coração de uma mulher que já não ama o seu marido, se é que um dia o amou.

 

Ao que me parece ela deixou você morrer nela. As razoes eu não sei. Mas sei que você está morto nela, e que ela de fato apenas espera que você não agüente mais e saia de casa; pois, ela, filha de pastor, por mais que odeie a Palavra hoje, ainda assim tem satisfações a dar.

 

A atitude dela é horrível; e, no escopo desta carta, tenho que lidar apenas com o que você disse dela. Ora, o que você disse me parece final, pois, a melhor noticia que você poderia dar a ela hoje seria a de que você está deixando-a.

 

Entretanto, sem que o que eu venha a dizer signifique nada em relação a reverter o quadro, pois somente ela, caso ainda tivesse algum desejo, é que poderia mudar qualquer coisa — julgo sábio dizer a você o seguinte:

 

Preocupou-me sua apresentação neste e-mail. Sim! Pois você carregou no ente evangélico que você é, no ministério, nos Cds, nas viagens de pregação, e em outras materialidades.

 

Sim! O que ela tem de materialista por dinheiro, conforto, poder, ter, possuir, você, de outro lado, tem pelas materialidades do ministério, pois, você apenas mencionou coisas, feitos, produtos ministeriais, e nada sobre o coração, o amor, a fé, a bondade, a alegria de ser, e tudo o mais que o Evangelho faz de ministério em nós.

 

O que fazer?

 

Sinceramente, eu teria uma conversa final com ela, checaria cada uma das coisas que ela já disse, e, se ela conformar cada uma conforme cada uma delas significa em si, então, eu diria a ela que deveríamos nos separar, pois, a alternativa é indigna e é caminho de morte, de ódio, de raiva, de ressentimento e de pecado.

 

Veja o que já está lhe acontecendo.

 

Você, triste, sem mulher, mais desprezado que o cão da casa, também ouve que você é um ser “tanto faz” para a sua suposta esposa, e, como conseqüência, se angustia, e, em sua angustia, fica com raiva, e, em sua raiva, deseja se vingar, e, sua vingança é contra você mesmo; pois, em seu ódio de abandono, chuta o balde, e, triste e sem propósito para guardar-se de qualquer coisa, entrega-se “ao direito de pecar”, e, assim, começa a se fazer mais mal ainda, buscando aquilo que você sabe que faz da alma uma pasta: a promiscuidade ou a entrega da mente as pulsões sexuais sem sentido e sem afeto.

 

No fim, meu irmão, você acabará saindo disso como um adultero, que traiu a esposa, que era um infantiloide sexual, pois, buscava prazeres virtuais, até que se entregou a alguma ou a algumas mulheres, tudo sem sentido, mas, ao fim, será aquilo que se fará colar em você, como justificativa de sua santa esposa para ter deixado você: um meninão que se masturbava no computador, segundo ela dirá quando vier a saber desta e de outras coisas.

 

Sobre orar pedindo a Deus que quem não nos ama passe a amar-nos, leia os seguintes links:

 

A FLECHA DO MEU “DEUS CUPIDO” FALHOU!



O CUPIDO JESUS: é assim? Ela não me ama mais...

 

 

Portanto, o que tens de fazer, faze-o depressa; antes que tudo conspire contra você, e, assim, você saia disso como o bandido da história, quando, aparentemente, não foi assim.

 

E mais:

 

Num casamento, se os dois não amarem, um só não banca nada por muito tempo; e você já chegou a esta conclusão.

 

Receba meu carinho e minhas orações!

 

Continue firme lendo o site, e não deixe que o mal dela se torne mal em você!

 

 

Nele, que nos chama à paz,

 

 

 

Caio

12 de setembro de 2008

Lago Norte

Brasília

DF