Português | English

Cartas

MEU MARIDO PENSA QUE SOU GAROTA DE PROGRAMA e que deixaria um pedófilo transar com nossa filha...

MEU MARIDO PENSA QUE SOU GAROTA DE PROGRAMA e que deixaria um pedófilo transar com nossa filha...

 

----- ORIGINAL MESSAGE -----

FROM: MEU MARIDO PENSA QUE SOU GAROTA DE PROGRAMA e que deixaria um pedófilo transar com nossa filha...

TO: CONTATO@CAIOFABIO.COM

SENT: Tuesday, April 28, 2009 1:55 pm

SUBJECT: Acusação…

 

Olá boa tarde Caio Fabio!
 
Um amigo meu mandou esse link do seu site pq. estou numa fase muito ruim. Sem emprego e quase sem marido.
Explico:
Por sair todos os dias em busca de emprego, entrega de currículo, entrevistas..., ele acha que virei garota de programa.
No meu orkut havia fotos de minha filha, e um pedófilo passou por lá...; e, por intermédio de uma amiga que pensei que realmente fosse amiga, conseguiu meu celular; e ele faz uma proposta de 10 mil reais pra transar com meu filha de 1 ano e 7 meses.

Claro que o denunciei na Policia, mas agora meu marido tá pensando horrores de mim. 

O pedófilo liga insistentemente no meu celular dando tokes, mas não pra conversar, mas pra irritar mesmo.
E meu marido domingo pediu o fim do nosso relacionamento de três anos.

Por um mal entendido.
Disse que tem nojo de mim, não me ama mais e não sei o que fazer.

Tô desesperada!
Gostaria de ajuda; toda ajuda é bem vinda!

Agradeço desde já.

_________________________________________

Resposta:

 

Querida amiga de lutas na existência: Graça e Paz!

 

Lendo a sua carta, não as palavras, mas os hiatos, qualquer pessoa acha que entende o seu marido.

Sim; pois, você narra fatos e complicações deles decorrentes — sai a procura de emprego e recebe a desconfiança de ser garota de programa; tem um Orkut com fotos da filha e recebe uma proposta de dez mil reais para deixar que um tarado transe com sua filha...

Entretanto, não diz nada além disso.

Por exemplo:

Por que o seu marido, não sendo louco, acha que você faz programa?

Você chega com dinheiro em casa?

Você aparece com roupas novas?

Você volta de banho tomado?

De roupa trocada?

Com outros cheiros?

Ou seja:

Como ele chega a essa conclusão ou a tal tão definitiva suspeição?  

E mais:

Você já o traumatizou antes com coisas parecidas?

Há algum histórico de traição sua para com ele?

Ele reclama que você é muito alegre com os homens?

Enfim, quais são os contextos? Pois, não havendo nada, você deveria era se afastar dele, visto que ele seja louco ou muito mal intencionado.

Sim, pois, na mente dele, no caso de ele não ser louco, tem que haver mais que apenas uma suspeita.

E mais:

Ele deve ter tais suspeitas reforçadas pelo fato que você tem um Orkut, e que, nele, há fotos de sua filha; porém, além disso, ele deve se perguntar:

“Que droga de liberdade que minha mulher dá para amiga dela, ao ponto de a amiga pensar que ela, como mãe, poderia topar uma proposta dessas? Que sombra há na vida de minha mulher?”

Ou seja, ele pensa:

“Isto só está acontecendo porque ela transita no mundo da venda de sexo”.

E ele pergunta mais:

“Como o tarado continua mandando toques?...”

Até porque na carta você disse que o pedófilo faz a proposta, não que ele fez.

Portanto, seu marido não tem como não pensar que você não tenha culpa no cartório, pois, pergunta-se ele:

“Como pode que um homem denunciado à Policia por pedofilia, possa continuar tendo a ousadia de ligar para ela? Só pode ser porque o cara tem poder e a ousadia bancados por fatos ou possibilidades”.

É assim que ele sente e pensa, a menos que seja louco; e, se é louco, repito o conselho: fique longe dele.

Não vou falar como de fato detesto o Orkut e o que ele passou a significar. Tenho medo quando vejo mães e pais expondo suas intimidades ao mundo sob o pretexto de que todos são amigos... O Orkut é uma vitrine de perfis expostos a todos os tipos de malucos. Entretanto, isto não tem importância, pois, é apenas a minha opinião.

O que importa é que, caso o seu marido não seja totalmente desvairado, você tem o dom de fazer as coisas parecerem o que não são; posto que, não sendo ele louco, deve carregar muitas suspeições acerca de sua conduta e caráter.

E mais: se ele consubstanciar qualquer coisa, você corre o risco de, na separação, perder a guarda da filha. Afinal, que juiz não atenderia ao pai que rogasse dizendo que mesmo depois de tudo o pedófilo continuou insistindo “apenas para irritar” a mãe?

Ou seja: será quase impossível um juiz não discernir as angustias dele em razão dos hiatos da história.

Assim, se você quer a minha ajuda, leia a minha carta com todo carinho, e, depois, me responda contando o que o seu marido sente e tem contra você. E mais: diga que amiga é essa que teve tal ousadia? Não o nome dele, mas o tipo de amizade ou de amiga ela era.

Ou seja: me responda todas as perguntas que eu suponho estejam na mente do seu marido?

 

Nele, Jesus, com todo carinho,

 

Caio  

28 de abril de 2009

Copacabana

RJ