Português | English

Cartas

MEU BEIJO DE QUEIXA EM VOCÊ: você se escandaliza com os meninos e não aprende com os homens?

MEU BEIJO DE QUEIXA EM VOCÊ: você se escandaliza com os meninos e não aprende com os homens?

  

----- Original Message -----

From: MEU BEIJO DE QUEIXA EM VOCÊ: você se escandaliza com os meninos e não aprende com os homens?

To: contato@caiofabio.com

Sent: Sunday, April 19, 2009 12:37 PM

Subject: SOU DE UMA DAS ESTAÇÕES. PRECISO DE SUA AJUDA!

 

Não! Era para você fazer sim.

Se possível, por favor, faça alguma coisa.

Mas fazer o que?

Como?

Já que na Estação não se faz o que já há muito faz nas “igrejas”: colocar de banco, disciplinar, chamar a atenção de tal ou tais pessoas.

Isso porque essa coisa toda da "igreja" é ridículo mesmo e nada resolve; nada mesmo. 

Quando se trata do coração das pessoas, o que fazer?

Por isso meu e-mail não é algo do tipo, "Caio, vem aqui e faça alguma coisa com esses garotos". Não, penso que não pode ser assim. Não dá para ser assim.

Mas de alguma forma há algo a fazer, e isso não sei o que é.

Continuar pregando o Evangelho e esperar que pelo menos alguns deles se convertam dia a dia? Pode ser.

Conversar diretamente com eles? Não sei se é o caso.

Não dá para conversar com quem não queira ouvir; se é que não querem.

Depois da conversa com o mentor, até sobre as perguntas que fiz no e-mail, as escritas e não escritas, me vieram algumas elucidações. A coisa toda não é contra "gente", contra "pessoas"; mas de certa forma sendo "pessoas" que praticam tais atos errados não há como estar junto.

Vou no Caminho que é o Evangelho mesmo, se ninguém quiser vir comigo, vou só. Não há nada do tipo "sou melhor do que eles"; sou de fato o pior.

O que eles fazem eu teria criatividade para fazer cem vezes pior, claro, para isso não levantaria a bandeira da Graça como escudo, levantaria a mim mesmo.

Mas quero o Evangelho, entendo que é o melhor para mim hoje. Por isso estou fora dessa coisa toda. Do jeito que está não dá para continuar mesmo. Não fora da Estação, mas desses caminhos e atitudes. 

Bom! Te mandei o e-mail por estas razões, pelas várias perguntas e inquietações ali contidas, escritas e não escritas.

Se puder fazer algo em prol do Evangelho com relação ao que tem acontecido, por favor, faça. Se não puder, eu envio este e-mail como um pedido do meu coração, faça algo por mim apenas ajudando-me no esclarecimento de tais coisas.

Um beijo amigo.

_________________________________________

Resposta:

 

 

Meu amado mano: Graça e Paz!

 

Deve ser do seu conhecimento como são as coisas no Caminho da Graça. Veja: QUEM É E QUEM NÃO É DO “CAMINHO DA GRAÇA”

Você me pede o que jamais farei; pois, é o que Jesus não fez!

O que Jesus fez com quem quer que seja?...

Jesus cria no Pai.

Jesus sabia que uns criam e outros não.

Jesus celebrava o que dava fruto, e continuava a pregar para todos.

Jesus confiava no tempo de Deus para todas as coisas.

Jesus ama tanto ao trigo, que era paciente até a morte com o joio.

Você acha que Jesus levou um susto quando Judas fez o que fez?

E por que deu o pão e o vinho a Judas?

Julgue-se cada homem a si mesmo; e bem-aventurado seja se não se condenar nas coisas que aprova.

Você se queixa de que na sua “Estação” tem uma moçada jovem que sai e cultua o Bezerro de Ouro da frouxeza e do hedonismo, como de resto fazem todos os demais jovens do mundo que ainda não sejam discípulos de uma consciência superior.

Deve haver mesmo!...

Mas e daí?

Eu não saio com eles e com ninguém...

