Português | English

Cartas

Eu tava na peneira, eu tava peneirando...

Eu tava na peneira, eu tava peneirando...

-----Original Message----- From: Amauri Costa de Oliveira Sent: quinta-feira, 24 de julho de 2003 To: contato@caiofabio.com Subject: A Boa Parte... Mensagem: Pastor Caio, Que bom ler tuas palavras do texto de 1998 a 2003. Mesmo depois de tanta dor, cortes de vergonha e contradições pessoais, tua alma continua lúcida e tem percebido a ação e propósito de Deus em tua própria vida. É bom ver que o Caio Fábio não encolheu, antes, cresceu. Tenho caminhado no pastorado e percebido que o cerne da coisa é mesmo o Evangelho de Jesus. Não poucas vezes ficamos como Marta e esquecemos a “boa parte”. É bom ver que mesmo sua agenda não constando congressos, cruzadas, altas reuniões, você está quedado aos pés Daquele que é a boa parte do reino. Talvez fosse a isso que Davi se referisse quando disse no Salmos 16:5 e 6: "O Senhor é a porção da minha herança e do meu cálice... é mui linda a minha herança" Você não me conhece, mas me coloco a seu dispor como irmão em Cristo, amigo e companheiro de batalha. Sou o pastor Amauri da Oitava Presbiteriana de BH. Não somos super-homens, mas temos um super Deus, então "para o alto e avante". ************************************ Resposta: Meu amado Amauri: Que boa a sua carta! Boa parte...boa carta! De fato, parte de minha angustia depois que a Corte Evangélica achava que não haveria festa sem a minha presença—eu nunca sabia se era o rei, o bobo, o palhaço, o peru da festa ou a atração principal—, era perceber a vanidade de tudo aquilo. Hoje, por incrível que pareça, se desejasse, viveria com a Agenda lotada. Os que me escrevem fazendo convites todos os dias, bem o sabem. E como vêm convites de outros países também. Aliás, o resto do mundo, nestes últimos cinco anos, sempre esteve mais aberto para mim que a nação evangélica, não me refiro ao povo, mas aos seus potentados e às suas potestades eclesiásticas. Mas, então, eu penso: Deus me libertou de tudo isto foi para eu ficar mais com Ele! Não que eu não vá mais atender convites e nem realizar uma evento aqui, outro ali. Há coisas para acontecer... Hoje mesmo estarei falando para uma moçada legal, na Igreja Presbiteriana da Tijuca. Mas é coisa do coração: carinho pelo Eurípedes! O fato é que sempre fui de intensa atividade, mas sempre era voltada apenas para a Palavra. Os de Manaus que o digam! Depois, lentamente, os dons podem levar você para o cativeiro. Que ironia! Ele levou cativo o cativeiro e concedeu dons aos homens. Então, os homens recebem os dons e se prendem nos dons como cativeiro. O cativeiro dos dons! Assim acabam se tornando até os melhores ministérios! O dia está rolando lá fora... Eu estou aqui. Quieto e feliz. De vez em quando desço, vou até ao Tango e Café, dou uma aconselhada em algum amigo de jornada, volto, deito um pouco, vejo o Discovery, o National Geographic, leio a Bíblia, folheio um bom livro, volto ao computador—o site fica aberto on line—, e escrevo. Escrevo o que vem primeiro. Se é uma Devocional, lá vai ela. Se é uma Reflexão, deixo-a vazar. Se é uma Carta, sinto-a primeiro...depois respondo. Às vezes, o bafo da carta doída fica tão forte em mim que tenho que tomar um banho e me refrescar. Volto refeito. Então, olho e vejo na caixa postal que ainda há mais 387 Cartas para serem lidas e respondidas. Começo do começo...sem angustia e sem culpa. Faço o que posso. Outro dia um colega pastor não gostou do modo franco como respondo as Cartas. Me disse: Caio, você não acha que está sendo franco demais? Respondi: Meu irmão, você não acha que só estou tendo que ser tão franco porque vocês estão escondendo o jogo todo? Bem, estou feliz com o fato de que aqui do meu cantinho, posso gerar conteúdos sinceros e fundados no espírito do Evangelho de Jesus, e, ainda assim, preservar a minha alma e a minha vida privada, sem fazer dela uma privada de dejetos religiosos. Talvez seja a pura Graça de Deus, me dando férias úteis, enquanto me ajuda a cuidar de outros e de mim mesmo. O fato, é que todos os fatos cooperam para os fatos verdadeiros na existência de quem ama a Deus na realidade e a realidade em Deus. Dê meu beijão no Jeremias e nos irmãos amados da Oitava. Seu irmão, Caio