Português | English

Cartas

MEU MARIDO NÃO ME QUER MAIS... SÓ SE EU ME CONTENTAR COM A VIDA DELE DE SOLTEIRO…

MEU MARIDO NÃO ME QUER MAIS... SÓ SE EU ME CONTENTAR COM A VIDA DELE DE SOLTEIRO…

 

 
From: MEU MARIDO NÃO ME QUER MAIS... SÓ SE EU ME CONTENTAR COM A VIDA DELE DE SOLTEIRO…
To: contato@caiofabio.com
Subject: Me socorre!
Date: Thu, 29 Apr 2010 01:22:20 +0300


Caio Fábio, nem sei como lhe iniciar minha dor que quase está virando loucura! Pelo amor de DEUS me ajude! Estou desesperada e não sei o que pensar e o que fazer de minha vida. Bem, sou casada há 10 anos, mas hoje ele falou que irá me deixar. Por quê? Há muito tempo no inicio de nosso relacionamento ele me fez sentir muito amada, muito importante, porém ele é uma pessoa muito fechada. Casamos-nos e tivemos um lindo filho, e como eu não havia convivido com ele todos os dias na intimidade, alguns problemas foram surgindo, coisas de casal. Porém certo dia ao chegar do trabalho vejo na secretaria eletrônica uma mensagem de uma mulher dizendo a ele que ela havia chegado. Ao questionar quem era ele disse que era uma prima com determinado nome que vim a saber não existir...ai vieram a minha ciência os sites pornográficos e todo o resto. Um belo dia fui para a casa de minha mãe, pois estávamos mal. Ao retornar senti algo estranho em seu beijo, comecei a sentir cheiros, coisas em minha mente...neste dia ele tinha ido trabalhar e eu a noite toda pensando e comecei a procurar e achar todo o itinerário que finalizou em uma casa de massagem (prostituta), liguei para ele incessantemente e ele negando e cada coisa que eu dizia e ele via que deveria falar foi confirmado em palavras que ele havia me traído e este dia era meu aniversário. Fui levar meu filho na escola e andar um pouco estava nem sei como. Ao chegar em casa ele estava dormindo e aquilo para mim foi o cúmulo. Enfim, conversamos e fomos levando a vida, onde acabei me mudando da cidade com ele, porém a sensação de ser traída persistia, engravidei novamente e foi o caos, pois ele me ignorava e eu me sentia péssima, chegou a viajar para a praia depois de uma briga sem levar celular e nada e eu estava a duas semanas de ter o bebê. Acabei indo atrás dele e o vi sentado na praia tomando cerveja com uma mulher, ao me ver levou um susto. Fomos conversar e a conversa não teve boa coisa, ele dizendo estar irritado com minha pessoa por estar pegando no pé dele... Fiquei só na minha pousada e ele na dele, voltei para casa sem ele. Muitas coisas se passaram e ele teve que fazer outra viajem... Resolvemos depois de muita conversa, muita desavença, que iríamos todos e ele prometeu que não faria nada. Mas sabe traição é fogo que arde na alma. Por vezes pedi que tivesse paciência e que tratando com amor tudo se resolveria, mas ele não estava mais com paciência e um dia desligou o telefone, todos eles. Não sei se quem ama faria isto, mas também sei que é minha versão. Porém, segundo ele, desta vez ele não fez nada pq ele não queria, já que tinha se comprometido. Na verdade são tantas coisas que não sei dar um parecer. Enfim, fomos viajar e tentamos nos entender, mas confesso que não estava o suficiente para mim. E várias brigas e em uma delas ele disse que mais um transtorno ele iria embora. Um belo dia pego o extrato do banco e vejo 2 ingressos de cinema e questiono. Percebi que eu comecei a ficar psicótica com os gastos também... E qto ao cinema, segundo ele, foi cobrado 2 vezes, como já havia acontecido antes, ele só não pediria o estorno como da primeira vez por ser uma quantia pequena. Na minha cabeça tudo fermentando, o extrato que não vem, o pouco caso que meu coração sente por parte dele. Enfim, qdo me disse que acabou, eu não quis e pedi que pensasse; se ele realmente acha que somos viáveis nos daria outra chance, se não assim seja, não posso pedir para alguém estar comigo mesmo me amando e sentindo mal com minhas investigações. Por outro lado ele não se mobiliza em querer dialogar, parece até perversão moral, nem sei mais. Peço a DEUS que me ilumine e que se ele não for verdadeiro não fique comigo. Pois sempre me faz sentir a errada da história, se não há nada porque não mostrar o estrato? Também sei que teve uma família complicada e desestruturada e age friamente sempre, nada quebranta este coração. Disse a ele que por aquele amor mudaria sim... Será que estou me humilhando? Será que ele não tem nada, pois a maneira como fala me remete sempre ao passado, seu jeito frio e impessoal como se qualquer pessoa não está acima dele, será que isto que eu vejo é a realidade?...Peço a DEUS, tento ter a comunhão com ele e também me culpo por procurá-lo somente quando preciso de sua ajuda. Penso em ficar louca, me matar, muitas besteiras, não sei a verdade dos fatos, pois se ele mente de novo não quero estar do lado dele. Estou perdida me dê uma luz! Obrigado de coração.
_________________________________________ 
Resposta:

