Português | English

Cartas

FILOSOFIA E FÉ…

FILOSOFIA E FÉ…

 

----- Original Message -----

From: FILOSOFIA E FÉ…

To: contato@caiofabio.com

Sent: Sunday, May 03, 2009 12:17 PM

Subject: Filosofia

 

Olá Caio, meu nome é Marcelo, gostaria de tirar umas duvidas com o senhor...
Sou estudante universitário, faço direito, e tive filosofia no ensino médio, assim como também tenho agora na faculdade, gosto muito dessa matéria. Sei que existiram muitos filósofos cristãos (Agostinho, Tomás de Aquino, Soren Kierkigaard, Blaise Pascal), porém em meus estudos de filosofia percebo que essa matéria trabalha essencialmente com a dúvida. De tal forma que sem a dúvida talvez a filosofia não existisse. E como cristão também sei que a Fé é a ausência de dúvidas (Hebreus 11:1; além das centenas de afirmações de Jesus contra as dúvidas).

A minha preocupação é a seguinte: a filosofia pode ser prejudicial para a fé?

O que dizer de filósofos cristãos que usavam da filosofia para defender a fé?

E dos muitos Ateus que foram convertidos com a ajuda de muitos filósofos cristão?

Posso citar o biólogo chefe do projeto genoma humano, Francis Collins, que era ateu e foi convertido para o cristianismo após ter lido o livro de apologética "Cristianismo puro e simples" de C. S. Lewis (que acho que não era formado em filosofia, mas não deixava de ser filósofo).

A palavra "razão" empregada em 1Pd 3:15 é a razão no sentido filosófico (ou seja, pedindo que respondamos com a razão quando perguntarem da nossa fé)?

Posso usar a filosofia para converter ateus como fizeram e fazem alguns filósofos cristãos?

Uma vez que ateus se recusam a aceitar a autoridade da Bíblia e é preciso um outro argumento para despertar fé neles.
Desde já muito obrigado.
Um grande abraço e fique com Deus...

__________________________________________

 

Resposta:

 

Meu amado irmão: Graça e Paz!

 

A Filosofia foi a mãe de todas as ciências. Foi dela que surgiram todas as demais. Sim, não apenas no âmbito das ciências humanas, mas, indo da Matemática e da Física à Biologia, a Filosofia esteve presente em tudo, até na Astronomia; pois, foi pelo pensamento que todas as coisas tiveram a sua continuidade e desdobramento.

A Filosofia é um dos frutos da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, de cuja realidade todos os humanos se servem todos os dias, inclusive eu, para responder a sua carta através de uma das muitas criações da Árvore.

Pela Filosofia você pode viajar pelas pressuposições e pelas variáveis de um determinando fenômeno ou pensamento. Mas somente a materialização do conceito, seja como demonstração prática ou como filosofia/caminho de existência é que podem fazer a demonstração do pensamento realizar-se como saudável ou, pelo menos, como factível; pois, do contrário, a filosofia é apenas um exercício de natureza quântica não aplicada [o pensamento é um fenômeno quântico]; ou seja: aberto a todas as possibilidades como prováveis... Digo isto, embora veja que verdadeiro pensamento quântico [portanto, para além da Filosofia] tenha abrangência para lidar com o contraditório da não-lógica que a Filosofia não possui em razão de seu culto à lógica linear e sistêmica, muita vezes. 

A fé, todavia, é originária de um mundo no qual a Filosofia é muito básica ainda.

Nenhuma das pessoas que você citou acima se converteu por causa da Filosofia, mas sim em razão da fé. Sim, podem ter chegado ao interesse inicial em razão de algum tipo de afinidade intelectual ou de linguagem com o autor, mas, no fim, sem o salto da fé, sem a entrega, sem a loucura da rendição, sem aceitar o que excede a todo entendimento, portanto, a toda filosofia, ninguém vem a conhecer a Deus de fato.

A Filosofia ainda é um exercício mental/cerebral/psicológico. Comparada a fé, a Filosofia é o treino dos escoteiros no preparatório para o ingresso como gandulas na Para-Olimpíada da existência eterna.

Pedro, portanto, não fala de “razão” como demonstração lógica. Ele não suportava nem mesmo a profundidade não filosófica de Paulo, que dizer do que fosse mera Filosofia?

Não! Pedro fala em dar a razão da esperança que há em nós, e, ao assim dizer, ele manda pregar a esperança da ressurreição e da eternidade.

É isso aí!...

Receba meu carinho!

 

Nele, que nunca filosofou, mas apenas fez o bem com palavras e atos,

 

Caio

3 de maio de 2009

Lago Norte

Brasília

DF