Português | English

Cartas

EU TOPO!

EU TOPO!

 

 

 

 

 

----- Original Message -----

From: EU TOPO!

To: contato@caiofabio.com

Sent: Tuesday, July 31, 2007 6:54 AM

Subject: Topo, Caio! - resposta á seu apelo

 

 

Você escreveu:

 

"Chegou a hora na qual aqueles que dizem que são abençoados com o que ensino, me levem mais a sério do que nunca, pois, esse tempo todo, apenas aguardava a hora madura para iniciar essa outra viagem: a jornada na Graça como alegria de servir a Deus e ao próximo, com todos os dons da Graça que o Espírito Santo sobre nós tem derramado."

Ouvi alguém dizer que  "a graça não apenas tira você do inferno, mas tira o inferno de você e te faz começar a viver o céu".

Tenho sido educado aqui no site, e embora haja sido revolucionado com a graça que inclui, perdoa, beija e abraça, acaba com a lei e a moral e me pacifica para viver de verdade...— agora quero o caminho da graça que si dá, que trabalha, que contribui, que se deleita no serviço por amor e em resposta ao amor, que se alegra em se esvaziar pela gratidão.

Eu sempre pensei que a graça me faria passivo e largado.  Hoje, tendo aceito o convite, tenho crido e apropriado pela fé, entendo que embora seja um ser em PAZ, também sou infinitamente mais ativo, mais entusiástico, mais inspirado, mais grato, mais alegre (a graça têm me constrangido);e ao descansar no que já foi feito, tenho crescido em amor e vontade de servir - trazendo o "futuro" de Deus (novo céu e nova terra) ao presente.

Desculpe-me o "outburst", mas fiquei muito feliz ao ler o que li porque entendi e quero muito isso.  O objetivo não é "não pecar", mas "sim amar" É fazer o oposto do pecado, gerar fruto mais justo do que a justiça dos fariseus. 

 

Um dia quero poder ajudar mais o Caminho da Graça, por enquanto oro, contribuo como posso, e prego o evangelho aqui na igreja institucional que "pastoreio", amando a todos, ajudando a quem posso, até o dia que me tirem ou me acolham mesmo. 

Obrigado Caio. 

 

Não posso não enxergar a mão de Deus tendo me dirigido ao seu site em um tempo tão estratégico na minha vida.

 

Você, como os guardas noturnos de Cantares, me ajudou a encontrar "aquele a quem ama a minha alma", e quando o achei: "o detive"!

 

Obrigado por me ensinar a deixar de ser "evangélico" e ser discípulo!

Um beijo, com muito carinho,

_________________________________________

 

 

Resposta:

 

 

Meu querido irmão: Graça e Paz!

 

 

 

Sabendo de onde você vem e vendo o que tem acontecido a você desde nossa última correspondência, muito me alegro com tudo o que você disse; pois, de fato, sei que você é uma pessoa que carrega imensas responsabilidades em razão de sua ancestralidade evangélica tão “importante”, o que coloca você num ambiente tanto estratégico como também muito complicado.

 

Não será fácil pregar e viver a Graça no ambiente no qual você está.

 

Irônico, não é mesmo?

 

Isto porque você não está num clube noturno e nem numa gafieira (onde seria simples e fácil), mas sim numa Instituição Poderosa, na qual a Palavra da Graça ainda soa como ofensa aos usos, aos costumes, aos legalismos, aos mandamentos de homens, às muitas políticas eclesiásticas e às muitas disputas de poder.

 

Entretanto, saiba:

 

O Evangelho é o que você tem visto e crido agora; pois, com todo respeito, o que lhe foi ensinado antes, apesar da sinceridade com a qual você possa ter sido ensinado e aprendido, é um verniz do Evangelho; o qual é muito mais habitado pela justiça externa dos homens do que pela justiça do reino de Deus.

 

Ande em simplicidade.

 

Não retroaja; mas também não provoque desnecessariamente nada e nem ninguém.

 

Assim, não volte atrás jamais; mas não aja nunca na força da carne; posto que as pessoas em cujo meio você anda ainda não estão preparadas para o que em você já entrou como verdade inamovível.

 

Creio que Deus está levantando muita gente boa dentro e fora das instituições religiosas.

 

Assim, quem está “fora” e anda disperso em relação a convívio e comunhão fraterna, esse deve buscar encontro e vida em grupo, a fim de crescer junto com outros; porém, se a pessoa está “dentro” (como você está), então que ande com sabedoria, sempre pregando a Palavra e amando a todos; todavia, sem enganar-se quanto ao fato que o Evangelho sempre dividiu a sinagoga.

 

Na sinagoga a gente faz como Jesus e Paulo fizeram — se ela nos recebe para pregar, a gente prega; mas se ela se torna hostil, a gente não insiste; afinal, não dá para colocar remendo de pano novo em vestes velhas sem que isso acabe em rupturas totais.

 

Portanto, saiba: tudo o que lhe vier de bom onde você está, é lucro; mas fique preparado, pois, inapelavelmente haverá constrangimentos e até perseguições. Fique, todavia, firme!

 

Você sabe que conta comigo e que estou aqui para o que der e vier.

 

Receba todo meu carinho e minhas orações por você!

 

 

 

Nele, em Quem nosso pedigree tem raízes no céu, na Assembléia dos santos e na Igreja dos Primogênitos, e não nas genealogias humanas,

 

 

 

Caio

 

02/08/07

Lago Norte

Brasília