Português | English

Cartas

MINHA FILHA NO “VALE DO AMANHECER”...

MINHA FILHA NO “VALE DO AMANHECER”...

 

----- Original Message -----

From: MINHA FILHA NO “VALE DO AMANHECER”...

To: contato@caiofabio.com

Sent: Friday, April 24, 2009 11:19 AM

Subject: Estão levando minha filha ao Vale do Amanhecer!!

 

Querido Pastor Caio,

 

Graça, paz e saúde para você, Adriana e toda sua família!!!

Gostaria de, em primeiro lugar, agradecer por tudo que você já escreveu, falou e semeou durante tantos anos. Desde que o conheci bebo da fonte que brota de seu coração sincero e simples na Verdade do Evangelho.

Tenho freqüentado as reuniões do Caminho da Graça no La Salle, onde tenho sido muito abençoado por você e pelos outros irmãos.

Bem, nasci num "lar cristão", mas não tem muito tempo que minha alma encontrou aquela pacificação de quem tem a certeza de que tudo já foi feito, antes da fundação do mundo e você me ajudou e tem me ajudado nessa caminhada!

Caio, te escrevo em razão de uma situação que tenho vivido e que tem me preocupado muito como pai. Tenho 39 anos, fui casado durante 11 anos com uma pessoa que conheci na Igreja Presbiteriana, também cristã desde o berço. Casamos em 1994 e desse casamento tivemos uma filha, hoje com 09 anos de idade. Minha filha é realmente a herança de Deus pra mim. A gente se separou em 2006, mas não quero falar muito sobre a separação.

Só gostaria de dizer que quando da separação entrei em contato com você para marcar uma conversa, você (te chamo de você pelo carinho e pelo espírito jovem que sinto em sua vida, ok?) foi muito atencioso e pediu que eu retornasse a ligação em uma terça-feira para marcarmos a conversa; não retornei, e sabe por que? Porque tudo que eu precisava saber para agir de forma responsável durante o processo de separação já estava amplamente abordado por você aqui no site. Então, pensei, não vou ocupar o Caio só pelo prazer de sentar com ele e falar sobre minha vida, uma vez já sei o que ele vai me dizer e sei o que tenho de fazer como homem e pai. Mas, dessa vez, preciso de seu conselho MESMOOO. Não encontrei no site situação parecida com a que me aflige hoje.

 

A situação:

 

Minha ex-mulher tem um novo relacionamento/casamento, que se “iniciou” pouco tempo depois de nossa separação. A pessoa com quem ela se “casou” é um freqüentador do Vale do Amanhecer. Essa pessoa não é apenas um “frequentadorzinho”. Ele é uma das autoridades naquele lugar. Quando soube disso fiquei muito surpreso da minha ex-mulher escolher para si alguém de uma origem tão diferente da dela, mas a vida é dela... Porém, fiquei extremamente preocupado com minha filha. Quando soube, pedi que a ex não levasse minha filha naquele lugar em hipótese alguma. Ela me prometeu que não levaria e me pediu que não falasse nada aos pais dela sobre a crença de seu atual marido (Ela tem hoje 37 anos). Eu cumpri minha parte do acordo, porém um dia resolvi perguntar para minha filha se a mãe dela já a tinha levado a algum lugar que ela achou estranho, então ela me contou que a mãe a estava levando ao Vale do Amanhecer e inclusive fazendo ela passar pelos “trabalhos”. Me senti muito decepcionado com a ex, uma vez que ela havia me prometido não levar minha filha lá. Chamei a ex para uma conversa, confrontando-a quanto a essa situação, porém ela simplesmente disse que não queria esconder nada da filha e estava se dando uma oportunidade de conhecer algo “diferente”.

Caio, não vou me delongar, acho que deu para você entender minha preocupação como pai que crê no Evangelho. Tenho orado sempre pela minha filha pedindo que sua mente não fique “perturbada”, uma vez que no final de semana que ela está comigo, levo-a ao La Salle (inclusive ela sempre fala: “Pai, hoje nos vamos ao Caminho, né?? Ela gosta muito...) e no outro final de semana ela vai ao Vale do Amanhecer. Minha filha mora na casa do marido da ex, onde ele é autoridade ...isso me perturba...

