Português | English

Cartas

ME SINTO UMA MONSTRA!...

ME SINTO UMA MONSTRA!...

 

 

----- Original Message -----

From: ME SINTO UMA MONSTRA!...

To: contato@caiofabio.com

Sent: Wednesday, April 08, 2009 1:10 PM

Subject: Sou desrespeitosa, insegura, egoísta, julgadora: Um monstro. Me ajuda, por favor!

 

__________________________

 

Resposta:

 

Amiga que não quer ser identificada, mesmo que jamais o fosse…: Graça e Paz!

 

Sua confissão de fato foi visceral.

Entendo, portanto, a razão de seu desejo de que ninguém leia a sua carta.

Nela você não fala de nada horrível para fora...

Aqui no site quase todas as cartas são bem mais carregadas; junto a elas a sua é carta apenas de uma menina...

E você é menina...

Menina impulsiva, agitada, inquieta, insegura, ciumenta, provocadora, com agenda escondida, com segundos olhares, com visões antecipadas, com suspeitas, com julgamentos que decorrem muito de sua própria capacidade de fazer o que teme que o outro faça; e, sobretudo, uma menina sofrendo porque começa a perceber que seu estado é de imaturidade, de infantilidade, de medo suicida, e que, em razão disso, ou muda ou se dá mal na vida.

Ninguém saberia que você é você apenas lendo a sua carta, exceto aquele que conheceu a sua alma mais profundamente: o seu amigo/namorado.

Ora, pelo que percebi, ele lê o site; e tem sido por ele ajudado apesar de não ser um crente de igreja; ou, não sendo por esta razão, talvez seja porque sua família leia o site, e, assim, alguém possa suspeitar que você seja você.

Mas saiba: é paranóia decorrente da confissão visceral; pois, a confissão foi tão subjetiva [exceto por coisas simples de eliminar — o que eu naturalmente faço, a fim de proteger a todos], que nem mesmo seu namorado saberia que era você, a menos que eu deixasse fatos objetivos para a comparação dele; o que não seria o caso, como já disse.

Entretanto, o que digo a você é simples:

Deus leu a sua carta como oração!

Leu e lê cada confissão gravada em seu coração!

E diz: Amém.

Diz: Minha filha, assim é bom.

Todavia, você terá que aprender a ser de Deus.

Chega de brincar de Jesus.

Chega de brincar de Caminho da Graça.

É hora de você se tornar uma mulher.

É hora de Deus ser o seu Deus.

É hora de você se encontrar, se acalmar e se pacificar.

É hora de você não mais bisbilhotar, nem ser a deusa de seu próprio caminho ou capricho.

É hora de você ser mais consistente...

É hora de falar menos...

É hora de ouvir mais, de pensar mais, e de só responder bem depois, e de afirmar raramente com antecipação.

É hora de saber que todo o seu esforço não garante que homem algum lhe seja fiel.

É hora de deixar ir quem quer ir...

É hora de somente ter ao seu lado quem você queira que fique, e não quem “precise” de você, e, também, ninguém de quem você “precise”.

É hora de que o encontro não seja um suprir de carências, mas sim um gerar de complemento...

É hora de você confiar mais no cuidado de Deus do que ambicionar ter um homem...

É hora de não pedir e forçar a barra por nada...

É hora de entregar o caminho ao Senhor, confiar Nele, e saber que todo o “mais” Ele mesmo fará.

Portanto, é hora de deixar a malicia, a esperteza, a insinceridade, a malandragem, o desrespeito, a desobediência aos mais sábios; e a altivez estúpida, pois, por ela, você se gloria hoje do que faz você chorar amanhã.

É hora de crer para sempre que, quando o assunto é homem, a mulher que se dá melhor é a que não procura.

É hora de saber que mulher que se agarra a homem, consegue apenas ficar com os farrapos da roupa largada nas mãos dela; pois, ele irá...

É hora de saber que a dignidade de uma mulher é ser achada, e não oferecida.

É hora de crer que homem de verdade só quer encontrar mulher que não está à mostra como produto ou troféu.

É hora de entender que uma mulher na vitrine jamais será uma mulher que se desejará ter dentro de casa.

Mulher de Vitrine fica na Loja da Existência!

É hora de saber que é assim que é para todo aquele que deseja as coisas que são, e não as que não são.

Portanto, aproveite a dor da auto-percepção; e deixe o Evangelho ir fundo em você.

Esta é uma das melhores horas para que uma menina se torne mulher; não porque perdeu a virgindade, mas porque tenha ganho, pela dor e pela culpa acerca de sua própria natureza e tendência egoísta, a disposição ao desenvolvimento de uma nova consciência.

É a isso que Paulo chama de desenvolver a salvação com temor e tremor.

Não perca a chance. Vá fundo agora.

Namoro é pirulito. Mas esse estado de alma e de confissão aguda, seguido de dor feliz pela auto-percepção, é um tesouro inigualável. Portanto, não deixe este/momento/sacramento passar desprezado em sua vida.

Peço que leia o meu livro Sem Barganhas com Deus. Está no meu site.

No mais, aproveite este momento de dor/feliz, e, deixe o Evangelho inseminar o útero de sua alma com a semente da verdade eterna.

Receba meu amor.

Espero que você apareça domingo no Teatro La Salle.

Teremos a ceia do Senhor!

Um beijo.

 

Nele, que nos chama a transformarmos dores em arrependimentos que gerem fruto de vida,

 

Caio

8 de abril de 2009

Lago Norte

Brasília

DF