Português | English

Cartas

Me batizei e cansei dos trabalhos

Me batizei e cansei dos trabalhos

-----Original Message----- From: Me batizei e cansei dos trabalhos Sent: segunda-feira, 6 de outubro de 2003 To: contato@caiofabio.com Subject: Estou me sentindo um funcionário Mensagem: Caro Pastor, estou precisando de um conselho. Me batizei há 1 ano numa Igreja Presbiteriana. Para isso tive que fazer uma entrevista com o pastor. Nessa entrevista, ele me disse que eu seria batizado e me tornaria membro da igreja, nada além disso... Na minha ignorância achei que iria continuar indo lá, sentar no banco, ouvir a Palavra e ir embora pra casa. Só que as pessoas começaram a me chamar para um monte de coisas que eu—diga-se de passagem—, não estava a fim de fazer. Assim, eu acabei me afastando por algum tempo da igreja. Foi uma experiência ingrata, Deus me obrigou a voltar pra lá; acredite se quiser! Voltei a aparecer por lá faz algumas semanas, mas já não é mais a mesma coisa. Não me sinto mais à vontade lá dentro, não sinto mais nada. Isso tornou-se um pesadelo na minha, vida pastor: ter que ficar indo num lugar e fazendo coisas que eu não tô a fim. Ser “enxertado” no meio de pessoas e participar de eventos que não estou a fim. Se ele tivesse dito pra mim naquela entrevista: "Olha, você vai se batizar, se tornar membro dessa igreja, vai participar dos ensaios do coral, dos eventos da igreja, dos retiros, vai ter que ficar na porta da igreja recebendo as pessoas, dando boletins, e indo a tudo mais..."; sinceramente, pastor, eu não teria me batizado. NÃO TERIA ME BATIZADO! Talvez eu não seja um “eleito de Deus” para essas outras coisa. Mas uma coisa é certa, por tudo que está acontecendo agora, eu preferia nunca ter colocado os pés naquela igreja, pra não dizer outra coisa. ****************************** Resposta: Meu amado irmão: Paz! Você creu em Cristo, e sua fé o põe na condição de membro do Corpo Místico e Pessoalmente Orgânico de Cristo. Ponto! O que passar disso é coisa da Organização. O Corpo de Cristo não é uma Empresa. A gente não tem Bater Ponto. E os membros têm funções que precisam se expressar de modo natural e espontâneo. Você é membro do Corpo, não um funcionário. Sugiro que você procure o pastor, com todo carinho e amor—eu o conheço e seu que ele é um homem muito sério, cristão e bom—, e diga a ele que você, por enquanto, deseja apenas a liberdade e a alegria de sentar e ouvir. Não se force a nada. Forçar-se, tanto não tem valor algum para Deus, quanto também fará muito mal a você. Mas faça isto com carinho. Você estará falando com um pastor gente boa de Deus. Seja sereno e manso. E apenas comunique sua vontade de ficar lá, porém quietinho. Não é o caso lá na sua igreja. Mas estou vendo um montão de gente infeliz nas igrejas tradicionais que adotaram o modelo de “células” ou o seu “sinônimo”, os “grupos familiares”, pois estão sendo “obrigados” à trabalhos para os quais não estão dispostos, e também a apresentar resultados para os quais não se sentem motivados. Mas fique na comunidade onde você está. Você está num bom lugar. Um beijão, Caio