Amigo, preciso de sua opinião quanto ao que fazer. O que você faria ou não faria?? Sei que Deus está no controle de tudo... sempre. Sei que minha filha precisa ver o Evangelho na minha vida. Sei que não devo entrar em “guerra” com a ex, pelo menos não com armas naturais.

Eu e a ex apresentamos nossa filha a Deus quando ela nasceu. Ela é de Deus!!  Ela foi um milagre de Deus, pois a ex tinha um vírus (citomegalovírus) durante a gravidez que poderia ter causado má-formação, mas Deus nos deu uma menina perfeita, um verdadeiro tesouro. Todos que conhecem minha filha se apaixonam...ela é um anjo.

Quero cumprir meu papel de pai, diante da minha filha e de Deus...

Querido Caio, preciso mesmo  ouvir o que você pensa sobre a minha situação!!!

Nele, que é o Pai Nosso e que nunca falha...

Com todo carinho e admiração,

______________________________________

 

Resposta:

 

Mano amado: Graça e Paz!

 

Qualquer pai que ame os filhos e seja discípulo do Evangelho, ficaria muito triste e preocupado com tal influência.

No entanto, não devemos nos entregar a preocupação ou ansiedade de natureza alguma.

“Não andeis ansiosos de coisas alguma...” — significa de “coisa alguma” mesmo.

Jesus disse diversas vezes que a “preocupação” faz tanto mal quanto a orgia, a embriagues, o amor ao dinheiro, a indiferença, etc.

Sim, veja como Ele toda hora manda que não sejamos engolidos pelas preocupações deste mundo...; e mais: coloca a “preocupação” no mesmo pacote das demais coisas acima citadas.

Frequentemente, pelo amor, a gente pensa que o amor é a ressalva para que se possa viver preocupado...

Mas não. Nem o amor tem tal concessão do Evangelho...

Aliás, o amor sofre tudo, mas não se preocupa com nada...

O amor confia...

Assim, não deixe que o amor paterno crie uma neurose paterna com permissão para virar guerra na sua alma!

O que fazer?...

1º. Fazer o que você disse: Viver o Evangelho. Sua filha vê e sente... Ela sabe onde a luz está. Você tem apenas que ser luz em amor e verdade para com ela e todos.

2º Continue levando-a ao Caminho. Fale com a Keila. Peça uma atenção especial... A Keila fará isso com todo amor.

3º. Ensine a Palavra para a sua filhinha em casa. Converse na hora de dormir... Ore com ela... Conte histórias de Jesus e da Bíblia. Encha a mente dela com o Evangelho. Este é o escudo. Esta é a proteção.

4º Não entre em brigas com a sua ex. Ela está “fascinada” pelo bruxo e seguirá assim até que as razões genitais dêem lugar às razões da mente... Mas ainda demorará um pouco...

5º Não faça nenhuma rota de colisão contra o “perverso” desta história; pois, seria tudo o que ele desejaria...

Mano, Deus existe.

Ele é real.

Ele intervém...

Ele está presente...

Nele a gente pode confiar...

Portanto, não se impressione nunca...

Apenas faça a sua parte em amor e verdade. O mais encontra o seu lugar quando a gente tão somente ande em confiança Nele.

Crente entra em pânico com facilidade...

De fato, se fossemos pensar em termos de Jesus, diríamos: É o Vale do Amanhecer quem tem que se preocupar, não você.

Você é que é o “santo” do “bruxo”.

O que vem primeiro? O poder do bruxo ou o poder do amor de Deus em você?

Assim, saiba: até nas portas do Inferno sua segurança é maior!

Receba meu amor. Domingo, se Ele permitir, estarei pregando no La Salle. Vejo você lá? Apresente-me à sua filhinha!...

Leia:

O SALMO DOS CRENTES QUE NÃO CRÊEM EM MACUMBA DIVINA...

DIAGNÓSTICO DO AZAR: E A PROPOSTA DE LIBERTAÇÃO SEM ENCOSTO!

DIAGNÓSTICO DO AZAR: LIBERTAÇÃO SEM ENCONSTO (I-II-III)

PAULO E UM DESPACHO NA ESQUINA

 

 

Nele, que cuida de nossos filhos, pequenos ou já bem grandes, assim como cuida de nós,

 

 

Caio

24 de abril de 2009

Copacabana

RJ