Português | English

Cartas

MINHA ENTEADA QUER ACABAR MEU CASAMENTO

MINHA ENTEADA QUER ACABAR MEU CASAMENTO

----- Original Message ----- From: MINHA ENTEADA QUER ACABAR MEU CASAMENTO To: cafecomgraca@caiofabio.com Sent: Wednesday, May 05, 2004 6:48 AM Precisamos de oração. Me casei ha dois anos,e, até então, minha enteada era minha amiga; mas quando se falou de casamento, a mãe dela (ex-mulher do meu marido), colocou tanta mentira no coração da menina que acabou por cortar o relacionamento dela com o próprio pai, para puni-lo por se casar comigo, ou outra vez. Meu marido é um homem-pai-amigo-amante maravilhoso, e à princípio minha enteada gostava da idéia do nosso namoro; mas agora tudo mudou. Meu marido é português, e vivemos em Faro-Portugal. Sou crente em Jesus Cristo há treze anos, e sempre orei à Deus acreditando no mover do Espírito Santo, e agora preciso de ajuda dos irmãos de fé para que possamos ver a liberdade de minha enteada e da mãe dela também em relação a nós. Compreendi desde o princípio que isso era coisa do inimigo, pois também desde o princípio tive oportunidade de falar da Graça de Jesus Cristo. Tive um bebê há duas semanas, e tem me custado muito saber que o que podia ser tão cheio de paz e amor, no momento é pura separação gratuita. Deus abençoe este site (e você, amado irmão-pastor CAIO ), e à todos os que buscam refrigério neste mundo espiritual nada virtual. Deus nos abençoe Naquele que era ,que é e que há de vir, amém. ____________________________________________________________Resposta: Minha querida amiga: Paz! O primeiro casamento, sem filhos, já é difícil. Um segundo, com filhos do primeiro, é mais difícil ainda. Ninguém se separa por causa dos filhos—ou raramente—, mas é freqüente a separação de casais, em segundos casamentos, em razão da não aceitação dos filhos do primeiro casamento. Nessa hora, bate angustia, medo e desespero; e como você disse, o temor de que tudo aquilo que poderia ser alegria, seja transfigurado em tristeza. O que se deve ter é calma, e muita paciência, sabedoria e amor. De você, especialmente, se requer que não entre na briga, que não se incompatibilize, que fique confiante, e que trabalhe em favor de seu marido como pai de sua enteada; e nunca colocando-os um com o outro; ainda que ela e a mãe fiquem contra você; e ainda ficarão por algum tempo. Não é “coisa do inimigo”; é coisa de humanos; de mulher magoada, e de uma filha enciumada; especialmente porque “agora é pra valer”; afinal, você não é mais apenas uma “namorada”, mas, oficialmente, tomou o lugar da “mãe dela”...isso muito mais nas emoções da menina—exacerbadas pelas dores e mágoas da mãe—e não porque ela não goste de você. De fato, a garota deve estar naquele processo de muito conflito interior no qual os filhos ficam quando um dos pais cria esse clima de “ou ela ou eu”. Então, odiar você passa a ser um conflito e uma necessidade de solidariedade para com a mãe. Se você não se desesperar... isto tudo vai acalmar...mas não se mexa...fique quieta em oração...e não desvie o curso de sua natureza...entrando em disputas. Estaremos orando. Seja sábia e prudente...e edifique a sua casa. Nele, em Quem um dia todos se enxergaram como sendo da mesma família, Caio