Português | English

Cartas

Mãe Preocupada com o “Som” do Filho Adolescente!

Mãe Preocupada com o “Som” do Filho Adolescente!

-----Original Message----- From: Mãe Preocupada com o “Som” do Filho Adolescente! Sent: quinta-feira, 28 de agosto de 2003 17:15 To: contato@caiofabio.com Subject: O problema é o rock... Mensagem: Pastor Caio Fábio, Tenho tido problemas com meu filho adolescente, que nasceu na igreja e continua lá. No entanto, considero-o muito envolvido com rock do mundo, e um pouco distante da igreja, mesmo que seu físico esteja lá todos os finais de semana. Preciso de uma estratégia para tratar essa situação. É um menino de 17 anos com um grau de inteligência muito grande. Por favor, penso eu que talvez essa não será nossa última comunicação, mas espero sua orientação. No amor fraternal do Pai, me despeço! ******************************* Resposta: Minha querida irmã: Paz! Fui adolescente e amante de todos os tipos de ritmo de minha geração! Gosto daquelas mesmas músicas ainda hoje; e as ouço com freqüência. Deixe o garoto curtir o som dele em paz. Sente com ele. Ouça junto. E não se surpreenda: provavelmente você acabará gostando de muitas delas. O garoto só está desmotivado. E não dá pra acusá-lo de “mau gosto” se ele prefere essas outras músicas que os gospel de nem sempre boa qualidade que estão aí. Se ele é inteligente, digo a você o seguinte: ele tem todas as razões do mundo pra não se sentir muito motivado em 95% das igrejas que estão aí. Na maior parte das vezes são bons lugares para quem “aceita tudo sem pensar”. Mas se cara for pensante, só agüenta se for por misericórdia, paciência e pra agradar os pais. Não é seu filho quem provavelmente tem que mudar. É a “igreja” que precisa se converter a cada nova geração. Mas se ele está indo, nem toque no assunto com ele. Apenas não exija dele mais do que ele está dando. O tiro pode sair pela culatra. Se você vir que há alguma outra igreja onde ele se sinta melhor, estimule-o a ir. No mais, muita calma nessa hora. Depois, tudo acaba caindo em perspectiva. Um abração carinhoso, Caio