Minha querida: Graça e Paz!

Que você é desconfiada [...] não há dúvida disso. Mas que ele não está fazendo nada para fazer você se pacificar [...] isto também é fato.

Se ele amasse você não brincaria disso...

Sim, já teria feito tudo para dar paz a você; sendo você chata ou não em suas desconfianças...

Todavia, percebi que antes você não era assim; tendo ficado desse jeito depois das andanças dele pelo vale da sombra do engano ou da dissimulação.

Não sei o que ele sente ou sentiu por você; mas sei que hoje o amor dele está no mínimo de férias...

Ele parece estar desejoso de viver solteiro...

A você eu digo:

O que não pode é uma pessoa entregar a sua alma a outra pessoa como se fosse um “Deus”...

E vejo que sua alma está aflita não apenas em razão da tristeza e da decepção que ele lhe causou; mas, sobretudo, porque o seu casamento e a sua família se tornaram o Sentido de sua vida; o que é trágico...

Sim; pois maridos e esposas são falíveis, mutáveis e inseguros... Filhos dependem da gente enquanto dependem...; depois se vão; e pobre de quem puser a esperança da vida neles...

Seu marido tem que ser o Senhor; ou você e todas as mulheres viverão frustradas se dependerem de homens!

Quem é o homem a ocupar o lugar Absoluto de Deus na vida de uma mulher?

Hoje vejo que as mulheres se casam com a expectativa de encontrarem Deus no homem/marido...

Frustração certa e total!

Acho que você tem que tratar seu marido como ele está merecendo; ou seja: como um moleque...

Portanto, sem desespero, diga a ele para ir [...] viver a vida que ele desejar; e não diga que você o esperará...

Ninguém mendiga amor sem se tornar mendigo...

Na vida só vale ter com a gente quem está de fato com a gente...

Não é o caso dele!

Criança precisa se disciplina...

Bote o marido/Peter/Pan no gelo...

Deixe-o ir...

Ou você quer o quê? Viver humilhada por um homem que de homem só tem a idade e o tamanho, mas que virou adolescente?

Infelizmente parece que certas pessoas somente realizam o que têm quando perdem...

Portanto, dê a conta dele; e diga a ele para ir viver o infantilismo dele longe de você!

Creia em mim... Homem em tal estado somente entende esta linguagem!

Não consigo entender esse desespero de ficar com quem não quer ficar com a gente...

Somente muita carência, não amor, é que põe uma pessoa nesse estado de fiscal do amor que não existe!

Digo a você apenas o que eu faria se minha mulher apresentasse 2% de tal comportamento!

Ah, creia: ela iria [...] na mesma hora; pois eu não a teria comigo por nada desse mundo; só se meu nome fosse Oséias, o dela Gômer, e fosse uma Ordem de Deus!

Enquanto os homens sentirem que é um direito deles sacanearem a esposa de vez em quando [...] tudo será assim como tem sido!

Minha amiga, minhas palavras são tão objetivas quanto simples nas verdades que lhe comunicam.

Digo a você o que eu faria...

E sinto que o Evangelho [I Coríntios 7] recomenda tal liberdade; pois, Deus nos tem chamado à paz e ao viver digno; sem fazer do cônjuge o diabo da vida da gente...

Se continuar assim daqui a alguns dias você estará pedindo a Deus a morte dele...

A insistência em tais vínculos sem amor apenas geram uma esposa assassina no coração; pois, depois de um tempo a indignidade é tão grande que a mulher que não deixa o homem/moleque acaba desejando ficar viúva; mas quer que Deus mate o homem que ela não tem coragem de deixar ir...

Pense no que lhe disse; e não se impressione com a minha objetividade!

Receba meu beijo!

 

Nele, em Quem amor não se mendiga,

 

Caio

3 de maio de 2010

Lago Norte

Brasília

DF