Português | English

Cartas

HABITAÇÃO DE DEMÔNIOS…

HABITAÇÃO DE DEMÔNIOS…

 

----- Original Message -----

From: HABITAÇÃO DE DEMÔNIOS…

To: contato@caiofabio.com

Sent: Sunday, September 06, 2009 3:41 PM

Subject: A habitação dos demônios

 

Caio, mano amado,

 

Graça, paz & bem!

 

Não tenho QUESTÕES a apresentar, apenas gostaria de conhecer sua opinião, se possível...

No episódio da cura do gadareno, os demônios, ao serem expulsos do homem, rogam a Jesus para não serem mandados para o abismo, conforme a narrativa de Lucas; ou para não serem mandados para fora do país, conforme narrativa de Marcos. Como por ali pastava uma manada de porcos, sugerem: “Manda-nos para os porcos, para que entremos neles”. E Jesus o permitiu.

Creio que a provisão divina para os porcos tenha sido: “e a manada precipitou-se despenhadeiro abaixo, para dentro do lago, e se afogou”.

O fato é que porcos ficaram possessos, ainda que momentaneamente. Assim, pergunto: você discerne a possessão em animais como algo comum ou temos aqui um caso singular, em razão do medo de serem mandados “para o abismo” ou “para fora do país”?

Sendo a possessão em animais tão comum quanto a possessão em humanos, teríamos que admitir (ou não?) que os demônios precisam mesmo de uma “casa”, não importando muito quem seja o “hospedeiro”, contanto que ele exista e esteja, de algum modo, propenso a, já que, conforme advertiu Jesus, quando o espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos, procurando repouso.

Quando se trata da “fixação” e “fixidez” em humanos, entende-se a obsessão maligna, já que produzimos o material que alimenta os principados e potestades. Agora, quando se trata de animais, que outro interesse, senão a necessidade de um lugar para pousar?

Ao escrever a você, ocorreu-me a narrativa do Gênesis, em que se diz que a serpente era mais sagaz que todos os animais selváticos que o Senhor Deus tinha feito. E isso me fez pensar que, pela natureza e instinto, existam animais mais propensos que outros. Afinal, seria difícil admitir um sabiá ou uma lagartixa possessa...

Ainda sobre o texto, sei que o que chama a atenção de quem o lê é o fato de Jesus ter atendido a um pedido dos demônios. Sinceramente, não entendo... Não entendo porque atendeu e nem porque livrou uma criatura do tormento, permitindo que outras criaturas fossem atormentadas. Mas, quem disse que fomos chamados para entender, não é mesmo, Caio? Trata-se de território por demais sagrado para ousarmos pisar... Da mesma forma, não entendo o “papo-trato” de Deus com Satanás (segundo a narrativa do livro de Jó), assim como não entendo o comedimento do Arcanjo Miguel na luta contra o diabo (de acordo com a narrativa da Epístola de Judas)... Mas, e daí? Muda alguma coisa? Claro que não! As coisas encobertas pertencem ao Senhor... Ele é o Criador e sabe o que faz. É Senhor; logo, todos são servos (até Satanás, que existe contra tal verdade). 

O que você pensa acerca disso tudo, meu irmão?

Um abraço fraterno!

 

Nele, que nos livra do diabo de fora, mas também do de dentro.

 

Marcos

________________________________________________________

Resposta:

 

Mano amado: Graça e Paz!

 

 

Creio que você não tenha lido ainda o livro “Batalha Espiritual”, que deve estar no site para download gratuito.

Nele falo do Gadareno na perspectiva que você pergunta...

É uma longa viagem... mostrando os tres séculos de dominação sobre os de Geresa [Gadara], especialmente porque Geresa vem da mesma raiz hebraica ger de onde vem o nome da cidade, Geresa, e que significava o possuído ou o invadido...

Portanto, depois de invasões de Alexandre, o Grande, vieram os gregos Seleucidas e Ptolomeus...; depois a Revolta dos Macabeus...; e, depois de tudo, vieram as Legiões romanas...; e, nos dias de Jesus, havia uma Legião acampada lá fazia tempo...

Há, portanto, sempre, uma ligação entre possessão e história...

Daí nos casos individuais mais entranhados Jesus perguntar: “Há quanto tempo isto lhe sucede?”...

O mesmo acontece nos casos clássicos de assombração coletiva ou de entranhamento ente a possessão e um fenômeno grupal, como foi também o que aconteceu no caso do Gadareno...

O Gadareno era possesso de demônios tanto quanto era possesso do psiquismo coletivo histórico..., o qual designara o próprio nome da cidade como sendo um ente possuído por outros..., e havia muito tempo...

Assim, também vendo outros textos bíblicos, como em Daniel, vê-se que Principados espirituais almejam vínculos com indivíduos e com grupos humanos inteiros... É o tal caso do Principado da Pérsia... Lembra?...

Sobre possessão de animais, creia, existe; embora quase sempre decorra da presença humana no processo...

Enfim, tudo isto está em um livro... Seria demais resumir aqui...

Abaixo seguem alguns links do site que tratam o assunto, ainda que de modo breve...

Existem também mensagens minhas sobre o Gadareno que tratam do assunto... Procure na Prólogos com o Edvaldo: edvaldo@caiofabio.com

Mais:...

Aqui no site já contei de uma cadelinha minha que ficou possessa em Manaus, enquanto eu expulsava um demônio de um homem... Está no site...

Receba meu beijo carinhoso...

 

 

Nele, que ama e guarda a sua criação... — e em Quem os porcos se afogam, mas não se perdem...

 

Caio

7 de setembro de 2009

Lago Norte

Brasília

DF

MORADA DE DEMÔNIOS

QUEM SÃO OS ANJOS E OS DEMÔNIOS?

QUANDO OS DEMÔNIOS FAZEM MORADA NA RELIGIÃO

SALIS SAD SALAM SAIAF: VOCÊ ENSINA DOUTRINA DE DEMÔNIOS...

O INCONSCIENTE COLETIVO É USADO PELOS PODERES ESPIRITUAIS?

CAIO, NÃO ME DEIXE A PÉ!

DIAGNÓSTICO DO AZAR: LIBERTAÇÃO SEM ENCONSTO (I-II-III)

ACERCA DO INCONSCIENTE COLETIVO

CONFERINDO COISAS ESPIRITUAIS COM COISAS ESPIRITUAIS

MORRI PARA A RELIGIÃO PARA PODER VIVER PARA CRISTO

MEU DESEJO É SER DOMINADA! POR QUE? I E II

O QUE VOCÊ ME DIZ DA POSSESSÃO DEMONÍACA?

O QUE FAZER COM QUEM SE CONVERTER?

APRESENTO-LHES O REVERENDO GADARENO!

MULTIDÃO É O MEU NOME, POIS SOMOS MUITOS