Eu vou para casa descansar.

Por que você não se inspira em mim?

Tem tanta coisa boa pra fazer como quem não faz nada...

Não sinto nenhuma necessidade ou obrigação de andar com as pessoas que vão me ouvir falar...

Não creio que aquilo ali seja mais do que um auditório cheio de gente...

Não me impressiono com irmão pra cá e irmão pra lá...

Tenho milhões de irmãos, mas poucos amigos...

E mais:

Acho que quando crente forma clube de qualquer coisa, é sempre uma porcaria; pois, há os que querem chocar...; e há sempre os chocáveis; e isto porque estão ali, como uns seres sem identidade própria, perseverando na missão da experiência do julgamento esperançosamente babante... de raiva; reunindo-se em nome da cocaína/fraterna, do vicio eclesiástico de que coisa de crente é feita com crente; sempre criando a mesma pocilga fraterna...

Jesus não criou a Associação dos Jovens Amigos de Jesus de Cafarnaum e Adjacências.

Ele nunca deu uma festa...

Ele aparecia... E sabia que festa não é moleza!

Festa é missão...

A igreja, porém, é mestre em reuniões, clubes e festas...

E quando estão com a franga solta pela imbecilização que sofreram na “igreja”, e, agora, sem terem entendido nada, se vingam da “igreja” fazendo bobagens contra eles mesmos, exageram “nas festas de fraternidade” — como diria Judas em sua epistola.

É quando o pretexto da Graça é a Graxa dos travados pela “igreja” e que precisam de uma “teologia” como vaselina existencial!

É vício de “igreja”, tanto para quem faz, e faz apenas porque sabe que choca [coisa boba no mundo real; é até mico mostrar demais]; como para quem se choca, que sempre sente uma certa missão psicológica no tal sentir chocado; uma espécie de santificação pelo escândalo; ou, então, sentem uma aversão seduzida, que é tão mais forte quanto mais intensa é a tentação; ao mesmo tempo em que a pessoa fica ali, andando com aqueles “irmãos” de babugem, reclamando deles, porém, sem afastar o pé.

Leia: A ESCOLHA ENTRE O CLUBE E O CAMINHO

 

Ora, eu sei disso mais do que você bilhões de vezes...

Você tem alguma dúvida?

Então, pergunto: Por que, ao invés de ficar chocado com os meninos bobos, você não se comporta como um homem como eu?

“Você?” — indaga você. “Surtou?”

Surtei não meu irmão!... Estou falando é de mim mesmo, que não preciso de mais ninguém na Terra crendo em Jesus para continuar na jornada; pois, hoje, mais do que nunca, eu sei que Ele está comigo.

Sabe por quê?

Por que para mim Jesus não disse “E eis que vocês estarão com vocês mesmos todos os dias até a consumação da desgraça do século” — mas sim porque para mim Ele disse que Ele estaria comigo todos os dias, até a consumação do século.

O mais...

O mais é como Ele fez.

Você viu Jesus chamar os punheteiros de Cafarnaum para conversar sobre o comportamento deles?

Você viu Jesus mandar Pedro reunir as prostitutas a fim de que eles melhorassem o comportamento delas?

Jesus apenas jogava a semente...

O resto seguia um curso que Ele descreveu com simplicidade; alguns ficando rapidamente...; outros por pouco tempo; outros imediatamente se perdendo; e apenas alguns dando fruto...

Você espera o que mais além disso?...

É assim que vivo. É assim que creio. É assim que trato.

Eu creio muito mais no Espírito Santo do que em mim.

Ah! Eu apenas prego... O mais; o mais é com Ele apenas.

Por que ao invés de escandalizar com uns bobocas que ouvem, ouvem, e não chegam nunca ao conhecimento e à pratica da verdade, você não se inspira em um homemzinho de porcaria nenhuma, e que tem no coração a certeza de que nada e nem ninguém pode separá-lo do amor de Deus?

Você não acha que eu seja um exemplo mais forte de resistência espiritual e de perseverança, apesar de mim mesmo — do que de qualquer coisa que seja o mau exemplo dos meninos, dos quais você se queixa?

Sim! Por que você prefere ser diferente de mim?

Você se decepciona com pessoas?

E eu?...

Ora, infinitamente mais; até por que estou aqui há muitos anos... E vendo o que nem o diabo acredita...

Por que prossigo então?...

Para ter salário?

Sinceramente, não.

Haveria muitos outros meios... Humanamente falando bem melhores!

Prossigo apenas por que creio em Jesus! Mas também prossigo por causa de mim mesmo... Por que minha consciência ficou mais importante do que toda a população da Terra. Prossigo por que depois Dele não se tem mais para onde ir!...

Sim! Prossigo por me ser impossível não prosseguir...

Por isto, nunca me vi como parte de nada que não fosse solução, alguma solução; ou se não... — pelo menos a grande perturbação; um Elias de angustias e esperanças, até que alguns queiram, ou muitos...

Porém, sempre buscando não esquecer que não é por força e nem por violência... Mas pelo Espírito; o que demanda confiança e paciência. Afinal, Ele é Ele; e o tempo é Dele!

Mas, enquanto isto..., surtado pelo Evangelho e consciente de sua importância universal incomparável, e de seu significado supra geográfico, social ou quantitativo — ponho-me a caminho como quem não depende de mais ninguém senão Daquele que me disse um dia: Vem; e segue-me.

Eu não sou diferente de ninguém.

Mas por que tem gente que pensa que eu sou?

Será por minha causa?

Claro que não. É por causa delas mesmas. É porque não crêem de verdade; e, assim, dependem tanto de tudo e de todos; e de coerência humana como prova da validade do Evangelho, que, decepcionam-se com muita facilidade; e como não me vêem escandalizado com nada, pensam que sou diferente.

Mas de fato não sou...

Apenas me enxergo. E vejo em mim tudo o que vejo nos outros; se não hoje, mas, certamente, em mim já vi um dia; e pior: em mim sempre em escala que faz a maioria ser vetada na entrada, pois, "menores não entram".

Mas, então, sou diferente por causa do pecado?

Claro que não. A maioria peca, peca e peca...; mas, esquecem-se de seus próprios pecados; e os projetam como raiva nos outros; e, então, tornam-se “perfeitos” em razão da imperfeição nos e dos outros.

Sim, em razão de que a imperfeição dos outros põe em destaque a verdade do que hoje está certo em nosso entendimento ou comportamento — ATUAL.

Eu, todavia, pela Graça de Deus, não esqueço nunca de como é a natureza humana a partir da minha própria.

Por isto, nunca fico chocado. Ao contrário, fico cheio de misericórdia e paciência esperançosa.

E mais: sempre acho que minha vida tem a ver com a solução, no Evangelho.

Sofro dessa mania de crer que Deus pode me usar em qualquer direção, tão somente eu ande no Evangelho.

Quando eu “descasco” aqui no site, não é queixa; não há um pingo de queixa... O que há é Denuncia; e denuncia na esperança de gerar mudança e conversão.

Por que você não se faz meu discípulo de, pela Graça, crer que você faz parte intrínseca de todas as soluções?

Sim! Enlouqueça como eu!

Já que você freqüenta uma Estação do Caminho, sabendo como no Caminho as coisas são tratadas no caminho, por que ao invés de se fazer discípulo do escândalo, você não se faz discípulo da certeza de que é Deus Quem cuida, no caminho no Caminho e no Caminho no caminho — sim, cuida de todas as nossas deficiências, tão somente tenhamos a chance de continuarmos a nos expor ao Evangelho puro e simples?

Receba meu beijo sincero.

Mas não se esqueça: em toda casa há vasos de honra e vasos de desonra. Paulo diz que esses que causam desonra a gente deve cobrir de especial honra... Isto é amar o irmão no comportamento inimigo. 

 

Nele, que nunca se queixou de nada, e sempre sorriu para a eternidade,

 

 

Caio

20 de abril de 2009

Copacabana

RJ